24 de novembro de 2012

Homossexual é morto a pedradas em bairro da zona Oeste de Natal

Um homossexual de 35 anos, identificado apenas como Toinho, foi assassinado a pedradas no bairro de Felipe Camarão, na zona Oeste de Natal, segundo informações da Polícia Militar. De acordo com o coronel Zacarias Mendonça, o crime foi registrado na madrugada deste sábado (24), por volta das 5h40. O suspeito foi preso e encaminhado à delegacia.

G1 RN

Morre Larry Hagman, o vilão J.R. Ewing da série 'Dallas'


 Larry Hagman, em foto de arquivo feita em janeiro de 2012.  (Foto: Mike Blake / Arquivo / Reuters)


Larry Hagman, que criou um dos maiores vilões da televisão norte-americana, o empresário petrolífero J.R. Ewing, da série Dallas, morreu na sexta-feira. Ele tinha 81 anos.
Hagman morreu em um hospital de Dallas por complicações de sua batalha contra um câncer na garganta, informou o jornal Dallas Morning News, citando um comunicado de sua família. Ele já havia sofrido de câncer no fígado e cirrose nos anos 1990, após décadas regadas a muito álcool.
Linda Gray, que interpretou a mulher de J.R. Ewing, Sue Ellen, estava com Hagman em Dallas quando ele morreu, afirmou o porta-voz da atriz, Jeffrey Lane, por email.
"Larry Hagman foi meu melhor amigo por 35 anos", disse Gray em comunicado. "Ele trouxe alegria a todos que conhecia. Era criativo, engraçado, amável e talentoso, e eu sentirei grande saudade dele."
A mãe de Hagman era a estrela do teatro e cinema Mary Martin, e ele se tornou um astro em 1965, com "Jeannie é um Gênio".
"Dallas", que estreou na CBS em 1978, tornou Hagman uma estrela de primeira grandeza. O programa rapidamente se transformou em um dos principais da rede, atraiu atenção internacional e inspirou regravações.
"Dallas" era a história de uma família do Texas, muito rica devido ao petróleo e ao gado, e sua trama era recheada de punhaladas pelas costas, negócios dúbios, brigas familiares, violência, adultério e outros maus comportamentos.

TCE promove encontro de Prefeitos no dia 10 de dezembro próximo

A Escola de Contas do TCE, em parceria com a Controladoria-Geral da União/RN, o Tribunal de Contas da União-SECEX/RN e a Federação dos Municípios do RN, vai realizar no dia 10 de dezembro o evento: “Encontro com Prefeitos”. Será a oportunidade dos prefeitos eleitos e daqueles que estão encerrando o mandato trocar informações e debater temáticas sobre a boa governança, incluindo orientações básicas aos gestores que iniciam ou terminam a gestão pública.
Na ocasião será feito o lançamento da Resolução Nº 027/2012 do TCE que dispõe sobre a equipe de transição para o cargo de Prefeito, com base na Constituição Federal e na Lei de Responsabilidade Fiscal(LRF). São parceiros do evento o PROMOEX- Programa de Modernização do Sistema de Controle Externo dos Estados, Distrito Federal e Municípios Brasileiros , do CRC-RN e do Banco do Brasil.
A metodologia do evento atende a um formato intensivo, pragmático e motivador, visando a melhor integração entre os participantes, bem como, propiciar um clima favorável à absorção dos conhecimentos e à prática de uma gestão pública de resultados, voltada para os interesses da sociedade.

Vestibular 2013 da UFRN será realizado no próximo domingo


O último vestibular da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) será realizado nos dias 25, 26 e 27 de novembro em Natal, Caicó, Currais Novos, Santa Cruz e Mossoró. Neste ano, os 28.614 candidatos irão concorrer a 3.015 vagas, distribuídas nos 84 cursos de graduação presencial da universidade.

Mano é demitido da Seleção Brasileira: CBF anunciará novo técnico em janeiro

Mano é demitido da Seleção Brasileira: CBF anunciará novo técnico em janeiro
Foto: Reuters
Uma reunião na Federação Paulista de Futebol (FPF), em São Paulo, decretou o fim do ciclo do treinador Mano Menezes no comando da Seleção Brasileira. Ainda não se sabe se o diretor de seleções da CBF, Andrés Sanches, continuará no cargo, mas o novo técnico será anunciado em janeiro. Com retrospecto de 21 vitórias, seis empates e seis derrotas, Mano, que estreou no dia 10 de agosto de 2010, já não agradava boa parte da torcida e imprensa, mas sua demissão veio justamente depois de um título, o bicampeonato do “Superclássico das Américas”, na última quarta-feira (21). Tite, do Corinthians, Muricy Ramalho, do Santos, e Luiz Felipe Scolari, ex-Palmeiras, estão entre os cotados.

Macarrão chora ao ser condenado a 15 anos de prisão por morte de Eliza Samudio; ex-namorada de Bruno também é condenada

Macarrão chora ao ser condenado a 15 anos de prisão por morte de Eliza Samudio; ex-namorada de Bruno também é condenada
Foto: Vagner Antonio / TJ-MG / Divulgação
O júri popular do caso Eliza Samudio condenou, na noite desta sexta-feira (23), no Fórum de Contagem, em Minas Gerais, os réus Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, e Fernanda Gomes de Castro, ex-namorada do goleiro Bruno, por participação nas ações que resultaram na morte da ex-amante do jogador. Macarrão pegou 15 anos de prisão - pena mínima por homicídio qualificado em razão de sua confissão -, e Fernanda, 5 anos em regime aberto. Eliza sumiu em 2010 e seu corpo nunca foi encontrado. Ela tinha 25 anos e era mãe do filho recém-nascido do goleiro Bruno, de quem foi amante. Na época, Bruno era titular do Flamengo e não reconhecia a paternidade. Conforme a sentença da juíza Marixa Fabiane Lopes Rodrigues, Macarrão foi condenado a 12 anos em regime fechado por homicídio triplamente qualificado e mais três anos em regime aberto por sequestro e cárcere privado. Ele foi absolvido da acusação de ocultação de cadáver. Ao ouvir a decisão, Macarrão chorou. Fernanda foi culpada por dois crimes de sequestro e cárcere privado, de Eliza Samudio e de seu filho, Bruninho, condenada à pena de 5 anos a ser cumprida em regime aberto. Informações do G1.

23 de novembro de 2012

Em audiência com a CUT, presidente da Câmara afirma que fim do fator previdenciário será votado na próxima quarta (28)





Central vai ocupar Brasília para acabar com mecanismo que achata aposentadorias Durante audiência na última quarta-feira (21) com a CUT, o presidente da Câmara, deputado Marco Maia (PT-RS), afirmou que o fim do fator previdenciário deve ir à votação na Casa na próxima quarta-feira (28).

Resultado dos trabalhos de um grupo de negociação formado por trabalhadores e empresários, a emenda aglutinativa ao substitutivo do deputado Pepe Vargas (PT-RS) sobre o Projeto de Lei (PL) 3.299/08, mantém o fator 85/95 criado pelo petista, que soma o tempo de contribuição e a idade. Caso o resultado seja 95, para os homens, e 85, para as mulheres, a aposentadoria será integral e não dependerá mais do fator.

leia mais www.confetam.org.br

Boato de suicídio do goleiro Bruno provoca tumulto no fórum de Contagem

Bruno está preso desde julho de 2010, na Penitenciária Nelson Hungria
 
Um boato de que o goleiro Bruno Fernandes teria se suicidado na Penitenciária Nelson Hungria, aliado à total falta de organização dos funcionários do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), provocou um tumulto, nesta quinta-feira (22), no fórum de Contagem, onde é realizado desde segunda-feira (19) o julgamento sobre o sequestro e assassinato da ex-amante do jogador, Eliza Samudio.

O boato chegou inicialmente para o advogado do atleta, Lúcio Adolfo Silva, que jogou uma garrafa no chão e deixou apressadamente o plenário do Tribunal do Júri. Ele foi seguido por dezenas de repórteres, mas os funcionários do TJMG tentaram impedir o acesso da imprensa ao defensor. O tumulto percorreu os corredores do fórum e chegou à rua, onde, mas mais uma vez os servidores do Judiciário mineiro cercaram o advogado para impedir que desse entrevistas e foi necessária a intervenção da Polícia Militar.

Quando finalmente conseguiu falar, Adolfo confirmou que havia acabado de entrar em contato com a direção da penitenciária em que Bruno está preso desde julho de 2010 e confirmou que seu cliente está bem. "Foi só um boato. Ele está bem. Não tentou se suicidar, não está doente, não desmaiou nem nada", disse o advogado, que não soube informar de onde saiu o boato.

Jornal de Minas

Mulher do Cachoeira posta foto com ele em rede social

 (Reprodução/ Internet)

A mulher do contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, usou uma rede social para postar foto do casal. A imagem teria sido feita logo após Cachoeira deixar o presídio da Papuda, no Distrito Federal, nessa quarta-feira durante a madrugada. O contraventor ficou por quase nove meses atrás das grades. O alvará de soltura foi expedido no dia em que a magistrada condenou o bicheiro a cinco anos de prisão em regime semiaberto, além do pagamento de multa correspondente a R$ 155,5 mil pelos crimes de formação de quadrilha e tráfico de influência.
Agências.

Na pauta do dia

Blackninja com anúncio que ressalta sua criatividade

Foto/Divugação

Ousadia e inovação é a alma do negócio e da publicidade. E explorando esse conceito, a Blackninja desenvolveu anúncio, com seus últimos feitos e conquistas internacionais. O objetivo é mostrar ao mercado a estratégia de comunicação adotada pela agência para levar suas campanhas além das fronteiras regionais. A peça, lançada para jornais, e com veiculação no Recife, teve como diretor de criação Lenilson Lima.

Entre os trabalhos de destaque estão peças de responsabilidade social, desenvolvidas para a Secretaria de Saúde de Pernambuco, que conquistaram, por duas vezes a posição de Best Outdoor, no site Ads Of The World, o maior de propaganda do mundo. Os projetos abordavam, respectivamente, o combate ao fumo e a importância da doação de sangue. A Blackninja também ocupou espaço no reconhecido Best Ads On TV e teve sua criativa peça sobre os males do fumo, que explora o desenho de um pulmão estilizado, selecionada para exposição da ATC, durante o Festival de Cannes, na França, em junho passado.

"Nossa equipe de criativos, através de suas campanhas inovadoras, vem alcançado espaços fora da nossa região. Somos, hoje, a agência do Nordeste mais premiada mundialmente", pontuou a sócia diretora da Blackninja, Renata Gusmão.


A agência Blackninja, comandada pelos publicitários Benjamim Azevedo, Renata Gusmão e René Bensoussam, com sede no Recife e atuação nacional, tem na sua cartela de clientes o Governo de Pernambuco, Prefeitura Municipal do Recife, Banco Gerador, Vivo, Sabe Alimentos, Conic, Arena Pernambuco, Coca-Cola, Nestlé, Odontocape e a Esposende, conta conquistada neste mês de nove mbro.

Joaquim Barbosa é empossado como presidente do STF

  O ministro Joaquim Barbosa foi empossado como presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) nesta quinta-feira (22).

A cerimônia de posse foi conduzida pelo ministro com mais tempo de corte, Celso de Mello, que foi responsável por dar posse ao novo presidente.

Barbosa assinou às 15h34 o termo de compromisso. Antes, fez juramento: "Prometo cumprir os deveres do cargo de presidente do Supremo Tribunal Federal e do Conselho Nacional de Justiça em conformidade com as leis", afirmou Barbosa.

Na solenidade, também foi empossado o ministro Ricardo Lewandowski como vice-presidente do tribunal e do CNJ. Divergências sobre o relatório final e sobre a forma de conduzir o julgamento provocaram vários embates entre Barbosa e Lewandowski durante o julgamento do mensalão, ação penal na qual Lewandowski é o ministro-revisor.

A presidente Dilma Rousseff e várias celebridades acompanharam a cerimônia de posse. Entre os famosos que acompanharam solenidade estão os atores Taís Araújo, Lázaro Ramos e Milton Gonçalves, o cantor Djavan, a apresentadora Regina Casé e o tricampeão mundial de Fórmula 1 Nelson Piquet.

22 de novembro de 2012

Um show Pra curtir a noite dessa quinta

 Sungha é um Menino músico de verdade!!  Isso é que é  um fenômeno!


O Filme De Pai Pra Filho' bate marca de 1 milhão de espectadores

 

O filme ‘Gonzaga – De Pai Pra Filho’ ultrapassou a marca de 1 milhão de espectadores nos cinemas brasileiros. O longa atingiu o número com apenas três semanas de exibição nas salas do país.
Dirigido por Breno Silveira (“2 Filhos de Francisco” e “À Beira do Caminho” ), o filme retrata a relação conturbada entre os músicos Gonzagão e Gonzaguinha.
O longa retrata o drama de Gonzagão, desde a sua adolescência em Exu, interior de Pernambuco, nos anos 1920, até um reencontro definitivo – e emocionante – com seu filho Gonzaguinha, quando já era conhecido como o rei do baião. O longa é tenso e carregado no forte teor dramático de seus personagens.
A música – de Luiz Gonzaga e Gonzaguinha – permeia todo o longa, pontuando a relação conflituosa entre os dois, exposta numa conversa gravada entre pai e filho, que praticamente não conviveram. (Com agências)

O filme Gonzaga, De Pai Pra Filho alcançou nesta semana a marca de 1 milhão de espectadores. O novo longa de Breno Silveira narra a história do cantor e compositor Luiz Gonzaga e sua relação conturbada com o filho, Gonzaguinha.cuidado com a pele do rosto
O filme Gonzaga, De Pai Pra Filho alcançou nesta semana a marca de 1 milhão de espectadores. O novo longa de Breno Silveira narra a história do cantor e compositor Luiz Gonzaga e sua relação conturbada com o filho, Gonzaguinha. Em cartaz há três semanas, o longa vem conquistando cada vez mais público . Na sua estreia, entre 26 e 28 de outubro, o longa foi visto por 175. 000 pessoas. No último fim de semana, foi assistido por 216.900 espectadores e, em seguida, bateu a marca de 500.000 pessoas. Esse aumento progressivo de público é raro, e uma característica de filmes que crescem no boca a boca — Silveira já está acostumado a isso, afinal, seu longa de estreia, 2 Filhos de Francisco, sobre a história de Zezé Di Camargo e Luciano, cresceu da mesma maneira.Vejahospedagem php
O filme Gonzaga, De Pai Pra Filho alcançou nesta semana a marca de 1 milhão de espectadores. O novo longa de Breno Silveira narra a história do cantor e compositor Luiz Gonzaga e sua relação conturbada com o filho, Gonzaguinha. Em cartaz há três semanas, o longa vem conquistando cada vez mais público . Na sua estreia, entre 26 e 28 de outubro, o longa foi visto por 175. 000 pessoas. No último fim de semana, foi assistido por 216.900 espectadores e, em seguida, bateu a marca de 500.000 pessoas. Esse aumento progressivo de público é raro, e uma característica de filmes que crescem no boca a boca — Silveira já está acostumado a isso, afinal, seu longa de estreia, 2 Filhos de Francisco, sobre a história de Zezé Di Camargo e Luciano, cresceu da mesma maneira.Vejahospedagem php

Comissão aprova fortalecimento de conselhos escolares e garantias para dirigentes

A Comissão de Educação e Cultura da Câmara aprovou nesta quarta-feira (21) dois projetos de autoria de deputados do PT . Um deles, da deputada Fátima Bezerra (PT-RN), fortalece os conselhos escolares. O outro, do deputado Valmir Assunção (PT-BA), dá estabilidade de vínculo acadêmico aos dirigentes estudantis na sua respectiva instituição de ensino.
O projeto de lei (PL 2.384/11), da deputada Fátima Bezerra, altera a Lei n.º 9.394, de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional – LDB, para dispor sobre a gestão democrática nas escolas. A proposta reforça o papel participativo dos conselhos escolares, que terão função deliberativa, consultiva, fiscalizadora e pedagógica. Os conselhos deverão ser compostos por membros da comunidade escolar e local e o seu funcionamento será disciplinado no regimento interno da escola. Caberá aos conselhos a elaboração do projeto pedagógico da escola.
“Esta participação ativa de todos os segmentos que interferem diretamente na dinâmica escolar – professores, servidores, pais, alunos e comunidade circundante – constitui-se em um laboratório vivo de boas práticas de gestão comunitária e corresponsável. O conselho escolar é vital para o exercício da democracia participativa. A implementação destes colegiados nas escolas sustentará dois pilares fundamentais das sociedades contemporâneas: democracia e cidadania”, afirmou Fátima Bezerra.

Tribunal de Justiça dá 2 dias para Prefeito de Antonio Martins pagar salários atrasados do funcionalismo

                                                                                                                                            Imagem: Reprodução
Cópia da decisão inédita proferida pelo TJ/RN contra o Prefeito Edmilson Fernandes


Em decisão inédita, o Tribunal de Justiça do RN deu prazo de dois dias para o Prefeito de Antonio Martins, Edmilson Fernandes de Amorim (PMDB), derrotado nas urnas, no pleito de 7 de Outubro, quando tentava a reeleição, colocar em dia o salário do funcionalismo municipal.

O juiz de Direito da Comarca de Martins, Jessé de Andrade Alexandria, atendeu a uma Ação Civil Pública, com pedido Liminar, proposta pelo Ministério Público RN, em face do município de Antônio Martins, alegando que nos dias 17 e 22 de outubro do corrente ano, chegou ao conhecimento da Promotoria de Justiça, por meio de requerimento, que o salário relativo ao mês de setembro do funcionalismo público do município de Antônio Martins, notadamente dos conselheiros tutelares, agentes de endemias, Funcionários da folha de saúde e os da folha do FUNDEB 40%, não havia sido pago até aquela data, totalizando mais de 50 dias de atraso.

Segundo informações repassadas, pelos próprios servidores reclamantes, a atual gestão do município de Antônio Martins tem reagido de forma indiferente em relação ao pagamento dos salários atrasados, sempre com respostas evasivas aos pedidos de esclarecimento feitos pelas categorias prejudicadas.

O juiz Jessé de Andrade Alexandria esclareceu nos autos que, se tratam, conforme assinatura da notícia remetida a si, de 46 servidores, vítimas da má gestão municipal, sendo 17 funcionários da Folha do FUNDEB 40%; 6 Conselheiros Tutelares; 6 agentes de endemias; 17 funcionários da Folha da Saúde.

O Prefeito Edmilson Fernandes tem até esta quinta-feira, 22 de Novembro, para pagar os salários em atraso, sob pena de multa diária no valor de R$ 1.000,00.

A decisão tomada conjuntamente pelo TJ/RN e MP/RN, jamais havia sido proferida antes, contra um chefe do executivo Antonio-martinense, expõe apenas um dos lados perverso de uma administração desonesta, desastrosa e sem rumo, que só piora, à medida em que se aproxima de seu melancólico fim.

 Do Blog SOS Antonio Martins

Supremo terá novo presidente nessa quinta-feira

Joaquim Barbosa assume comando do STF, em evento com 2 mil convidados

O ministro Joaquim Barbosa assume nesta quinta-feira (22) a Presidência do Supremo Tribunal Federal (STF) em cerimônia que busca fazer jus à fama que conquistou nos últimos meses. Cerca de 2 mil pessoas foram convidadas para o evento, que está marcado para 15h (horário de Brasília) no Supremo e se estenderá noite adentro num dos principais buffets de Brasília - o Porto Vittoria, às margens do lago Paranoá. A festa será paga por associações de juízes. Jornalistas acompanharão a cerimônia da posse em telões montados do lado de fora do tribunal. Entre os convidados, estão a presidente Dilma Rousseff e o presidente da Câmara, Marco Maia, além de celebridades como os atores Lázaro Ramos e Taís Araújo, a apresentadora Regina Casé, os músicos Djavan e MV Bill e o ex-piloto Nelson Piquet. As informações são do Estadão. Barbosa fez um pedido aos organizadores da posse: ele quer que MPB e rock nacional sejam os únicos gêneros musicais executados durante o evento.

Macarrão confessa que Eliza está morta e que Bruno arquitetou tudo

Macarrão começou a ser ouvido pelo júri por volta das 23h de quarta (Foto: Vagner Antônio/TJMG)
Macarrão começou a ser ouvido pelo júri por volta
das 23h desta quarta (Foto: Vagner Antônio/TJMG)

Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, disse durante interrogatório no júri popular do caso Eliza Samúdio, realizado na madrugada desta quinta-feira (22), que levou de carro a ex-amante do jogador até local indicado pelo goleiro, em Belo Horizonte, e que lá a  jovem entrou em um Palio preto. "Ele ia levar ela para morrer", afirmou o réu sobre a ordem recebida.
Braço direito de Bruno na época do crime, Macarrão é acusado de homicídio triplamente qualificado, sequestro e cárcere privado e ocultação de cadáver
Após a leitura da denúncia, Macarrão disse à juíza que a acusação contra ele "em partes é verdade". Ele admitiu que, em depoimentos anteriores, não falou tudo que sabia sobre Eliza Samudio. "Quero deixar bem claro para a senhora que eu não sou esse monstro que as pessoas colocaram. E hoje eu vou falar tudo que a senhora queira ouvir da minha boca e colaborar com a verdade dos fatos", afirmou o réu no início do interrogatório.
Ele disse que era conhecido como administrador de Bruno, mas que "fazia de tudo, cuidava da casa, dirigia carro". "No começo só pagava as contas. Depois foi criando um vínculo maior, o grau da confiança foi aumentando".
'Orgia no apartamento'

Macarrão disse que Bruno conheceu Eliza Samudio durante "orgia no apartamento" e que, tempos depois, o goleiro contou que achava que a jovem estava grávida dele. O réu disse que não levou Bruno a sério, mas que o goleiro iria encontrar Eliza para conversar. Meses mais tarde, Bruno retomou o assunto e confirmou que "a garota estava grávida mesmo".
Na festa em que conheceu Eliza, segundo Macarrão, Bruno teria contado que "transou com a garota em 15 minutos". Ele disse que "nunca rolou droga em nenhuma festa". O réu contou à juíza que só foi saber o nome de Eliza no Rio de Janeiro, quando Bruno a forçou a vítima a tomar abortivos, segundo boletim de ocorrência.
De acordo com Macarrão, Bruno passou telefone e e-mail do amigo para Eliza, que "só ligava para falar do dinheiro". "No momento que assumi toda situação de trabalho no Rio, depositei duas ou três vezes", disse Macarrão sobre pensão alimentícia de cerca de R$ 3 mil.
"Eu falava que estava resolvendo, que o Flamengo não pagou naquele mês, mas que iria resolver", contou. O réu disse que, em fevereiro de 2010, o clube pelo qual Bruno atuava como goleiro titular pagou R$ 325 mil líquido ao jogador, mas que o dinheiro não foi usado para quitar dívidas com Eliza.
Ele afirmou que pagou um mês de hospedagem para Eliza no Hotel Transamérica, no Rio de Janeiro, e que ela "ligava pedindo mais que a pensão". "Eu que levei o Bruno para conhecer o filho dele", disse Macarrão.
Agressão no carro

Macarrão disse que foi jantar em um restaurante ao lado do Hotel Transamérica com Jorge Luiz Rosa, primo de Bruno menor de idade à época dos fatos, e encontrou Eliza no local. Ela pediu R$ 1,5 mil, mas ele explicou que não conseguiria sacar o dinheiro. Então, de acordo com o réu, Eliza começou a xingá-los. Ele teria pedido calma à mãe de Bruninho e depois foi com ela e o menor até o banco, na Land Rover de Bruno.
Ele diz que conseguiu sacar R$ 800 de uma conta e que e fez uma transferência com outra, porque não podia mais sacar. "Mostrei pra ela que não tinha como sacar. Ela queria R$ 1,5 mil de qualquer jeito". De acordo com Macarrão, ele estava levando Eliza de volta para o hotel "quando ocorreu a briga".
"O menor, ele tava muito alterado", disse Macarrão, destacando que Jorge tinha problema com drogas. Ele disse que guiava o carro, que o menor estava no banco do carona e que Eliza e o bebê estavam no banco traseiro. Segundo o réu, o primo de Bruno começou a ofender Eliza e questionou: "Por que o Bruno foi mexer com um tipo de mulher dessas?". A jovem revidou: "Quem que é seu primo? Ele está achando que é o Rogério Ceni? Seu primo é um filha da p.."
De acordo com o relato, Jorge Luiz Rosa acertou uma cotovelada que fez sangrar o nariz de Eliza. "Foi aí que eu quase bati o carro. Eu estava tentando separar a briga com a mão no volante", afirmou, referindo-se ao sangue encontrado no carro de Bruno. Depois, Macarrão parou para o primo do goleiro descer e disse: "Você viu o que você fez, cara? Amanhã essa mulher vai estar na imprensa e vai acabar com a vida do Bruno". Ele negou que a agressão tenha acontecido na forma de coronhada. "Nunca andei armado, Jorge nunca andou armado. Não teve nenhum machucado na cabeça".
Em seguida, segundo o depoimento, Macarrão perguntou a Eliza Samudio se ela queria ir até o apartamento no Recreio dos Bandeirantes. Ela teria aceitado. "Hora nenhuma eu peguei ela e sequestrei ela. Eu perguntei se ela queria ir pra lá".
Macarrão disse pediu para Fernanda Castro, namorada de Bruno, para ficar na casa com Eliza enquanto ele buscasse remédio. "O meu medo era de o Jorge fazer alguma coisa", disse o réu. "Hora nenhuma eu coloquei a Fernanda para vigiar a Eliza, hora nenhuma eu pedi para ela cuidar do filho de Bruno".


Naquela noite, segundo Macarrão, Eliza dormiu com o bebê em seu quarto. Fernanda não teria ficado com Bruninho, tendo apenas tomado conta do bebê enquanto a jovem tomava banho e remédio.
Viagem para Minas Gerais

No dia seguinte, segundo Macarrão, Fernanda Castro e Eliza Samudio conversaram durante o café da manhã sobre filmes pornográficos que a vítima havia feito. Ele disse que a jovem apontou para Bruninho e afirmou: "meu ouro tá ali". Depois do café, Macarrão foi encontrar Bruno e contar o que havia acontecido. "Ele ficou apavorado", disse o réu.
Ele contou que foi Eliza Samudio quem quis viajar com eles para Minas Gerais, onde haveria um jogo do time de Bruno, o 100%. "Uma pessoa que tá sendo sequestrada não para num bar [na estrada]", disse Macarrão, que falou ainda que o grupo chegou a dar carona para um policial a caminho de Minas Gerais.
O amigo de Bruno contou à juíza que chegaram a Contagem (MG) de madrugada e que ele disse a Bruno que dormiria no hotel onde ficava com Jorge de costume. Segundo o relato de Macarrão, foi pedido apenas um quarto no motel, "uma suíte grande, dois andares". Eliza dormiu na parte de baixo, ele e o primo do goleiro ficaram na parte de cima. Bruno teria ido para a casa da mãe do goleiro, porque "não sabiam se Dayanne [ex-mulher do goleiro] já estava no sítio".
Macarrão diz que Bruno foi até o motel, na manhã seguinte, e se hospedou lá com Fernanda, namorada do goleiro na época, até as 13h. Depois, descobriu que o primo Sérgio Rosa Sales estava lá também. Em seguida, eles pagaram pela hospedagem e foram para o sítio. Sobre as multas que ajudaram a polícia a traçar o caminho dos carros de Bruno, Macarrão afirmou que era normal: "A gente andava sempre correndo mesmo, vivia levando multa".
Jogo de futebol e confraternização

Em seu depoimento, Macarrão relatou que todos foram ao jogo do time de Bruno em Minas Gerais, inclusive Fernanda e Eliza. "Infelizmente as pessoas que estiveram aqui não tiveram a coragem de dizer que Eliza, ela estava no campo" e "que o Bruno apresentou o filho dele para todo mundo do 100% [nome do time]".
Após o fim da partida, que aconteceu à tarde, eles foram ao sítio. Macarrão disse ao júri que apresentou Eliza para a caseira Gilda Maria Alvez como "mãe do filho de Bruno" e que deixou a jovem no local, voltando para a cidade onde estava acontecendo uma confraternização em um bar, onde ficaram até de madrugada.
Ao fim da festa, o réu disse ter chamado quatro meninas para ir ao sítio. Naquela noite, ele afirmou que Bruno dormiu com Fernanda no sítio, que Eliza ficou no quarto da churrasqueira e que ele foi com uma das convidadas para um dos quartos. Também dormiram no sítio, de acordo com Macarrão, Elenílson Vitor da Silva, Wemerson Marques de Souza, os dois primos de Bruno, além das outras meninas convidadas. "Não sei informar se alguém do time foi porque eu estava muito bêbado".
Bate e volta para o Rio

Macarrão disse ter acordado às 10h de segunda-feira e viajado para o Rio, onde o carro de Bruno precisava ser entregue até as 13h. Ele diz que só chegou às 19h. "Fui muito devagar, estava muito cansado". De acordo com o réu, Fernanda estava com ele.
No dia seguinte, o réu disse que recebeu ligações de Cleiton Gonçalves e de Jorge Luiz Rosa pedindo ajuda porque foram presos com a Land Rover de Bruno. "Eles falaram que a polícia tinha prendido o carro. Falaram que estavam numa estrada de Nova Contagem. Não tinha como fazer nada". Ele negou que tenha pedido para lavar o veículo. "Hora nenhuma eu mandei ninguém sair com aquele carro, lavar aquele carro. Eu nem sabia que tinha sangue".
No quarta-feira, ele disse que voltou para Belo Horizonte e que Flávio Caetano de Araújo, que chegou a ser indiciado, foi buscá-lo. Depois, Macarrão disse que seguiu para o sítio com a Ecosport de Bruno, que chegou muito cansado e foi dormir.
'Ele ia levar ela para morrer'

No dia 10 de junho de 2010, Macarrão disse que Bruno estava estranho no telefone e que o jogador pediu que ele levasse Eliza Samudio até a toca perto da Pampulha, onde teria uma pessoa esperando por ela. "Ele falou que ia...", começou a dizer ao júri. "Antes de dizer o que ele ia fazer, eu quero dizer que eu disse pra ele deixar aquela menina em paz".
Macarrão disse que falou para Bruno que vários outros já estavam presos. "Ele falou que era para deixar com ele", disse o réu antes de começar a chorar e embargar a voz. Segundo o relato, Macarrão continuou alertando o goleiro. "Eu estou indo sim, como seu funcionário, eu só quero que você saiba que você vai acabar com a sua carreira".
O réu disse à juíza que não sabia o que iria acontecer com Eliza, mas que "pressentia" e que, ao perguntar ao amigo o que ele estava fazendo, Bruno respondeu: "Deixa comigo, eu sou o Bruno". Macarrão afirmou que o goleiro pediu para que ele largasse "de ser bundão". "Ele ia levar ela para morrer", afirmou.
Macarrão afirma que foi com o primo de Bruno menor de idade levar Eliza. "Quando cheguei lá, foi tudo muito rápido [...] Eu saí já correndo, quase bati o carro no poste. Não vi [quem levou Eliza], muito escuro. Era um Palio preto. A pessoa tirou a Eliza da Ecosport".
Segundo depoimento do réu, Eliza havia conversado com Bruno anteriormente e achava que estava sendo levada para apartamento onde iria ficar com o jogador, motivo pelo qual o bebê teria ficado com o atleta. Macarrão disse que Eliza desceu voluntariamente da Ecosport de Bruno: "Ele falou para ela [que alguém estava esperando lá]".
"Eu voltei pro sítio, chorando muito, preocupado. O Jorge tranquilo", afirmou Macarrão, que garantiu não ter visto quantas pessoas estavam no Palio preto, pois "nunca tinha lidado antes com essa situação". Quando chegou ao sítio, ele afirmou que sua mulher estava passando mal e que, depois de tê-la ajudado, partiu para a viagem de ônibus com o time 100%, Ele disse que, ao falar para Bruno o que tinha acontecido, ouviu do goleiro um "tá tranquilo".
Macarrão disse que Bruno não falou o que faria com o bebê, mas que disse para Dayanne, mulher do goleiro na época, ficar com a criança por uma semana. "Eu estava mal, estava vegetando [...] Depois disso eu não fiquei perguntando o que aconteceu com o menino".
'Ele que acabou com a minha vida'

Perguntado pela juíza se estava mais aliviado, Macarrão respondeu: "Eu guardei tudo isso. Eu não aguentava mais, eu não sou esse monstro que todo mundo colocou [...] Se tem alguém aqui que acabou com a vida, foi ele que acabou com a minha vida"
"Eu vou ser um arquivo vivo. Minha família está crescendo, minhas filhas, eu tenho medo de perder tudo. Eu tenho medo de morrer, mas eu sei que acabou isso tudo", afirmou o réu. "Eu conversei como homem, pedindo para ele não fazer isso. Eu sou um cara tranquilo, que trabalhava no Ceasa, puxador de carrinho. Eu nunca fui um cara ruim, nunca encostei a mão na minha esposa. Não sou monstro, não sou traficante", completou.
Para acompanhar o depoimento de Macarrão clique AQUI

Municípios têm até o dia 30 para aderir ao Proinfo que garantirá à instalação de equipamentos de informática para escolas do campo


A Confederação Nacional de Municípios (CNM) alerta os gestores que o prazo para aderir e garantir a entrega e instalação dos equipamentos de informática para as escolas rurais termina no dia 30 de novembro. A adesão deve ser realizada por meio do Sistema de Gestão Tecnológica (Sigetec), onde os gestores devem informar as escolas que serão beneficiadas.
De acordo com a portaria 68, publicada no Diário Oficial da União, para ampliar a participação das escolas do campo em programas de tecnologia educacional, os Municípios devem aderir ao Programa Nacional de Tecnologia Educacional (Proinfo) para serem contemplados.
O Proinfo promove o uso pedagógico das tecnologias de informação das redes públicas da educação. O Ministério da Educação (MEC) viabilizará e garantirá a entrega e instalação dos equipamentos até 2013. 
Com o Blog Atualidades

21 de novembro de 2012

Brasil vence a Argentina e fica com o título

 BRASIL PERDE NO TEMPO NORMAL,
MAS LEVA O TÍTULO NOS PÊNALTIS (Agência EFE) 

O BRASIL É CAMPEÃO DO SUPER CLÁSSICO DAS AMÉRICAS!!! Após 2x1 no tempo normal o Brasil bate a Argentina por 4x3 nos pênaltis.

Quilombolas serão beneficiados pelo Programa Brasil Sem Miséria

PR/Roberto StuckertDilma realizou a cerimônia no Palácio do Planalto

A Presidenta Dilma  tenta retomar a agenda social e, como parte dessa estratégia, estendeu as ações do programa Brasil Sem Miséria a comunidades quilombolas nesta quarta-feira, dia 21.

"Não podemos permitir que nas comunidades quilombolas estejam as populações mais vulneráveis do nosso país. É por isso que, além da regularização fundiária, nós queremos que lá chegue crédito, assistência técnica, energia, água, canais de comercialização e o Luz para Todos", afirmou durante cerimônia no Palácio do Planalto para anunciar uma série de medidas para quilombolas.
De acordo com Dilma, a desigualdade no Brasil tem gênero, raça e idade, sendo "predominantemente feminina, com a face negra e é preferencialmente uma coisa que afeta duramente as crianças".
Entre as medidas anunciadas estão um mutirão para identificar comunidades, certificação de áreas e regularizações fundiárias.

Provas do ENADE será no próximo domingo

Enade
O Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) deste ano será aplicado a 587,3 mil alunos que estão concluindo o ensino superior. Nesta edição, 1.871 instituições de ensino superior inscreveram seus estudantes. Elas são responsáveis pelas inscrições no exame.



O estado com maior número de inscritos é São Paulo (160.197). Em seguida, vêm o Paraná (65.040), Minas Gerais (54.718), o Rio de Janeiro (51.580) e o Rio Grande do Sul (37.371). As informações foram divulgadas hoje (20) pelo Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).



São considerados alunos concluintes aqueles que tenham expectativa de se formar até julho de 2013 ou que tenham cursado mais de 80% da carga horária mínima do currículo até o período da inscrição. No Enade deste ano não haverá processo de amostragem.



Todos os estudantes que concluem a graduação são obrigados a fazer a prova para receber o diploma, já que o exame é um componente curricular da graduação. O exame é usado pelo Ministério da Educação para avaliar a qualidade de cursos e instituições de ensino públicas e particulares de todo o país.



Neste ano, serão avaliados os cursos de administração, ciências contábeis, ciências econômicas, comunicação social, design, direito, psicologia, relações internacionais, secretariado executivo e turismo. Os cursos superiores de tecnologia das áreas de gestão comercial, gestão de recursos humanos, gestão financeira, logística, marketing e processos gerenciais também serão avaliados.



A prova será realizada às 13 horas (hora de Brasília) de domingo (25). Para saber o local, o aluno pode consultar o sistema do Enade com o número do CPF. O resultado do Enade será divulgado até 25 de dezembro.



Fonte: Agência Brasil

Juiza concedeu alvará de soltura à Carlinhos Cachoeira

Justiça concede habeas corpus a Carlinhos Cachoeira
A juíza Ana Cláudia Barreto, da 5ª Vara Criminal de Brasília, expediu na tarde desta terça-feira (20) o alvará de soltura de Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira. O bicheiro estava preso desde 29 de fevereiro por exploração de jogos, formação de quadrilha e outros crimes. Cachoeira foi condenado a cinco anos de reclusão em regime semiaberto, mais 50 dias multa pelos crimes de formação de quadrilha, exploração de jogos e tráfico de influência.

20 de novembro de 2012

Colunista confessa sonhar com uma tragédia que acabe com o povo brasileiro

Claro! Essa só podia ser do Blog do Ailton Medeiros


Vejam vocês até que ponto chegou o ódio de certos articulistas da velha mídia. Em sua coluna desta terça-feira, Arnaldo Jabor diz que sonha com um supercrash capitalista, que faça o Brasil desmoronar. Jabor não se conforma com o fato do mundo estar se desmoronando enquanto o Brasil vai bem, obrigado.
 
Segue o texto:

ARNALDO JABOR

Às vezes, sonho com um supercrash do capitalismo. Maior do que o atual. Em dias de ódio e tédio com o mundo fora dos eixos, desejo o mal: “Que quebre tudo logo, vamos recomeçar do zero!” Sonho, às vezes, como um bolchevista louco ou um homem-bomba querendo a morte dos cães infiéis – que somos nós. Um ‘supercrash’ seria bom. Dar-nos-ia uma consciência mais humilde de limites. Em meu delírio, chego a desejar que alguma catástrofe aconteça, para nos despertar desta suja esperança, desta sórdida alegria obrigatória que nos impingem.
O crash traria uma nova era; terrível ou não, alguma verdade surgiria… Como chamá-la? A pós-pós-modernidade? O pós-apocalipse? A “desglobalização”? A única coisa que não será “pós” é a burguesia, claro. Não há “pós-burguesia”.
O supercrash seria bom para fracassados, pois estão desculpados, mas seria ruim para catastrofistas – que ficariam sem anátemas e protestos nos bares. Uma crise é boa para o contato com o absurdo. Nesse sentido, uma crise radical seria ‘filosófica’, porque o mal ficaria banalizado e o bem, um luxo ridículo, um hobby.
Ficaríamos mais espiritualizados com uma supercrise. Num primeiro momento, o horror, bolsas caindo, grana sumindo. Depois, a paz do inevitável, a calma da desgraça assumida – vejam o rosto pacífico dos famintos do Sudão. A fome traz uma paz desesperançada. Uma super-recessão muito maior que em 29 pode mostrar que a voracidade consumista não é a única maneira de viver. Seríamos mais magros e mais frugais; ficaríamos mais elegantes com um crash. ‘Crash chic’.
Um supercrash apaga o sorriso dos colunáveis nas revistas. Um crash fecha a Caras e provoca uma onda de suicídios de milionários e instilaria humildade nas almas yuppies. Acabariam suspensórios floridos e gravatas de pintinhas. Das salas ricas, sumiriam elefantes de prata, lustres de cristal e tapetes de zebra.
Voltariam os hippies, as drogas lisérgicas, o artesanato de couro, a poesia, a arte, a lenta reflexão, “slow life”. Toda crise é uma renascença. Haveria uma estética do crash. O crash criaria escolas filosóficas: o ‘pirronismo’ absoluto, um neoniilismo pragmático e a escatologia escatológica: “a merda está no fim da história”, uma espécie de Hegel de marcha à ré.
Os intelectuais encheriam a cara nos bares, cheios de esperançoso pessimismo. Os bondosos de carteirinha, os cafetões da miséria, santos oportunistas, ficariam todos em pânico: “Se não houver um mal claro, como seremos bons?”
O mundo se ‘balcanizaria’ em ilhas culturais e psicológicas; o mundo se espalharia em esponjas, em vazios, em avessos, em ‘buracos brancos’ que se alargam enquanto o tecido da sociedade se esgarça. Não seriam ‘células de resistência’, mas ‘buracos de desistência’.
Os filmes americanos ficarão felizes e haverá musicais para nos alegrar, como no tempo do crash de 29 . Fred Astaire vai dançar com Ginger Rogers de novo. O crash acaba com os filmes de grande produção. O crash vai nos livrar dos grandes shows de rock, das milionárias bandas revoltadas, dos best-sellers de autoajuda (pois não haverá salvação possível), das supercervejarias, dos canecões. Diminuiria muito nossa ansiedade patológica e teríamos a depressão, que é muito melhor porque, ao menos, descansamos caídos na cama.
Com a nova guerra fria entre russos e americanos e, talvez, uma guerra quente no Oriente Médio, teríamos a restauração da beleza da morte e não mais sua banalização pelos videogames letais. Uma ‘supercrise’ traria um novo sabor de verdade a esta ópera-bufa que vivemos. Acaba o pastelão e começa a tragédia real. O crash será um ‘thrill’ para nossas vidas. A paz é chata; parece filme iraniano. A guerra é que é legal, como um filme de ação. O crash também revitalizaria o inútil, a importância do nada, a ausência de urgências, uma saudável tristeza vil. Acabaria com a folga arrogante do capitalismo financeiro, com seus imensos casinos do Mal.
Um crash pode nos dar o frisson de sermos vítimas, a luz negra excitante da paixão. Pode acabar com este bom senso insuportável que nos rege. Acabarão os países emergentes, pois todos seremos reemergentes. Sem consumo, haverá um grande estímulo para o sexo… já que não teremos nada a fazer. O crash vai parir ‘babycrashers’. E também vai justificar broxadas: “minha filha… desculpe… é o crash…” O crash vai acabar com o grande movimento em aeroportos e diminuirá sensivelmente o número de barrigudos falando alto em celulares. O crash fecha Miami. Vão acabar palavras como ‘globalização’, livre mercado, competitividade, desregulamentação, qualidade total, inovação. Como se diz hoje, o mundo terá um “downsizing”.
O crash pode vir a ser retrô, delicioso – voltaremos aos anos 50, de onde nunca saímos, na verdade. Ficaríamos livres da euforia gratuita e teríamos um sadio desalento. Acabaria o vício do passadismo rancoroso, com a desistência da esperança regressista, acabaria a nostalgia de torturas, heranças malditas, ossadas do Araguaia. Acabaria um sonho de futuro. Só teríamos o presente incessante.
O crash vai ser bom para o Brasil conhecer o caos. Há anos que falamos nele sem saboreá-lo, se bem que não temos competência nem para o caos, que é mais ‘anglo-saxônico’. Teremos o pântano, o brejo (para a onde a vaca vai), coisa mais ‘nossa’, mais ‘saudades do matão’ com sapos coaxando. O pântano é mais Brasil. O único problema do crash é que ele pode revitalizar os fascismos. E isso, naturalmente, poderá causar uma guerra total, na qual morreremos todos, derretidos, adubando o solo para novas espécies. Mas, já que o espetáculo da história humana foi esse vexame milenar em busca de poder e de esperanças vãs, também isso pode ser bom. O crash seria bom para acabar conosco, esta raça daninha que atrapalhou o livre curso da natureza. Logo, não se preocupe.

Jorge Ben Jor de Volta a Natal


Jorge Ben Jor (Foto: Luna Markman / G1) 
Jorge Ben Jor (Foto: Luna Markman / G1)

Prestes a completar 50 anos de carreira, Jorge Ben Jor volta a Natal para uma única apresentação com a Banda do Zé Pretinho, dia 24 de novembro, às 21h, no Teatro Riachuelo. No repertório, clássicos como 'Mas que nada', 'O telefone tocou novamente', 'Filho Maravilha', 'País Tropical', 'Zazueira', 'Chove Chuva', e 'W/Brasil'. Os ingressos custam entre R$ 90 e R$ 145 (meia) e estão disponíveis na bilheteria do teatro e no site www.ingresso.com.
Com informações do G1

“FPM depositado hoje nas contas das prefeituras não teve queda, mas valor não chega a ser significante”, diz CNM

O valor do segundo repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) de novembro entra nas contas das prefeituras brasileiras nesta terça-feira (20). De acordo com levantamento da Confederação Nacional de Municípios (CNM), o valor será 4,5% maior que o previsto pela Secretaria do Tesouro Nacional no início do mês.
Porém, o presidente da entidade, Paulo Ziulkoski, afirma que apesar da boa notícia de não haver redução, o valor não chega a ser significante para os Municípios que estão com déficit de quase R$ 2 bilhões. Se a previsão para o terceiro decêndio de novembro se confirmar, o FPM somará durante todo o mês R$ 5,64 bilhões – valor apenas 0,2% maior do que o de outubro, termos reais. De janeiro até o final de novembro, o FPM deve acumular R$ 59,2 bilhões. O montante ainda é 2,57% menor que acumulado no mesmo período do ano passado.
Marcos Dantas

23 presos fogem de penitenciária agrícola Mario Negócio em Mossoró




Vinte e três presos fugiram da Penitenciária Agrícola Doutor Mário Negócio, no município de Mossoró, no Rio Grande do Norte. A fuga aconteceu na noite passada. Os detentos escaparam por um túnel com mais de 10 metros de extensão, escavado a partir do pavilhão próximo à área externa da penitenciária. Três presos foram recapturados logo após a fuga. A Polícia Militar procura os demais fugitivos e será instaurada uma sindicância interna para apurar o caso.

Band

Salve o dia da conciência Negra!



Dia da Consciência Negra, um feriado facultativo, em homenagem a Zumbi dos Palmares e é comemorado no dia da assinatura da abolição da Escravatura. Mas tem algumas coisas bem interessantes pra saber sobre o dia da consciência negra. O Palmares no nome de Zumbi, se refere ao local onde ele formou seu quilombo, uma espécie de reino, ou de república, como alguns consideram, que era a
uto-sustentável, e local de fuga para muitos escravos negros escapados das fazendas, prisões e senzalas. O reino chegou a alcançar quase o tamanho de Portugal, ficava no interior da antiga Bahia, hoje, estado do Alagoas, e a ter mais de 30 mil habitantes.
Outra coisa que nem todo mundo sabe é a dimensão que a raça negra tem no Brasil. Você sabia, por exemplo, que, em dados oficiais, o Brasil é a segundo maior população de afro descendentes, ficando atrás apenas da Nigéria? São cerca de 80 milhões de indivíduos que se declaram de “raça negra”. Mas você sabia também que o Brasil foi a segunda maior nação escravista dos últimos séculos? E que foi o último país a abolir a escravidão? O penúltimo país das Américas a abolir o tráfico negreiro? E que foi o maior importador de escravos da história moderna?
Não precisamos dizer que tudo isso gerou um efeito negativo sobre a imagem dos negros, que até hoje, mesmo depois da abolição da escravatura e da criação de leis contra o racismo, sofrem preconceito racial. Tudo por que a raça negra foi incorporada à nossa sociedade por meio da escravidão. E todas essas já citadas leis de proteção contra o preconceito racial, nada mais são, do que uma forma tardia de pagar o que a sociedade deve aos milhões de negros que sofreram nos anos da escravidão. Mas, diferente do que se pensa, nem todos são a favor dessa proteção. O feriado da consciência negra, por exemplo, sofre ataques de várias direções, seja de pessoas descontentes com o excesso de feriados, seja por meio de opiniões contrárias a valorização do negro na sociedade.


Lee Dantas/ Raimundo Dasmaceno e outros no Facebook compatilharam.

19 de novembro de 2012

Chapa 1 vence a eleição da OAB

O advogado Sérgio Freire, da Chapa 1, com apoio da situação, acaba de ser eleito presidente da OAB no Rio Grande do Norte.
Neste momento ele comemora com o grupo que lhe deu apoio, no Centro de Convenções de Natal, onde aconteceu a eleição e onde os votos foram apurados.

Com informações de Thaisa Galvão.
Amigos e membros da chapa eleita festejam com o novo presidente (Instagram @raphaelcorreia)
Sérgio Freire eleito
Grupo de apoio comemorando vitória
Apuração dos votos (Foto: Assessoria OAB)

Essa tinha que ser o destaque do dia

Dilma Rousseff
“Acato suas sentenças, não as discuto. O que não significa que ninguém neste mundo de Deus esteja acima dos erros e das paixões humanas."
Presidente do Brasil em entrevista ao jornal espanhol "El País", sobre a decisão do STF no julgamento do mensalão

Salve 19 de Novembro o dia da Bandeira Nacional


Advogados abandonam defesa de réus no julgamento do caso Bruno

O promotor Henry Wagner e a juíza Marixa Rodrigues
O promotor Henry Wagner e a juíza Marixa Rodrigues
Foto: Pedro Vilela/Futura Press
Ingrid Guimarães, noiva de Bruno, na sala onde o ex-goleiro é julgado
Ingrid Guimarães, noiva de Bruno, na sala onde o ex-goleiro é julgado
Foto: Pedro Vilela/Futura Press
José Arteiro (terceiro da esquerda para a direita), advogado da família de Eliza Samudio
José Arteiro (terceiro da esquerda para a direita), advogado da família de Eliza Samudio
Foto: Pedro Vilela/Futura Press
Rui Pimenta, um dos representantes do ex-goleiro Bruno, antes do início da sessão do primeiro dia de julgamento
Rui Pimenta, um dos representantes do ex-goleiro Bruno, antes do início da sessão do primeiro dia de julgamento
Foto: Pedro Vilela/Futura Press
Juíza Marixa Rodrigues na sala onde Bruno, Bola, Macarrão, Dayanne Rodrigues e Fernanda Gomes são julgados
Juíza Marixa Rodrigues na sala onde Bruno, Bola, Macarrão, Dayanne Rodrigues e Fernanda Gomes são julgados
Foto: Pedro Vilela/Futura Press
Movimentação na sala onde os réus são julgados
Movimentação na sala onde os réus são julgados
Foto: Pedro Vilela/Futura Press
Sônia Moura, mãe de Eliza Samudio, acompanha o julgamento em Minas Gerais
Sônia Moura, mãe de Eliza Samudio, acompanha o julgamento em Minas Gerais
Foto: Flávio Tavares/Hoje em Dia/Futura Press
Manifestantes colocam cruzes com nomes de mulheres assassinadas em frente ao fórum
Manifestantes colocam cruzes com nomes de mulheres assassinadas em frente ao fórum
Foto: Flávio Tavares/Hoje em Dia/Futura Press
Movimentação de policiais em frente ao fórum, onde é realizado o julgamento de Bruno e mais quatro réus
Movimentação de policiais em frente ao fórum, onde é realizado o julgamento de Bruno e mais quatro réus
Foto: Futura Press
Ércio Quaresma , advogado de defesa do Bola, na chegada ao fórum em Contagem (MG)
Ércio Quaresma , advogado de defesa do Bola, na chegada ao fórum em Contagem (MG)
Foto: Futura Press
Ingrid Guimarães, noiva do ex-goleiro Bruno na chegada ao Fórum Criminal de Contagem, na Grande Belo Horizonte, em Minas Gerais
Ingrid Guimarães, noiva do ex-goleiro Bruno na chegada ao Fórum Criminal de Contagem, na Grande Belo Horizonte, em Minas Gerais

Exatamente três horas depois de o horário previsto, a juíza Marixa Fabiane Lopes deu início à sessão de julgamento do goleiro Bruno Fernandes pelas acusações de sequestro, cárcere privado, assassinato e ocultação de cadáver de sua ex-amante Eliza Samudio, de 24 anos. Mas os tumultos que marcaram toda a manhã desta segunda-feira (19) no Tribunal do Júri de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, voltaram a ocorrer assim que foram abertos oficialmente os trabalhos.

O advogado Ércio Quaresma e os outros defensores do ex-policial civil Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, deixaram o plenário criticando a "falta de imparcialidade" dos trabalhos. A Justiça já havia antecipado esse tipo de estratégia da defesa e antecipadamente notificou a Defensoria Pública para que representantes do órgão se inteirassem do processo e ficassem à disposição para evitar o adiamento do julgamento diante de ações do tipo. Mas, após a atitude da defesa de Bola, os demais advogados pediram para se reunir para decidir o que fazer e a sessão foi novamente suspensa.


Pelas decisões da juíza, que decidiu excluir sete jurados porque eles haviam participado de um julgamento anterior de um dos réus - Marcos Aparecido dos Santos, o Bola - ela concedeu 20 minutos para cada equipe de defesa manifestar seus questionamentos. Todos declararam cerceamento de defesa. Desta forma, ela está perguntando a cada grupo de advogados quem deseja continuar. As defesas de Bola e Macarrão saíram. As equipes de Bruno e Dayanne decidem ficar por enquanto. Quando Carla Silene (defesa de Fernanda) foi chamada, ela pediu intervalo para reunir-se com seus colegas. A juíza suspendeu a sessão por 1h para almoço.


Além de Bruno, será julgado pelos mesmos crimes seu amigo Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão; Bola, acusado do assassinato e ocultação de cadáver da jovem; a ex-mulher de Bruno, Dayanne Rodrigues do Carmo, processada pelo sequestro e cárcere privado do bebê que Eliza teve com o jogador; e outra ex-namorada do atleta, Fernanda Gomes de Castro, acusada do sequestro e cárcere privado da criança e da mãe.

O julgamento estava previsto para iniciar às 9 horas, mas a manhã no plenário foi marcada por discussões provocadas principalmente por Quaresma. Depois de um princípio de tumulto com o colega Rui Pimenta, defensor de Bruno, e questionar a composição dos jurados que seriam sorteados para o julgamento, Quaresma voltou a se envolver em mais duas discussões com Marixa.


Antes da decisão de deixar o plenário, ele já havia protagonizado um bate-boca com a magistrada ao exigir acesso às mídias com depoimentos de testemunhas. A juíza determinou que esse material poderia ser assistido em equipamento do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG), mas a defesa de Bola alega não ter tido acesso aos interrogatórios.

Os advogados chegaram a recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) para adiar o julgamento, mas o pedido foi negado pelo ministro Joaquim Barbosa. Segundo Marixa, o material só pode ser assistido em equipamento do TJ-MG para preservar a imagem das testemunhas, já que os interrogatórios estão em áudio e vídeo. "Tem dois anos que o processo está em curso. A defesa poderia ter marcado minuto a minuto os trechos", argumentou a magistrada.

* Com AE

Comunicamos que estamos em manutenção

  Estamos melhorando a roupagem do Blog !  Em breve estaremos de volta . Agradecemos   compreensão !