30 de outubro de 2010

Vista seu melhor sorriso e eleja DILMA¹³ PRESIDENTE

PATOS-PB: PF prende funcionária do Estado com R$ 500 mil


A Polícia Federal ouviu na tarde desta sexta-feira (28) a diretora do 6º núcleo de Saúde do Estado, que foi presa com dinheiro, medicamentos, uma lista com vários nomes para suposto pagamento e material de campanha de José Maranhão.
A ação da PF ocorreu na cidade de Patos, no Sertão do Estado, conforme a coligação Uma Nova Paraíba.
Segundo informações de advogados da coligação Uma Nova Paraíba, Sheila Maria da Silva Figueiredo foi detida em um carro, com aproximadamente R$ 500 mil e anotações com valores a serem distribuídos entre várias pessoas da região.
Ainda não se sabe que a funcionária do Estado detida será liberada após prestar depoimento.

Blog do Cardoso Silva

“Ninguém fala em meu nome”, declara Rosalba Ciarlini


 
 
A governadora eleita Rosalba Ciarlini (DEM) deu uma demonstração de que não está satisfeita com as especulações em torno de nomes que poderão integrar o secretariado a partir de janeiro.
 
Em contato com a reportagem do jornal O Mossoroense, ela disse que nenhum ex-auxiliar ou aliado político está autorizado a dar declarações sobre esse assunto. "Até agora não convidei ninguém. Não houve nenhuma articulação. Ninguém fala em meu nome", frisa.
 
Ela disse que na próxima semana retorna a Brasília para se dedicar ao debate em torno das emendas da bancada federal para o Rio Grande do Norte. "Primeiro, vamos fazer a transição que começa 45 dias antes da posse. Agora vou a Brasília defender as emendas do meu Estado. Vou conversar com cada um da bancada para que a gente possa somar a ações que já estão acontecendo, que estão paralisadas e que precisam continuar", explica.
 
Sobre o secretariado, ela disse que somente após iniciar o trabalho de transição que ela irá avaliar o perfil ideal para cada pasta. "Quando eu voltar, vamos definir a comissão técnica da transição. Somente com essas informações é que vamos definir o perfil e começar a convidar", garante.
 
O recado de Rosalba foi absorvido pelo presidente do DEM no Rio Grande do Norte, o senador José Agripino. Ele disse que não fará qualquer ingerência na administração da governadora eleita e que se houver abertura de espaços para aliados terá que partir dela, sem que haja qualquer tipo de pressão. "Rosalba foi eleita governadora, tem competência para tal e coordenará todo o processo sem nenhuma intervenção", declara.
 
Fonte: Jornal o Mossoroense

Segunda feira terá ponto facultativo


O Governo do Estado decretou ponto facultativo em todas as repartições públicas estaduais nesta segunda-feira (1º) em virtude do feriado do dia 2 de novembro, que será na terça-feira. O decreto governamental, instituindo o ponto facultativo, foi publicado na edição do Diário Oficial desta sexta-feira (29). A medida vale para todos os órgãos da Administração Direta, Indireta, autarquias e fundações. A exceção fica para os serviços considerados essenciais, como de saúde e segurança, que não poderão sofrer interrupção.

Debate Globo - Considerações finais de Dilma

Debate da Globo teve formato diferente


Alex Carvalho/TV Globo
Foto
SERRA E DILMA SE CUMPRIMENTARAM ANTES DE INICIAR O DEBATE

O debate da Rede Globo com os candidatos à Presidência da República Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB), mediado pelo âncora do “Jornal Nacional” William Bonner, começou às 22h13 e teve um formato diferente: durante três blocos, em que ambos responderam perguntas formuladas por eleitores indecisos de vários estados brasileiros.

29 de outubro de 2010

De joelhos, nunca mais

 
“O chanceler Celso Amorim esteve nos Estados Unidos muitas vezes e, ao que se sabe, nunca tirou os sapatos no aeroporto, ao ser vistoriado pelos policiais. Já Celso Lafer, chanceler de Fernando Henrique Cardoso, submeteu-se a esse vexame”


Com bem observa Marco Aurélio Weissheimer, editor da Carta Maior, as eleições presidenciais brasileiras, ao contrário do que sugere a claustrofóbica imprensa local, não ocorrem numa ilha isolada do mundo, como tampouco a guinada ultra-conservadora e fundamentalista adotada por José Serra, antigamente (bem antigamente) ele próprio desenvolvimentista. Neste momento, milhões de pessoas na Europa, vítimas duma megacrise provocada pelos ideólogos do Estado mínimo e supremacia dos mercados financeiros, saem às ruas em protesto. E protestam contra o quê? Contra as faturas que estão sendo depositadas em suas contas para que paguem pelo estrago feito por bancos, especuladores e uma ampla gama de delinquentes financeiros.

O Brasil só não está imerso nessa crise porque os representantes da delinquência financeira foram apeados do poder há oito anos. E por “representantes da delinquência financeira” leiam-se FHC, Serra & asseclas demotucanos. Por isso – e não só isso – sapateiam, movendo céus e terras para voltar.

O historiador Luiz Alberto Moniz Bandeira, em entrevista recente, observa que o atual processo eleitoral foi infectado por uma intensa campanha terrorista, uma guerra psicológica promovida não apenas pela direita, mas pela extrema-direita, representada pela TFP, OPUS DEI e núcleos nazistas do Sul, sustentada por interesses estrangeiros, que financiam a campanha contra a política externa do presidente Lula, pois não lhes interessa a projeção do Brasil como potência política global.

Para ele, os dois projetos em disputa são definidos: o Brasil como potência econômica e política global, socialmente justo, militarmente forte, é defendido pela candidata do PT, Dilma Roussef; o outro, representado por Serra, candidato do PSDB-DEM, é o do Brasil submisso às diretrizes dos Estados Unidos, com sua economia privatizada e alienada aos interesses aos estrangeiros. Evidentemente, os Estados Unidos – seja qual for o governo – não querem que o Brasil se consolide como potência econômica e política global, integrando toda a América do Sul como um espaço geopolítico com maior autonomia internacional.

A mudança dos rumos da política externa, como Serra e seus mentores diplomáticos pretendem, teria profundas implicações para a estratégia de defesa e segurança nacional. Ela significaria o fim do programa de reaparelhamento e modernização das Forças Armadas, a paralisação do desenvolvimento de tecnologias sensíveis, ora em curso, mediante cooperação com a França e a Alemanha, países que se dispuseram a transferir know-how para o Brasil, ao contrário dos Estados Unidos.

Desde a campanha de 2002, Serra se declarou contra o Mercosul como união aduaneira, optando por sua transformação em uma área de livre comércio, compatível com o projeto da Alca, que os Estados Unidos tratavam de impor aos países da América do Sul e que o Brasil, apoiado pela Argentina, inviabilizou. Se a Alca tivesse sido implantada, a situação do país seria desastrosa em vista da profunda crise econômica e financeira dos Estados Unidos de 2008, como aconteceu com o México.

O governo do presidente Lula, tendo o embaixador Celso Amorim como chanceler, considerado pela revista Foreign Policy (EUA) o melhor do mundo na atualidade, alargou as fronteiras diplomáticas do Brasil. Seus resultados são visíveis em números: sob o governo do presidente Fernando Henrique Cardoso, as exportações brasileiras cresceram apenas US$ 14 bilhões, subindo de US$ 47 bilhões em 1995 para US% 61 bilhões em 2002. No governo do presidente Lula, as exportações brasileiras saltaram de US$ 73 bilhões de dólares em 2003, para US$ 145 bilhões em 2010: ou seja, dobraram. Aumentaram cinco vezes mais do que no governo FHC.

Esses números evidenciam o sucesso da política externa atual, que ampliou e diversificou os mercados no exterior. Mas há outro fato que vale ressaltar para mostrar a projeção internacional do Brasil: em dezembro de 2002, último ano do governo FHC, as reservas brasileiras eram de apenas US$ 38 bilhões. Sob o governo Lula, as reservas brasileiras saltaram de US$ 49 bilhões em 2003, para US$ 280 bilhões em outubro de 2010. Tais números significam uma enorme redução da vulnerabilidade do Brasil face aos capitais estrangeiros.

Moniz Bandeira lembra a crise de 1999: “No início do segundo mandato de Fernando Henrique Cardoso, em apenas seis dias, entre 6 e 12 de janeiro de 1999, o Brasil perdeu mais de US$ 2 bilhões para os especuladores e investidores internacionais, suas reservas caíram cerca de US$ 4,8 bilhões em apenas dois dias! Os capitais, em torno de US$ 500 milhões por dia, continuaram a fugir ante o medo de que o governo congelasse as contas bancárias e decretasse moratória. Os bancos estrangeiros cortaram 1/3 dos US$ 60 bilhões em linhas de crédito interbancário a curto prazo que haviam fornecido ao Brasil desde agosto de 1998. A fim de não mais perder reservas com a intensa fuga de capitais, não restou ao governo FHC outra alternativa senão abandonar as desvalorizações controladas do real e deixá-lo flutuar, implantando o câmbio livre.

A diferença fundamental entre os governos Lula e FHC? Moniz Bandeira se reporta a um fato simbólico: “O chanceler Celso Amorim esteve nos Estados Unidos muitas vezes e, ao que se sabe, nunca tirou os sapatos no aeroporto, ao ser vistoriado pelos policiais. Já Celso Lafer, chanceler de Fernando Henrique Cardoso, submeteu-se a esse vexame, humilhando-se, degradando sua função de ministro de Estado e o próprio país, o Brasil, que representava. E este homem, que hoje ataca a política externa do presidente Lula, é um dos mentores de Serra.”

É isso aí: o Brasil de joelhos nunca mais.



Veja quem declarou voto em Dilma





 
 

Tropas federais vão atuar em 12 Estados nas eleições


tropas-federais
Ao todo, 12 Estados vão contar com o auxílio das tropas da força federal para garantir a normalidade das eleições neste segundo turno: Piauí, Amazonas, Rio Grande do Norte, Tocantins, Alagoas, Rondônia, Sergipe, Maranhão, Paraíba, Mato Grosso do Sul, Amapá e Pará.

Datafolha constata estabilidade com Dilma à frente de Serra


pesquisadatafolha1
Candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff mantém folgada margem no segundo turno da eleição presidencial contra José Serra (PSDB), mostrou pesquisa do instituto Datafolha divulgada nesta sexta-feira.

Propaganda eleitoral gratuita chega ao final



Urna eletrônica
No domingo, milhões de brasileiros voltam às urnas

Termina nesta sexta-feira, dois dias antes das eleições, a propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão e também as últimas propagandas pagas nos jornais impressos e aquelas feitas na internet. A data também é o prazo final para a realização de debates entre os candidatos. No sábado, um dia antes da eleição, os candidatos ainda poderão participar de carreatas e usar alto-falantes ou amplificadores de som, mas só até as 22h.
No domingo, dia da eleição, não são permitidas manifestações, reuniões ou comícios e buzinaços. A lei permite apenas a manifestação individual e silenciosa do eleitor. Nos estados onde houver segundo turno também para governador (Goiás, Alagoas, Pará, Amapá, Paraíba, Rondônia, Roraima e Piauí, além do Distrito Federal), os eleitores devem votar primeiro para governador e, em seguida, para presidente. Nos dois cargos, os números dos candidatos – ou da legenda – têm dois dígitos. O TSE permite o uso de colas eletrônicas, para facilitar o eleitor a lembrar o número de seu candidato.
As seções eleitorais estarão abertas das 8h às 17h.

A 48 horas das eleições, Ibope indica 13 pontos de diferença entre Dilma e Serra



A diferença de votos entre Dilma e Serra está aumentando nos últimos dias da campanha
A diferença de votos entre Dilma e Serra está aumentando nos últimos dias da campanha


A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, manteve uma vantagem folgada sobre seu adversário José Serra (PSDB), com os dois candidatos oscilando dentro da margem de erro, mostrou pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira. Dilma tem 52% das intenções de voto contra 39% de Serra, uma vantagem de 13 pontos para a petista, segundo dados divulgados na noite desta quinta-feira.
No levantamento anterior do Ibope, divulgado em 20 de outubro, a petista tinha 51% e o tucano 40%. A margem de erro é de 2 pontos percentuais. Os eleitores que pretendem votar em branco ou anular o voto se mantiveram em 5%, enquanto o grupo de indecisos também não sofreu alterações, seguindo em 4%. Considerando-se apenas os votos válidos, que excluem brancos, nulos e indecisos, Dilma tem no Ibope 57% e Serra 43%. Ela concentrava 56% na anterior e ele, 44%.
Há dois dias, o instituto Sensus indicou vantagem de 15,2% para Dilma nas intenções de voto. De acordo com o Vox Populi e o Datafolha, ambos desta semana, são 11 pontos pró-Dilma. A nova pesquisa Ibope foi realizada entre 26 a 28 de outubro junto a 3.010 eleitores.
Sem telemarketing
A  pesquisa divulgada pelo Ibope foi realizada entre terça e esta quinta-feira, momento em que o tucano disparou milhões de ligações nos últimos dias, em uma ação classificada pela direção da campanha de Dilma como o “telemarketing da calúnia”. Diante do volume de denúncias levadas ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a ministra Nancy Andrighi concedeu liminar que suspende imediatamente o serviço de telefonia, realizado pela empresa Transit do Brasil S/A, em favor da candidatura do tucano José Serra. O serviço contratado pelo PSDB divulgava informações caluniosas contra a candidata Dilma Rousseff.
Eleitores e eleitoras de vários Estados receberam, diariamente durante esta semana, ligações telefônicas com propaganda negativa contra a candidata Dilma Rousseff. O “telemarketing da calúnia”, denunciado por jornais mineiros e brazilienses, intensificou-se nos últimos dias. Trata-se de um novo procedimento dos adversários de Dilma, que espalharam uma série de boatos por e-mails e panfletos contra a candidata nos últimos meses.
Segundo o parecer da ministra do TSE, “a medida cautelar é necessária e premente, haja vista que tal propaganda irregular poderá causar estragos sem precedentes sobre a candidatura de Dilma Rousseff, do Partido dos Trabalhadores”.
Os principais temas tratados na ligação dizem respeito ao aborto e ao caso Erenice Guerra. Segundo os telefonemas caluniosos, a candidata Dilma Rousseff seria a favor de que mulheres façam aborto, corrupta, chefe de quadrilha, outros termos. No site Mulheres com Dilma, a eleitora Juçara relatou, por meio de comentário, que recebeu duas ligações desse telemarketing.
“Agora mesmo recebi 2 ligações, estão se passando por empresa de pesquisa, porém não se identificam. Apenas pedem para  o eleitor teclar o número correspondente. O 1 para Serra, 2 para Dilma e 3 se o eleitor pretende votar nulo ou não tem intenção de ir votar?”, escreveu.
Indignada, Juçara reclama: “Ora, que eu saiba o voto é secreto no Brasil, não sou obrigada a declarar, ainda mais para uma gravação que nem se identifica!”
Sem o dispositivo, aliado à propaganda negativa que este fato significa para a campanha tucana, a tendência é de uma nova queda do tucano nas pesquisas que serão divulgadas nas próximas 48 horas.

28 de outubro de 2010

Homenagem do Sindicato dos Servidores Públicos de Rafael Fernandes e Água Nova - SINDISERPRAN aos Servidores Públicos




Homenagem aos Funcionários Públicos

O serviço público é uma das mais importantes tarefas de uma nação. Nenhum povo deixou de, por formas diversas, respeitar aqueles que se dedicavam à função pública, ora por reverência e reconhecimento ou gratidão, ora também por interesse ou medo.
Neste dia do servidor público, recebam os bons e verdadeiros servidores públicos a nossa homenagem, a nossa gratidão e o nosso apelo para que não deixem o serviço público e o exerçam com orgulho. Quando os bons desistem o mal triunfa! O bem precisa vencer neste país e os servidores públicos terão papel decisivo.

Parabéns a todos os Funcionários Públicos Municipais  e Estaduais de Rafael Fernandes e Água Nova

Com carinho!
Direção do Sindiserpran

Claro que concordo também

 

Com o  jornalista Luís Fausto, Brasília Urgente, de Nominuto, quando diz que Serra pirou ao declarar que o Vox Populi e Sensus estão alugados à Dilma. E afirmar que os doze pontos que o separa da Dilma é empate técnico. Não é empate, nem goleada, é piração total. Do Serra.

Flamengo fica mais perto da degola e o Corinthias perto da liderança



Empataram em 1 a 1 na noite desta quarta, no Engenhão pouco para o Flamengo, que se manteve em 13º, ainda ameaçado de rebaixamento, e menos ainda para o Timão, que perdeu a chance de ser líder. A equipe subiu para o segundo lugar. Mas pode ver a distância para o líder passar a três pontos caso o Fluminense vença o Grêmio nesta quinta.

ronaldo comemora gol do corinthians contra o flamengo

Carcaça levantou a galera

E como sempre sinto tudo em forma de música aqui fica mais um som que gostei... e que fala por sí só...




 


Não tenho nada em meio a tudo
Só carcaça para ser surrada
Eu não tenho casa e tenho filhos
Que sobrevivem mesmo sem abrigo
Não é lenda não é crendice
Pura verdade, quem é fraco não resiste
Tem que ser forte, muito guerreiro
Que desarmado não se entrega ao desespero
Que vai à luta de peito aberto
Matando a sede nas areias do deserto da vida
Que testa a cada dia o poder de se manter viva
A minha esperanca que tudo vai clarear
O vento vai bater e a direção mudar
E eu sigo, eu sigo com minha esperança
Que tudo vai girar, o jogo reverter
E mais justo ficar

Frase do dia

Seja humilde, pois, até o Sol com toda sua grandeza se põe e deixa a Lua brilhar… (Bob Marley)

27 de outubro de 2010

Veja as fotos da concentração/carreata Dilma 13 em Pau dos Ferros

Pesquisa mostra Dilma com vantagem de 17 pontos sobre José Serra




Pesquisa CNT/Sensus divulgada nesta quarta-feira (27) mostra a candidata do PT à presidência da República, Dilma Rousseff, com 58,6% dos votos válidos contra 41,4% do tucano José Serra.

O levantamento mostra aumento da vantagem da petista em mais de 10 pontos percentuais em relação à pesquisa anterior, realizada nos dias 18 e 19 deste mês. Antes, Dilma tinha 52,8% dos votos válidos contra 47,2% de Serra: vantagem de 5,6 pontos percentuais. Agora, a diferença entre os dois chega a 17,2 pontos percentuais.

Os votos válidos desconsideram brancos e nulos, que somaram 4,7% dos 2 mil eleitores entrevistados entre os dias 23 e 25, e indecisos, que somaram 6,8%.

Considerando-se os votos totais, Dilma tem 51,9% e Serra, 36,7%. Na pesquisa anterior, divulgada semana passada, a petista tinha 46,8% contra 41,8% do tucano.

A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no TSE sob o número 37609/2010.



Morre o ex-presidente da Argentina Néstor Kirchner


O ex-presidente da Argentina Néstor Kirchner (2003-2007) morreu nesta quarta-feira (27) em El Calafate, informam os jornais argentinos. Casado com a atual governante do país, Cristina Kirchner, ele sofreu uma parada cardiorrespiratória, com morte súbita, diz a imprensa local. Segundo um médico da equipe presidencial, que falou ao El Clarín, Néstor Kirchner ainda foi levado ao hospital da cidade, mas não foi possível reanimá-lo.

O diário afirma que Kirchner e sua mulher, descansavam em sua casa de El Calafate desde o último fim de semana. Por causa da realização do censo nacional, nesta quarta-feira, é feriado na Argentina. Ainda não houve boletim médico oficial sobre a morte.

O ex-presidente havia passado por duas cirurgias de emergência em 2010, em fevereiro e setembro, por obstrução em artérias coronárias. Na última, foi submetido a uma angioplastia e lhe colocaram um stent.

Biografia

Néstor Carlos Kirchner nasceu em 25 de fevereiro de 1950, província de Santa Cruz, na região argentina da Patagônia. Antes de chegar à Presidência, foi advogado e governador da Província de Santa Cruz.

Néstor assumiu a Presidência em 25 de março de 2003. Ele comandou o processo de recuperação da Argentina, após o governo neoliberal e pró-estadunidense do ex-presidente Carlos Menem e a grave crise pela qual o país atravessou em finais dos anos 1990 e nos dois primeiros anos do século 21.

Deixou o governo em dezembro de 2007 com popularidade em alta: segundo o instituto de pesquisa privado Ibarómetro, o presidente saiu do governo com imagem positiva para 55,3% dos argentinos.

Foi um partidário da integração sul-americana, desempenhando papel ativo nos esforços dos governos democráticos e progressistas da região para atuar de maneira soberana no cenário internacional. Atualmente, Kircher ocupava o cargo de secretário-geral da União das Nações Sul-Americanas (Unasul).


Presidente Lula faz aniversário hoje

...

Presidente Lula corta o bolo feito pelos alunos da Escola Classe Natureza da área rural da cidade de Sobradinho (DF). O presidente completa hoje 59 anos.  Foto: Agência Brasil


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva comemora hoje seus 59 anos de idade em uma recepção para familiares, amigos, ministros e colaboradores na Granja do Torto. Mas já pela manhã, o presidente recebeu os parabéns de 44 alunos da Escola Classe Natureza, localizada na zona rural da cidade-satélite de Sobradinho (DF).

Os estudantes receberam Lula com um animado parabéns na garagem privativa do Palácio do Planalto. As crianças o presentearam com um troféu e um CD, além de cantarem a música tema das vitórias do piloto Ayrton Senna nas corridas da Fórmula 1.

O presidente soprou a velinha com a ajuda da aluna Daiane Ribeiro, de 11 anos. A menina disse que ficou feliz em conhecer Lula e homenageá-lo no dia de seu aniversário. "Eu acho que ele se sentiu feliz com a gente cantando para ele", destacou a estudante. Depois da homenagem, Lula chamou as crianças para "avançarem no bolo". "É para comer ou só para enfeite", brincou.

A festa surpresa contou com a presença dos ministros da Fazenda, Antônio Palocci, da Casa Civil, José Dirceu, da Educação, Tarso Genro, e da Secretaria Geral da Presidência da República, Luiz Dulci, além de alguns funcionários do Palácio.

Hino da história de Lula volta em novo arranjo para Dilma na reta final

 ..
 
Wagner Tiso é o autor do novo arranjo
Wagner Tiso é o autor do novo arranjo

Os militantes da aliança de apoio à candidata Dilma Rousseff (PT) ganharam do compositor Wagner Tiso o jingle que vai embalar a campanha até as urnas, neste domingo. A música, que esteve presente em todas as campanhas do presidente Lula, Sem Medo de ser Feliz, anima os últimos dias da candidatura que, segundo as pesquisas, amplia a distância para o segundo colocado.
Compositor e maestro, Wagner Tiso é o autor do novo arranjo e o refrão, ao invés do histórico “Lula-lá” agora leva “Dilma-lá” até as ruas do país, nas manifestações de apoio à candidata. Na TV, o horário eleitoral leva ao ar um clipe com imagens na campanha, também disponível no YouTube. Apenas alguns minutos depois que entrou no ar, já foi acessado mais de 300 vezes.
Tiso, que estava no Teatro Casagrande, no Leblon, Zona Sul do Rio, junto com artistas e intelectuais que levaram o apoio à candidata, semana passada, teve a ideia de recriar o jingle da campanha de Lula de 1989, composto por Hilton Acioli. Naquele mesmo ano, com a ida do presidente Lula para o segundo turno, Tiso fez um novo arranjo para a música, nas vozes de Chico Buarque, Gilberto Gil e Djavan.

Flamengo e Corinthians se enfrentam hoje a noite no Engenhão


Um duelo que envolve também o coração dos jogadores. Assim pode ser definido o Flamengo x Corinthians desta quarta-feira, às 22h, no Engenhão. De um lado, estará Ronaldo, que já se disse rubro-negro, mas, agora, afirma ser corintiano roxo e parece motivado para vencer a equipe carioca. Do outro, um time repleto de atletas que se dizem torcedores do Flamengo desde criança, casos de Welinton, Léo Moura, Diego Maurício e Deivid, além do próprio técnico Vanderlei Luxemburgo.

26 de outubro de 2010

A santíssima trindade dos homens de bem


Freire e Serra migraram da esquerda para a ultradireita
A canalhice eleitoral também pode ser cruel e humilhante, quando adiciona à degradação do corpo político a desordem das idéias. Às vezes, para sorte dos náufragos, o processo é lento, de se medir em anos. Outras vezes, tem a perversão da rapidez e produz em suas vítimas súbita metamorfose.

Por Gilson Caroni

Debandada de aliados tucanos após denúncia de corrupção no metrô de São Paulo

O escândalo de distribuição de propinas para a campanha tucana, personificado no engenheiro Paulo Vieira de Souza, mais conhecido com Paulo Preto, apontado como arrecadador do PSDB e acusado pelos próprios tucanos de sumir com dinheiro da campanha, se transformou em um ponto secundário na lista de preocupações do alto-comando da campanha de José Serra. A permanente distância entre ele e a candidata Dilma Rousseff (PT) nas pesquisas de opinião, na ordem de 12 a 14 pontos percentuais, acentuou a debandada de aliados e patrocinadores do esforço liderado pela aliança dos partidos da direita para chegar ao Planalto, na reta final do segundo turno.
Segundo cálculos do comitê eleitoral de Serra, o custo total da campanha gira em torno dos R$ 90 milhões, sendo R$ 70 milhões gastos apenas no primeiro turno. O que foi gasto, no entanto, não é o mesmo que foi arrecadado. Tanto o escândalo quanto a queda persistente nas pesquisas, segundo integrantes do comitê financeiro de Serra, espantaram os colaboradores.
– Muitos prometeram ajudar, mas até agora não pagaram – lamentou com jornalistas um tucano de alta plumagem, diante de um volume de contas, vencidas e a vencer, que beira os R$ 100 milhões.
As finanças do partido são assunto para as várias reuniões dos colaboradores do candidato tucano, desde a noite passada. Entre os organizadores da campanha ainda resta a esperança de que milhares de cartas enviadas a pequenos e médios empresários possa render algo perto de R$ 900 mil até domingo.
Se Paulo Preto e os cerca de R$ 4 milhões desviados da campanha, juntos com a debandada de colaboradores financeiros e a perda de apoio político na base se transformaram no centro das preocupações tucanas, o real pesadelo do candidato se chama: feriadão. Serra pediu que os seus eleitores, geralmente com maior poder aquisitivo e condições para viajar no fim de semana prolongado que começa nesta sexta-feira, troquem o feriadão “por um feliz Ano Novo”.
Otimista, no entanto, o candidato reservou parte dos recursos para uma festa de comemoração da vitória, no próximo dia 31, embora não saiba ainda se o local escolhido será a praça da República, a praça da Sé ou o Vale do Anhangabaú, na capital paulista.


Corrupção com empreiteiras no Governo Serra é denunciado pela Folha de São Paulo



Serra era governador do Estado de São Paulo
Serra era governador do Estado de São Paulo


Uma rede de corrupção junto às empreiteiras que constróem o Metrô de São Paulo foi revelada, na edição desta terça-feira do diário conservador paulistano Folha de S. Paulo, ao divulgar que a redação sabia, seis meses antes, “quem seriam os vencedores da licitação para concorrência dos lotes de 3 a 8 da linha 5 (Lilás) do metrô. O resultado só foi divulgado na última quinta-feira, mas o jornal já havia registrado o nome dos ganhadores em vídeo e em cartório nos dias 20 e 23 de abril deste ano, respectivamente”.
Segundo o jornal, a licitação foi aberta em outubro de 2008, quando o governador de São Paulo era José Serra (PSDB), que deixou o cargo no início de abril deste ano para disputar a Presidência da República, sendo substituído pelo vice, o também tucano Alberto Goldman. “O resultado da licitação foi conhecido previamente pela Folha apesar de o Metrô ter suspendido o processo em abril e mandado todas as empresas refazerem suas propostas. A suspensão do processo licitatório ocorreu três dias depois do registro dos vencedores em cartório”.
O valor da licitação para os lotes de 2 a 8 é superior a R$ 4 bilhões. A linha 5 do metrô irá do Largo 13 à Chácara Klabin, num total de 20 km de trilhos, e conectada com as linhas 1 (Azul) e 2 (Verde), além do corredor São Paulo-Diadema da EMTU.
Ao obter os resultados da licitação no dia 20 de abril, gravou um vídeo anunciando o nome dos vencedores. “Três dias depois, em 23 de abril, a reportagem também registrou no 2º Cartório de Notas, em SP, o nome dos consórcios que venceriam o restante da licitação e com qual lote cada um ficaria”, relata o reporter Ricardo Feltrin.
Em cartõrio, o documento informa o nome das vencedoras dos lotes 3, 4, 5, 6, 7 e 8. “Também acabou por acertar o nome do vencedor do lote 2, o consórcio Galvão/ Serveng, cuja proposta acabaria sendo rejeitada em 26 abril. A seguir, o Metrô decidiu que não só a Galvão/Serveng, mas todas as empresas (17 consórcios) que estavam na concorrência deveriam refazer suas propostas”.
Em nota, distribuída pela manhã, o Metrô de São Paulo informa que irá investigar as informações.
“É reconhecida a postura idônea que o Metrô adota em processos licitatórios, além da grande expertise na elaboração e condução desses tipos de processo. A responsabilidade do Metrô, enquanto empresa pública, é garantir o menor preço e a qualidade técnica exigida pela complexidade da obra”, afirma a empresa.
O jornal procurou os consórcios citados na matéria, mas apenas dois responderam. “O Consórcio Andrade Gutierrez/Camargo Corrêa, vencedor da disputa para construção do lote 3, diz que ‘tomou conhecimento do resultado da licitação em 24 de setembro de 2010, quando os ganhadores foram divulgados em sessão pública’. O consórcio Odebrecht/ OAS/Queiroz Galvão, vencedor do lote 7, disse que, dessa licitação, ‘só dois trechos poderiam ser executados com a máquina conhecida como ‘tatu’ e apenas dois consórcios estavam qualificados para usar o equipamento’.
“Uma vez que nenhum consórcio poderia conquistar mais que um lote, a probabilidade de cada consórcio ficar responsável por um dos lotes era grande’, diz. O consórcio Odebrecht/ OAS/Queiroz Galvão diz ter concentrado seu foco no lote 7 para aproveitar “o equipamento da Linha 4, reduzindo o investimento inicial”.

Morreu o Senador Romeu Tuma

Tuma exerceu a direção da Polícia Federal
Tuma exerceu a direção da Polícia Federal

O senador Romeu Tuma (PTB-SP) morreu no Hopital Sírio-Libanês, em São Paulo, nesta terça-feira. O corpo seguiu para o velório, na Assembléia Legislativa de São Paulo. Tuma (PTB-SP) estava internado no Sírio-Libanês desde o dia 1º de setembro para tratar um quadro infeccioso de afonia (perda ou diminuição da voz). Além de exigir cuidados médicos, o problema impediu Tuma de fazer campanha nestas eleições. O candidato ficou em quinto na disputa pelo Senado em São Paulo e não se reelegeu.
No dia 2 de outubro, o senador foi submetido a uma cirurgia para colocação de um dispositivo de assistência ao coração chamado Berlin Heart. O dispositivo auxiliava a regular a pressão e circulação sanguínea do paciente.
Romeu Tuma nasceu em 4 de outubro de 1931, na cidade de São Paulo. Casado com Zilda Dirane, Tuma teve quatro filhos e nove netos. Descendente de imigrantes libaneses, ingressou na carreira policial aos 20 anos de idade. Tornou-se investigador por concurso público e, em 1967, delegado de polícia, após formar-se em Direito. Chegou então a Diretor de Polícia Especializada, na Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo. Entre 1977 e 1983, dedicou-se a esclarecer casos de seqüestros.
Em 1983, assumiu a Superintendência da Polícia Federal em São Paulo. Exerceu, em seguida, a função de diretor-geral da Polícia Federal. Durante o governo de Fernando Collor (1990-1992), acumulou os cargos de superintendente da Receita Federal e diretor-geral da Polícia Federal.
Em 1991, passou a ocupar uma Vice-Presidência da Organização Internacional de Polícia Criminal (OIPC-Interpol), que congrega as polícias de 186 nações.
Em 1995, afastou-se do Poder Executivo para cumprir, pelo PFL, seu primeiro mandato de senador por São Paulo, com mais de 5,5 milhões de votos. Em 2002, reelegeu-se pelo PTB, com 7.278.185 votos, para o mandato até com fim em 2011. Em 2003, foi eleito 1.° Secretário da Mesa Diretora do Senado, o quarto cargo em importância na hierarquia parlamentar.
No Senado, foi Corregedor – cargo até hoje somente exercido por ele – e focou sua atuação em questões ligadas à segurança pública.

Dirigentes do ABC visitam a deputada Fátima Bezerra e anunciam apoio à candidatura de Dilma para presidente

Ainda eufóricos com a classificação do ABC para a série B do Brasileirão de Futebol, dirigentes do mais querido visitaram nesta segunda-feira(25) o Comitê Suprapartidário de Dilma Presidente.
Eles foram recebidos pela deputada federal Fátima Bezerra, coordenadora da campanha de Dilma no RN.

O presidente do clube, Rubens Guilherme Dantas, disse que o motivo da visita era para agradecer o apoio da deputada ao ABC. “Fátima sempre esteve com o ABC. Durante toda a nossa campanha para voltar à série B, ela esteve com a gente nos momentos bons e ruins. Ela faz parte dessa vitória”, declarou o presidente do mais querido.

Fátima Bezerra é conselheira do ABC.

O vice-presidente do ABC, deputado estadual Poti Junior, o vice-presidente de marketing, Paiva Torres, e o diretor de marketing, Alan Oliveira, acompanharam Rubens Guilherme na visita ao Comitê de Dilma.
O presidente aproveitou para presentear Fátima com uma camisa comemorativa pela classificação do mais querido para a série B.

Fátima se disse “muito satisfeita” com a conquista do ABC e saudou a comissão técnica, os jogadores e a grande torcida abecedista pela vitória deste domingo(24).

Fátima lembrou que não é apenas o ABC que está em festa, mas todo o futebol do Rio Grande do Norte, que passa a contar com mais um clube na Série B do Campeonato Brasileiro.

Apoio a Dilma

O presidente do ABC aproveitou a visita para declarar seu apoio à candidatura de Dilma à Presidência da República.

Rubens Guilherme se disse “convicto” de que Dilma representa o melhor caminho para o Brasil e para o Rio Grande do Norte.

25 de outubro de 2010

Você sabe com quem está falando?


Na tarde da última sexta-feira, o jornalista Ricardo Noblat divulgou acontecimento que caiu como uma bomba no meio judiciário de Brasília.
Ele narrou que um estudante, estagiário do STJ, havia prestado queixa na Polícia contra o presidente da Corte, ministro Ari Pargendler. O rapaz relatava que estava na fila do caixa eletrônico na agência do BB, no STJ, enquanto o ministro estava utilizando o equipamento. Não gostando da proximidade do jovem, o ministro teria pedido para que ele se afastasse.
Como este justificou que estava atrás da linha determinada para a fila, o ministro teria começado a gritar e dito as fulminantes palavras : "Sou Ari Pargendler, presidente do STJ, e você está demitido".
Se for verdadeiro o fato, uma coisa não se pode negar : o ministro é um homem de palavra, pois minutos depois a demissão do rapaz estava oficialmente assinada, ad nutum. Antes de emitirmos nossa opinião ("%$#@"), vamos aguardar na fila, em distância segura, a versão do ministro, que deve surgir hoje.
Vejamos como ele vai justificar a demissão de alguém com base numa discussão no caixa eletrônico, para aí sim nos manifestarmos.

Fonte:Site Migalhas.

Pesquisa mostra vantagem ainda maior de Dilma sobre Serra

A pesquisa Vox Populi divulgada nesta segunda mostra a candidata Dilma Rousseff (PT) com 49% das intenções de voto, enquanto o tucano José Serra chega a com 38%. Brancos e nulos somam 6% e indecisos chegam a 7%. Se considerados apenas os votos válidos, Dilma seria eleita com 57% dos votos, contra 43% de Serra. De acordo com a pesquisa, 88% dos eleitores afirmam que já têm certeza da decisão tomada.
O estudo, contratado pelo portal IG, ouviu 3 mil pessoas em 214 municípios entre os dias 23 e 24 de outubro. A margem de erro é de 1,8 ponto percentual. A pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral sob o número 37059/10.
Outros números
A campanha do candidato à Vice-Presidência pelo PSDB, Indio da Costa, pagou ao Instituto GPP a quantia de R$ 160 mil, para a realização de pesquisas entre sábado e esta segunda-feira, ouvindo 4.047 pessoas e a registrou no TSE sob o número 37.219/2010. Indio, que participou de curta caminha em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio, marcada pelo esvaziamento da campanha, acredita que o resultado será “um empate técnico”.
O comando da campanha tucana, diante dos números da pesquisa Vox Populi, desta segunda-feira, acredita que a diferença entre Dilma e Serra nas intenções de votos termine por levar um desânimo ainda maior aos simpatizantes da candidatura da direita e, diante do feriadão deste fim de semana, amplie o nível das abstenções em todo o país.


Pau dos Ferros com Dilma Presidente





CONVITE 
                  Conforme decisão assumida, anteriormente, a próxima Reunião do Comitê
Suprapartidário DILMA PRESIDENTE 13 será nesta segunda-feira (25 de Outubro), às
19h, na sede do SINTE, à Rua Napoleão Diógenes, 159, Pau dos Ferros.
                  Ocasião em que será definida a AGENDA DE CAMPANHA para esta reta final de campanha rumo à VITÓRIA.
                  Convide  sua família, seus amigos e amigas. Participemos, mobilizemos.....
Por respeito e carinho à raça humana é 13, é Dilma Presidente

Mulher pra Presidente

CAMPEONATO BRASILEIRO SÉRIE A – RESULTADOS E CLASSIFICAÇÃO NA RETA FINAL

 




       
Data/Horário Jogo Local
23/10/2010 18:30 Guarani 0 x 1 Atlético-GO Brinco de Ouro
23/10/2010 18:30 Botafogo-RJ 1 x 0 Vitória-BA Engenhão
24/10/2010 16:00 Corinthians 1 x 0 Palmeiras Pacaembu
24/10/2010 16:00 Ceará 2 x 0 São Paulo Castelão
24/10/2010 16:00 Atlético-PR 2 x 2 Fluminense Arena
24/10/2010 16:00 Goiás 1 x 0 Avaí Serra Dourada
24/10/2010 18:30 Santos 2 x 3 Grêmio-SP Vila Belmiro
24/10/2010 18:30 Vasco 1 x 1 Flamengo Engenhão
24/10/2010 18:30 Cruzeiro 3 x 4 Atlético-MG João Havelange
24/10/2010 18:30 Grêmio-RS 2 x 2 Internacional-RS Olímpico
  • Classificação atualizada



  • COLOCAÇÃO / TIMES  P J V E D GP GC SG
    Fluminense 54 31 15 9 7 51 33 18
    Cruzeiro 54 31 15 9 7 43 32 11
    Corinthians 53 31 15 8 8 53 38 15
    Santos 48 31 14 6 11 53 42 11
    Internacional-RS 48 31 14 6 11 37 33 4
    Botafogo-RJ 48 31 11 15 5 43 32 11
    Atlético-PR 47 31 13 8 10 35 38 -3
    Grêmio 47 31 12 11 8 52 39 13
    São Paulo 44 31 12 8 11 43 45 -2
    10° Palmeiras 44 31 10 14 7 36 31 5
    11° Ceará 42 31 10 12 9 27 30 -3
    12° Vasco 42 31 9 15 7 35 33 2
    13° Flamengo 38 31 8 14 9 34 33 1
    14° Atlético-GO 35 31 10 5 16 42 47 -5
    15° Guarani 35 31 8 11 12 31 44 -13
    16° Atlético-MG 34 31 10 4 17 41 54 -13
    17° Vitória-BA 34 31 8 10 13 34 41 -7
    18° Goiás 31 31 8 7 16 34 50 -16
    19° Avaí 30 31 7 9 15 39 49 -10
    20° Grêmio-SP 24 31 6 9 16 31 50 -19

    ABC vence o Águia e está de volta à série B



    A nação abecedista está em festa.

    O ABC voltou à série B do Brasileirão de Futebol.

    O mais querido derrotou o Águia de Marabá pelo placar de 3 x 1 neste domingo(24), no Frasqueirão, e garantiu sua presença na séria B de 2011.

    O ABC ainda tem chance de ser campeão da série B.

    O mais querido joga as semi-finais com o Salgueiro de Pernambuco no próximo final de semana.

    Parabéns para o ABC!

    Já o América caminha a passos largos para a série C.

    Só um milagre salva o time vermelho.

    É a gangorra do futebol.

    Comunicamos que estamos em manutenção

      Estamos melhorando a roupagem do Blog !  Em breve estaremos de volta . Agradecemos   compreensão !