1 de outubro de 2022

PT reserva Avenida Paulista para festa da vitória de Lula

 

O diretório estadual do PT de São Paulo conseguiu aval da Justiça para usar a Avenida Paulista no próximo domingo, após o horário de votação. Em decisão liminar nesta sexta-feira (30), o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP) autorizou o partido a reunir apoiadores no dia das eleições a partir das 20h30min.

A decisão é válida caso Luiz Inácio Lula da Silva (PT) vença a disputa presidencial em primeiro turno ou a eleição se estenda para o segundo turno. No entanto, a presença do ex-presidente no local é esperada apenas na hipótese de ele liquidar o pleito no domingo.

A utilização da Paulista também vinha sendo cobiçada por apoiadores de Jair Bolsonaro (PL), que só terão direito de se manifestar em uma das mais importantes vias da capital se o ocupante do Palácio do Planalto for reeleito no domingo, cenário improvável, segundo todas as pesquisas.  

30 de setembro de 2022

Rafael Motta sofre acidente na BR-304 e cancela agenda em Mossoró. Equipe está bem

 

Do candidato a senador Rafael Motta (PSB), indo para Mossoró e sofreu um acidente na desastrada BR-304:

FONTE: thaisagalvao.com.br

29 de setembro de 2022

Em Programa de Rádio Prefeito Ronaldo Sousa fez um balanço de suas ações nesse dois anos do atual mandato


Ontem, quarta-feira 28/09 o prefeito Ronaldo Sousa concedeu a  mais uma entrevista de prestação de contas da gestão pública municipal, aos aguanovenses e região, pela Rádio Esperança FM. 

Foi feito um balanço de tudo aquilo que foi realizado nesses últimos anos  nas pastas de Saúde, Educação, Assistência Social, Esporte, Meio Ambiente, Infraestrutura e de várias obras  que ainda estar em andamento.


28 de setembro de 2022

Gilmar Mendes reafirma Ministro do STF Afirma que Lula é inocente

 

Decano do Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Gilmar Mendes reafirmou a inocência do ex-presidente Lula (PT) ao suspender nesta terça-feira (28) uma cobrança de R$ 18 milhões feita pelo procurador da Fazenda Daniel Wagner Gamboa contra o petista.

Gamboa baseou a cobrança em provas da Lava Jato, declarando que a nulidade dos processos da força-tarefa contra Lula não o inocentou e nem anulou atos da operação.

Mendes, em sua decisão, tratou de explicar que qualquer cidadão brasileiro que não é condenado é, sim, inocente. O ministro ainda afirmou que o procurador demonstra “fragilidade intelectual” ao negar o fato. “A distinção entre ‘sentença irregular’ e ‘inocência’, tecida pelo incauto parecerista, é de cristalina leviandade. Tal manifestação do Procurador da Fazenda Nacional, encampada parcialmente pelo ato reclamado, ostenta nítidos contornos teratológicos e certa coloração ideológica. Quanto não demonstra, antes, alguma fragilidade intelectual, por desconsiderar algo que é de conhecimento de qualquer estudante do terceiro semestre do curso de Direito: ante a ausência de sentença condenatória penal qualquer cidadão conserva, sim, o estado de inocência”.

Prefeito Ronaldo Sousa concede entrevista na Rádio Esperança FM hoje quarta-feira (28) as 9h

 


27 de setembro de 2022

"Falta um tiquinho, só um tiquinho", diz Lula, sobre vitória no primeiro turno

 

O ex-presidente e candidato ao Palácio do Planalto Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou nesta segunda-feira, em seu último grande evento público de campanha antes da eleição de domingo, que falta pouco para liquidar a disputa no primeiro turno, pedindo a apoiadores que batalhem pela conquista de votos e prometendo fazer mais do que em seus dois primeiros mandatos.

"Estamos a um passo da vitória em 2 de outubro. Falta um tiquinho, só um tiquinho. Nesses poucos dias que restam, é preciso trabalhar para conquistar o voto de todas e de todos, daqueles que amam a democracia", disse Lula em evento no Anhembi, em São Paulo, em que artistas e personalidades brasileiras e estrangeiras manifestaram apoio ao petista de forma presencial ou por mensagens de vídeo.

"Todas as eleições que eu participei eu tentei ganhar no primeiro turno. Todas, as minhas e as da Dilma (Rousseff). A gente sempre quis ganhar. Não pensa que a gente gosta de ir para o segundo turno, a gente gosta é de ganhar, a gente gosta é de ganhar no primeiro turno. Mas esse ano é o ano que nós estamos mais arrojados. Vocês estão mais maduros, mais politizados", acrescentou o petista, que chegou a se emocionar em mais de uma ocasião.

26 de setembro de 2022

Terrorismo político: bolsonarista dispara tiros contra carro de som do deputado Paulo Guedes, do PT de Minas Gerais

 

O deputado federal Paulo Guedes (PT-MG) sofreu um atentado na noite deste domingo (25) em Montes Claros - MG. No vídeo publicado em suas redes sociais, o candidato à reeleição relatou que, ao final de uma carreata pela cidade, ele foi surpreendido por um homem que sacou uma arma e desferiu três tiros contra o carro de som que o deputado estava.O homem tentou fugir, mas foi preso pela Polícia Militar. O parlamentar exigiu a presença da Polícia Federal. 

O deputado não foi atingido. 

25 de setembro de 2022

Gleisi avalia que Lula acertou ao não ir a debate do SBT: “parece até que ganhou”

 

“Lula não perdeu nada em não ir. Parece até que ganhou”, afirmou Gleisi à coluna do jornalista Igor Gadelha, no portal Metrópoles.

Na avaliação do deputado federal Alexandre Padilha (PT-SP), Lula “ganhou” ao priorizar fazer comícios nas zonas Sul e Leste de São Paulo, em vez de ir ao debate com outros candidatos ao Palácio do Planalto.

Já o ex-governador do Piauí Wellington Dias (PT) afirma que “nenhum candidato tratou dos graves problemas do povo brasileiro e nem apresentou proposta para tirar o Brasil da grave crise que vivemos. Vencedor foi o Lula que não foi!”, avaliou à coluna 

24 de setembro de 2022

Até André Mendonça derrubou censura ao Uol e libera reportagem sobre imóveis comprados em dinheiro vivo pela família Bolsonaro

 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) André Mendonça derrubou a decisão da Justiça do Distrito Federal e liberou a reportagem do Uol sobre imóveis avaliados em R$ 26 milhões e comprados em dinheiro vivo pela família Bolsonaro. A medida vale até que a reclamação do portal Uol seja julgada pelo Supremo, de acordo com informações publicadas nesta sexta-feira (23) pelo portal G1

Na decisão que está em sigilo, Mendonça disse que, no Estado Democrático de Direito, deve ser assegurado o amplo exercício da liberdade de expressão. Afirmou que a censura não encontra amparo na Constituição.

23 de setembro de 2022

Datafolha: Lula passa de 45% para 47% e aumenta a chance de vencer em primeiro turno. Bolsonaro segue com 33%

  

A pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (22),  mostra que o candidato a presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com 47% das intenções de voto no primeiro turno da eleição presidencial. Em segundo lugar ficou Jair Bolsonaro (PL), com 33%. Ciro Gomes (PDT) teve 7% e Simone Tebet (MDB), 5%. O levantamento foi encomendado pela Globo e pela Folha de S.Paulo.Na pesquisa anterior do Datafolha, de 15 de setembro, Lula tinha 45%. Bolsonaro se manteve com 33%. Ciro e Tebet continuaram com 7% e 5%, respectivamente. Soraya Thronicke (União Brasil) caiu de 2% para 1%.

Nos votos válidos, o ex-presidente conseguiu 50% (eram 48% na anterior).

22 de setembro de 2022

Enfermeiros vão às ruas em 17 estados em dia de luta pelo piso nacional da categoria


Trabalhadores da enfermagem foram às ruas nesta quarta-feira (21) em pelo menos 17 estados do país para protestar em defesa do piso nacional da categoria, recentemente suspenso pelo Supremo Tribunal Federal (STF). O tema está em debate também no Congresso Nacional, que discute atualmente uma forma de financiamento da proposta, aspecto que gerou a decisão pela suspensão.

Profissionais do ramo da enfermagem – que inclui não só enfermeiros, mas também auxiliares, técnicos e parteiras – foram às ruas nos seguintes estados, além do Distrito Federal: Sergipe, Paraíba, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Espírito Santo, Minas Gerais, São Paulo, Alagoas, Acre, Bahia, Goiás, Pará, Ceará, Maranhão e Amapá.

A iniciativa foi articulada pela Federação Nacional dos Enfermeiros (FNE), que convocou sindicatos da categoria a se mobilizarem em todo o país. A ação incluiu também uma paralisação de parte dos serviços de enfermagem em 12 dos 17 estados envolvidos na programação.

Apenas Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Alagoas, Acre e Amapá não interromperam parte das atividades. A presidenta da FNE, Shirley Morales, afirma que a entidade vê o resultado como algo muito positivo especialmente por conta da amplitude.  

“Para a FNE, assim como paras as entidades que compõem o Fórum Nacional da Enfermagem, o dia de hoje foi histórico. Para além de uma mobilização organizada nacionalmente, o que já tínhamos feito em outros momentos, tivemos uma mobilização com paralisação em diversos estados e que contou com o apoio da sociedade e de inclusive gestores públicos no sentido de apoiar pra que não houvesse corte de pontos, retaliação. Em alguns locais, tivemos até a adesão e a paralisação de parte do setor privado.” 


Mobilização de trabalhadores da saúde na praça dos Três Poderes, em Florianópolis (SC) / Gabriel Volinger/SindSaúde/SC

Em Belo Horizonte (MG), por exemplo, o ato foi de grandes proporções e reuniu cerca de 40 mil pessoas no Centro da cidade. A região Sul teve movimentos menores, mas ainda assim registrou participação no dia de luta nacional pelo piso. Em Florianópolis (SC), por exemplo, houve mobilização de trabalhadores da Saúde na Praça dos Três Poderes, região central da capital catarinense.  

“Nosso movimento tem sido crescente e a gente conta, inclusive, com o apoio da população brasileira, pela importância desse segmento que totaliza 65% de toda a atividade de saúde do país e, desses, 85% são mulheres, que estão à frente dessa luta”, disse a vice-presidente do SindSaúde de Santa Catarina, Nereu Espezim.

Em Porto Alegre (RS), a categoria se reúne em um acampamento no Instituto de Cardiologia desde as 8 horas da manhã. A ideia é que a ação dure 12 horas, ao todo, e chame a atenção das autoridades para a importância de se garantir o piso. Diversas entidades de articulação sindical estão por trás da atividade, como Sindisaúde-RS, Sindicato dos Enfermeiros (Sergs), a CUT do Rio Grande do Sul, entre outros.


Concentração no Instituto de Cardiologia de Porto Alegre (RS) / Stéfano Moura/ Sindisaúde-RS

Brasília

Em Brasília (DF), o segmento reuniu trabalhadores e estudantes, que marcharam do Museu da República até a Esplanada dos Ministérios ecoando o pedido de vigência do piso. Eles também passaram em frente à sede do Supremo e, ao final, concentraram o protesto em frente ao gramado do Congresso.

“A categoria está muito insatisfeita, e a paralisação nacional de hoje é um resultado isso. São profissionais que têm jornadas exaustivas no dia a dia, que ganham pouco, e querem ser reconhecidos. A gente pode dizer que a enfermagem de hoje não é mais aquela enfermagem obediente, abnegada. É aquela enfermagem que faz ciência, que é consciente, que faz luta, que vai pra rua”, disse o presidente do Sindicato dos Enfermeiros do Distrito Federal, Jorge Henrique.


Protesto em Brasília reuniu não somente profissionais do segmento, mas também estudantes de Enfermagem / Suderlan Sabino

Por conta da decisão do STF, que deu 60 dias para que entes públicos e privados, detalhem as contas relacionadas ao piso, o Congresso discute desde a última segunda-feira (19) uma série de possibilidades de financiamento para o custeio da medida. Nesta quarta, por exemplo, o relator do orçamento de 2023, senador Marcelo Castro (MDB-PI), anunciou que uma das propostas será votada pelo Senado na próxima semana.

Trata-se do Projeto de Lei Complementar (PLP) 44, que dá aval a estados e municípios para remanejarem recursos que não estariam sendo utilizados no combate à covid. Jorge Henrique disse ao Brasil de Fato que a categoria acredita que o problema será resolvido – quando foi colocado em votação nas casas legislativas, o projeto que criou o piso, por exemplo, contou com ampla maioria em termos de apoio.  

“A gente avalia que, daqui pra frente, não tem mais como voltar atrás porque a categoria está muito mobilizada, então, a gente acha que o Legislativo vai dar uma resposta.”

Edição: Rodrigo Durão Coelho

21 de setembro de 2022

Pesquisa Genial/Quaest: Lula tem 44% e vantagem sobre Bolsonaro aumenta para 10 pontos



Pesquisa Genial/Quaest, divulgada na madrugada desta quarta-feira (21), mostra que o ex-presidente Lula (PT) abriu 10 pontos percentuais de vantagem em relação a Jair Bolsonaro (PL).

Lula oscilou dois pontos para cima, dentro da margem de erro, e marcou 44%, enquanto o ocupante do Palácio do Planalto permanece estagnado com 34%. 

Ciro Gomes oscilou um ponto para baixo, e tem 6%. Simone Tebet (MDB) oscilou um ponto para cima, e aparece agora com 5%. Soraya Thronicke (União Brasil) mantém 1%.

20 de setembro de 2022

Lula já tem 25 milhões de votos a mais do que Bolsonaro

 

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva já tem 25 milhões de votos a mais do que Jair Bolsonaro. A conta foi feita pelo senador Renan Calheiros (MDB-AL), após a pesquisa Ipec, que mostrou Lula com 52% dos votos válidos e tendência de vitória no primeiro turno.

 duas semanas do primeiro turno das eleições, nova pesquisa Ipec divulgada nesta segunda-feira mostrou tendência de ampliação da liderança do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que chegou a 52% dos votos válidos e poderia vencer a disputa no primeiro turno.

Segundo a sondagem, Lula apresentou oscilação positiva de 1 ponto percentual das intenções de voto em uma semana e foi de 46% a 47%, enquanto o presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL) se manteve estável com 31%. A margem de erro é de 2 pontos percentuais.

19 de setembro de 2022

“Meu país é o Brasil, bandeira de 215 milhões de pessoas”, diz Lula em Santa Catarina

 

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva rebateu falsos patriotas que tentam se apropriar dos símbolos nacionais e empunhou com orgulho as bandeiras do Brasil e do Partido dos Trabalhadores neste domingo (18/09), na Praça Tancredo Neves, em Florianópolis, durante o ato Todos Juntos por Santa Catarina.“Essas pessoas precisam aprender algumas coisas e nosso papel é ensinar. 

Eu pedi as duas bandeiras [do Brasil e do PT] porque, normalmente, um fascista que não tem partido político, que nunca organizou um partido político, que não gosta do povo e que não respeita ninguém, ele diz o seguinte: meu partido é o Brasil”, disse.

“Essa bandeira [do Brasil] não é de um partido, é a de 215 milhões de brasileiros que amam esse país. Eles utilizam essa bandeira porque eles não têm o orgulho de dizer: esse é o meu partido. E o Partido dos Trabalhadores me dá muito orgulho de ter criado”, afirmou Lula.

18 de setembro de 2022

O Blog do Jornal a Tromba apresenta os 10 melhores filmes de Jean-Luc Godard

Jean Luc Godard  , nasceu em  (Paris3 de dezembro de 1930 – e morreu  no dia  13 de setembro de 2022) foi um cineastaroteirista e crítico de cinema franco-suíço. Ele ganhou destaque como pioneiro no movimento de filmes franceses da Nouvelle vague dos anos 1960.[1]



Os dez melhores filmes  de Godard

  • Viver a Vida (1962) ...
  • O Desprezo (1963) ...
  • Banda à Parte (1964) ...
  • Alphaville (1965) ...
  • O Demônio das Onze Horas (1965) ...
  • Masculino, Feminino (1966) ...
  • Adeus à Linguagem (2014) ...
  • Imagem e Palavra (2018)

P.s. Esse  Godard, é o mesmo  em que a banda Legião Urbana faz citação : "O Eduardo sugeriu uma lanchonete Mas a Mônica queria ver um filme do Godard".

17 de setembro de 2022

"Falta só um tiquinho para vencer no primeiro turno", diz Lula



"Se o cara que tem 1% quer ir para o segundo turno, por que nós não podemos querer ganhar no primeiro se falta apenas um tiquinho? Um tiquinho. Veja quanto falta para a gente ganhar. Tem hora que é 5%, hora que é 4%, 3%". disse Lula.

16 de setembro de 2022

Datafolha: Lula tem 48% dos votos válidos e continua com chances de vencer em primeiro turno



 O candidato do PT à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva, manteve os 48% votos válidos no primeiro turno, de acordo com a nova pesquisa Datafolha, divulgada nesta quinta-feira (15). Jair Bolsonaro (PL) ficou em segundo lugar, com 36%, e Ciro Gomes (PDT) em terceiro, com 8%.

15 de setembro de 2022

Prefeitura de Água Nova trabalha na revitalização e melhoramento do aterro controlado do município.

 


A Prefeitura Municipal de Água Nova, através das Secretarias Municipal de Obras, Infraestrutura e Meio Ambiente, trabalha a todo vapor nas várias melhorias do aterro Controlado do Município, como a revitalização da entrada do aterro com construção de uma paredão, instalação de energia elétrica, como também a instalação de câmeras de monitoramento, culminando com a aquisição de um novo terreno e a escavação de novas galerias que suportam uma maior captação dos resíduos sólidos..

É a gestão pública Municipal, trabalhando afinco e compromisso para concluir com êxito mais esse grandioso projeto, em prol da população aguanovense.

O prefeito Ronaldo Souza acompanhou de perto os trabalhos ontem, quarta-feira 14/09.

      Prefeito  Ronaldo Sousa

14 de setembro de 2022

Bolsonaro corta de fralda geriátrica a remédio contra hipertensão e asma da Farmácia Popular

 

Jair Bolsonaro e o Farmácia Popular (Foto: ABR)


247 - O corte de 60% de recursos no Orçamento de 2023 para a gratuidade de medicamentos da Farmácia Popular diminuirá o acesso da população a 13 tipos diferentes de princípios ativos de remédios usados no tratamento da diabetes, hipertensão e asma. O dinheiro para medicamentos gratuitos caiu de R$ 2,04 bilhões no orçamento de 2022 para R$ 804 milhões no projeto de 2023 enviado ao Congresso no final de agosto, o que representou R$ 1,2 bilhão a menos.

Seis dos remédios que estarão menos disponíveis para a população são para o controle da hipertensão: Atenolol, Captopril, Cloridrato de Propranolol, Losartana Potássica, Hidroclorotiazida e Maleato de Enalapril. Os princípios ativos são moléculas de uma substância que possuem efeito terapêutico. A informação foi divulgada pela ProGenéricos, associação que reúne os principais laboratórios que atuam na produção e comercialização no País.

O dinheiro para medicamentos gratuitos caiu de R$ 2,04 bilhões no orçamento de 2022 para R$ 804 milhões no projeto de 2023 enviado ao Congresso no final de agosto, o que representou R$ 1,2 bilhão a menos. As informações foram publicadas nesta terça-feira (13) pelo jornal O Estado de S.Paulo


13 de setembro de 2022

Pesquisa Ipec aponta vitória de Lula no primeiro turno, com 51% dos votos válidos

 

A pesquisa Ipec, contratada pela Globo e divulgada nesta segunda-feira (12), mostrou o candidato à Presidência da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na liderança, com 46% dos votos. Jair Bolsonaro (PL) ficou na segunda posição, com 31%. Nos votos válidos, Lula teve 51% (eram 50% na pesquisa anterior (5/9). De acordo com os números, o presidenciável Ciro Gomes (PDT) teve 7%, na terceira colocação. Simone Tebet (MDB) conseguiu 4%. Felipe d'Avila (Novo) e Soraya Thronicke (União Brasil) continuaram com 1%. 

Vera (PSTU), Léo Péricles (UP), Constituinte Eymael (DC), Padre Kelmon (PTB),
e Sofia Manzano (PCB) foram citados, mas não chegam a 1% cada um. 

12 de setembro de 2022

Rompimento do prefeito Álvaro Dias com o MDB mexeu com os cerca de 40 prefeitos do partido que deverão retirar apoio a Rogério Marinho

 

O apoio do prefeito de Natal, Álvaro Dias (PSDB) à candidatura de Fábio Dantas (SD) ao Governo, ecoou feito rastilho de pólvora pelo interior…

E pode cair como uma pedra queimando no colo do candidato a senador Rogério Marinho (PL).

Como o apoio de Álvaro a Fábio, passa pelo rompimento com o MDB e a retirada de apoio à candida de Garibaldi Filho (MDB) a deputado federal, os prefeitos do MDB estão espalhando brasa, numa articulação para bater em retirada da campanha de Rogério.

Serão cerca de 40 prefeitos desistindo do palanque de Rogério.

Resta saber para onde irão esses prefeitos.

Muitos não querem nem ouvir a respiração de Carlos Eduardo.

E sabem que, na rua, pedir voto ao eleitor para Rafael Motta (PSB) é mais fácil e mais leve do que para Carlos.

Faltam 21 dias para as eleições…

E fica a perguntinha besta:

É mais fácil para o prefeito pedir para o eleitor sair de Rogério para Carlos, ou sair de Rogério para Rafael?

O zum zum zum tá grande pelo interior.

FONTE: thaisagalvao.com.br

11 de setembro de 2022

Prefeitura de Água Nova realiza aula inaugural do Curso Preparatório para o processo seletivo do ENEM 2022.




 A Prefeitura Municipal de Água Nova/RN, através da Secretaria Municipal de Educação, realizaram aula inaugural do Curso Preparatório para o processo seletivo do ENEM 2022. 

O prefeito Ronaldo Souza, a primeira dama ,Vansilda,  a Secretaria municipal de educação Rosângela Costa, e demais membros da equipe gestora da educação, estiveram pessoalmente nesse primeiro encontro para dar boas vindas aos estudantes e reafirmarem o compromisso com o investimento na educação de nosso município. 

Na oportunidade foram apresentados os 6 professores que acompanharão os estudantes durante esse processo de aprendizagem.

"O curso preparatório para o ENEM 2022 é mais uma das muitas ações que reforçam o empenho e esforço da gestão pública municipal na educação dos nossos munícipes, sempre investindo e valorizando a área educacional." destacou o Prefeito Ronaldo.





10 de setembro de 2022

Lula mantém liderança com 45% e Bolsonaro 34%

 

A pesquisa Datafolha, divulgada nesta sexta-feira (9) e encomendada pelo jornal Folha de S.Paulo e pela TV Globo, mostrou o que o candidato à Presidência da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) manteve os 45% dos votos, contra 34% de Jair Bolsonaro (PL). Ciro Gomes (PDT) caiu de 9% para 7%, e Simone Tebet (MDB) manteve 5%. 

9 de setembro de 2022

Bolsonarista assassina eleitor de Lula a facadas após discussão política no interior de MT



 Uma discussão entre um eleitor do ex-presidente Lula (PT) e um bolsonarista acabou em morte no município de Confresa (a 1.135 km de Cuiabá, capital do Mato Grosso).

Benedito Cardoso dos Santos, 42, foi assassinado na madrugada desta quinta-feira (8) pelo colega de trabalho, Rafael Silva de Oliveira, 24, que confessou o crime à polícia, informa o site hnt notícias.

Segundo informações do boletim de ocorrência, a dupla teria dado início a uma discussão política entre a noite da última quarta-feira e a madrugada de quinta. Os dois chegaram a se agredir fisicamente até que o suspeito "saiu de si" e matou o colega a facadas, conforme ele próprio relatou. Depois, ainda tentou decapitar a vítima.Ao confessar o crime, Rafael confirmou que agiu motivado pelas discordâncias ideológicas entre ele e seu colega. Segundo o site Olhar Alerta, a motivação do homicídio foi “ódio político”.Em seu depoimento, Rafael informou à equipe de Polícia Civil que a motivação do crime seria por uma desavença política. Benedito seria a favor da eleição do ex-presidente Lula e, Rafael, seria eleitor do atual presidente e candidato à reeleição, Jair Bolsonaro. 

247

8 de setembro de 2022

O 7 de Setembro será em 2 de outubro, quando o povo do Brasil dará um novo Grito do Ipiranga

 

Neste Sete de Setembro, não poderemos comemorar os 200 anos da Independência do Brasil.

E não poderemos por duas grandes razões.

primeira é porque Bolsonaro, mais uma vez, sequestrou a data nacional para transformá-la, de novo, em um grande ato político-eleitoral contra as instituições democráticas.

Apoiado por empresários milionários, que alugaram centenas de ônibus, e por alguns militares, policiais militares, milícias etc., Bolsonaro, muito republicano, pretende fazer um grande comício por sua eleição e contra o STF, o TSE e outras instituições.

Nas redes, grupos bolsonaristas já ameaçam grande violência, inclusive com mortes.

Mas Bolsonaro não apenas sequestrou a data nacional do Brasil. Afanou para si e seus seguidores os todos os símbolos pátrios.

Tais símbolos (bandeira, hino, brasões, datas etc.) foram concebidos para unir a nação brasileira. Dar-lhe uma identidade única e inclusiva, que acolhesse todos os brasileiros e brasileiras, independentemente de opinião política, religião, gênero, raça, orientação sexual etc.

Porém, Bolsonaro e o bolsonarismo usam esses símbolos para desunir, excluir, perseguir e propagar o ódio. Isso não é novo.

O fascismo e o nazismo usaram dos símbolos nacionais e do “patriotismo” para excluir e destruir grandes segmentos da população italiana e alemã. Assim, judeus, ciganos, “deficientes físicos e mentais”, homossexuais, comunistas, socialistas, democratas e todos aqueles que não se identificavam com o fascismo e o nazismo não eram considerados italianos ou alemães.

Eram considerados traidores, gente que não merecia viver numa pátria eugênica, na qual todos tinham de ser de uma mesma raça, de uma mesma orientação sexual, de uma mesma religião, e de uma mesma e extremada opção política.

A ditadura militar brasileira fez coisa semelhante. Todos tinham de rezar pela cartilha política-ideológica dos militares e seguir os valores ultraconservadores da extrema-direita.

Quem não concordasse e se opusesse tinha de ser censurado, sequestrado, preso, torturado, morto ou ir para o exílio. O lema era “Brasil: ame-o ou deixe-o”. A mensagem era clara: se você não concorda com a ditadura, você não é brasileiro e tem de ir embora. Ou morrer.

Entretanto, Bolsonaro e o bolsonarismo fazem a mesmíssima coisa. O bolsonarismo considera que só os seguidores do “Mito” são os verdadeiros brasileiros. Só eles são “verde-amarelos”. O resto tem outras cores, que não as brasileiras: vermelho, rosa, as cores do arco-íris etc.

Os bolsonaristas, os milicianos e alguns militares que rezam na mesma cartilha acham que eles têm o monopólio do patriotismo.

Contudo, só são realmente patriotas no sentido usado por Samuel Johnson. São, na verdade, canalhas antidemocráticos que se refugiam em seu suposto patriotismo para justificar sua opção pelo ódio, pelo preconceito, pela ditadura, pela tortura e também, em alguns casos, pela corrupção.

É tudo uma espécie de “rachadinha antidemocrática”, que rouba bandeira, hino, camisa, direitos, empregos, comida, vidas etc.

Não obstante, há também uma segunda razão pela qual não poderemos comemorar o Sete de Setembro.

É que depois do golpe de 2016, e especialmente com Bolsonaro, o Brasil deixou de ser um país independente. Perdemos nossa soberania.

O Brasil, que, nos governos do PT, era um país forte, altivo e amplamente respeitado no planeta, tornou-se agora um país pequeno, frágil, que prefere se submeter aos interesses de outras nações, em vez de defender os interesses nacionais.

A verdade é que, com Bolsonaro, o Brasil de tornou um pária mundial, um país que tem um presidente que nos envergonha perante o planeta.

Um país que é tido, agora, como um vilão ambiental e social.

Um país que não respeita direitos humanos, que mata índios e ambientalistas, que destrói nossa Amazônia.

Um país com um governo racista, homofóbico, misógino, e que cultiva a memória da ditadura e dos torturadores.

Como comemorar independência com um presidente que dizia que “amava” Trump e que batia continência para a bandeira dos EUA?

Como comemorar independência com um governo que se alinha automaticamente aos interesses do trumpismo e da extrema direita mundial?

Como comemorar independência com um governo que ignora os verdadeiros interesses do Brasil e que, no fundo, despreza o povo brasileiro?

Um governo que quer nos transformar numa espécie de grande protetorado dos EUA? Talvez num grande Porto Rico?

Como comemorar independência com um povo que perdeu direitos e liberdades?

Com um povo que voltou a passar fome, que perdeu empregos e salários, que enterrou sonhos, amigos e parentes?

Como comemorar a independência com quase 700 mil mortos, muitos deles vítimas de crimes contra a humanidade?

Como comemorar a independência com a democracia ameaçada?

O Brasil só poderá comemorar sua independência quando voltar a ser independente.

E isso está muito perto de ocorrer.

No próximo dia 2 de outubro, o povo do Brasil dará um novo Grito do Ipiranga.

Será um grito pela democracia, pelos direitos de todos, pelo emprego, pela educação, pela saúde, pelo meio ambiente, pela vida, pelos sonhos….

Um grito pela tolerância e pela inclusão de todas e todos numa grande e democrática nação. Um Brasil forte que ampare todas as cidadãs e todos os cidadãos.

Um grito verdadeiramente patriota, autenticamente verde e amarelo, pois essas cores pertencem a todo o povo do Brasil.

No dia 2 de outubro, o povo brasileiro, declarará, pelo voto, que o Brasil se tornou, de novo, independente, livre e soberano.

Vi o mundo, Marcelo Zero, Jornal a Tromba , Lee Dantas