30 de dezembro de 2017

APÓS PERDER TODAS EM 2017, BRASIL MUDA DE NOVO EM 2018

"O ano que termina deve ser lembrado como um período de recuperação da consciência, no qual aprendemos a enxergar a história como ela é e não como gostaríamos que fosse;" disse Paulo Moreira Leite do 247, "em  2017  perdemos sempre.  Perdemos todas as lutas e todas as vezes que saímos de casa para empunhar uma bandeira. Em 2018, o Brasil está mudando de novo", diz ele; "Lula volta a ser ouvido mais uma vez, como há 40 anos, nas primeiras greves que começaram a mudar um país sob ditadura militar"; escrevendo sobre a Globo, o articulista diz: "vencida pela própria arrogância, a Globo nunca mais será a mesma e um dia não será mais"

29 de dezembro de 2017

Direto do Facebook : Igreja universal vende vassouras ungidas por MIL REAIS e promete ‘varrer’ o mal |


Femurn repudia falta de repasse prometido pelo presidente da República aos municípios


Image result for Femurn

A Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte emitiu nota de repúdio contra o Governo Federal que decidiu não repassar o Auxílio Financeiro aos Municípios (AFM) neste final de ano.
Segundo a Femurn, a verba é necessária para que as Prefeituras possam repor as perdas financeiras enfrentadas ao longo do ano.
A nota lembra que a AFM foi compromisso assumido pelo presidente Michel Temer após mobilização do movimento municipalista realizada pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) e Federações de Municípios de todos os Estados no mês de novembro, em Brasília.
Sem o repasse, de acordo com a nota da Femurn, o exercício de 2018 já começa prejudicado para os municípios por causa do acúmulo de dívidas.
Na nota a Femurn convoca os prefeitos do interior do Rio Grande do Norte a continuarem unidos na luta pela liberação desses recursos.

thaisagalvao

JUIZ PROÍBE ACAMPAMENTO DO MST EM DEFESA DE LULA


Ricardo Stuckert

A mobilização em defesa do ex-presidente Lula programada para o julgamento do dia 24 de janeiro sofreu um revés nesta quinta-feira 28; decisão assinada pelo juiz Osório Avila Neto proíbe acampamento do MST em Porto Alegre nas proximidades do TRF-4, onde três desembargadores julgarão Lula em segunda instância; manifesto com mais de 80 mil assinaturas aponta abusos do Judiciário com a finalidade de excluir Lula – líder em todas as pesquisas – da disputa presidencial de 2018.
247

28 de dezembro de 2017

No Ar Propaganda do PT

A LAVA JATO PODE SE QUEIXAR DE MICHEL TEMER?



Colocado no poder para salvar políticos corruptos, entregar o pré-sal às multinacionais que patrocinaram o golpe e liquidar com as aposentadorias dos brasileiros, Michel Temer só sentou na cadeira porque contou com o apoio inestimável da Operação Lava Jato – peça central no golpe dos ladrões contra a presidente honesta Dilma Rousseff; diante desse quadro, soa estranho que procuradores como Carlos Fernando Lima, Deltan Dallagnol e Diego Castor venham agora protestar contra o político mais impopular do mundo, colocado por eles na presidência.

27 de dezembro de 2017

Demissões derrubam ministro do Trabalho

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil: <p>Brasília - Ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, durante lançamento da Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes do Trabalho (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)</p>
O ministro do Trabalho Ronaldo Nogueira (PTB-RS) caiu nesta quarta-feira (27), após o anúncio de 12,3 mil desempregados gerados pelo governo Michel Temer; Nogueira alegou razões “pessoais” e afirmou que precisa cuidar da campanha de reeleição; substituto para a pasta apresentado pelo partido, o PTB, é o também deputado Pedro Fernandes (MA); demissões de novembro evidenciaram o fiasco da reforma trabalhista.
247

GOVERNADORES REPUDIAM CHANTAGEM E PROMETEM AÇÃO CONTRA MARUN

Os governadores do Nordeste divulgaram uma carta pública, nesta quarta-feira, em que condenam a chantagem de Carlos Marun, indicado por Eduardo Cunha, da prisão, para ser o articulador político do Michel Temer; Marun afirmou que só terão empréstimos da Caixa os governadores que conseguirem votos pela reforma da Previdência; "Se eu fosse presidente, demitiria esse ministro hoje mesmo", disse Camilo Santana, governador do Ceará; confira o vídeo.
247

Muito a pesquisar sobre o fenômeno


Barrar Previdência será a grande batalha popular em 2018



:

Ativistas apontam os ataques à previdência como ponto central dos retrocessos que devem ser pautados no ano que vem, aponta reportagem de Juliana Gonçalves, no Brasil de Fato.

26 de dezembro de 2017

Bancada federal abandona governador e servidores com salários atrasados no RN



O final do ano ganhou contornos dramáticos para o funcionalismo público do Rio Grande do Norte. Com a folha de novembro ainda em aberto para mais de 30% dos servidores que ainda estão sem receber, o Governo do Estado também não tem dinheiro em caixa para pagar dezembro nem o 13º salário. Além dos efeitos no bolso da população, as consequências estão sendo sentidas nas ruas. Em razão do atraso nos salários, policias militares, civis e o corpo de bombeiros deflagraram greve por tempo indeterminado. Nesta terça-feira (26), o Ministério da Fazenda acatou a recomendação do Ministério Público de Contas e suspendeu o repasse de R$ 600 milhões que chegariam aos cofres estaduais esta semana. No momento mais grave da crise econômica potiguar, a saída a curto prazo para amenizar a asfixia financeira do RN passa pela união da classe política. No entanto, a bancada federal finge que não é com ela.
À exceção da deputada federal Zenaide Maia (PR), da senadora Fátima Bezerra (PT) e do deputado Fábio Faria (PSD), filho do governador Robinson Faria que permanece ao lado do pai em Brasília mais por uma questão de sobrevivência política, nenhum outro parlamentar divulgou qualquer posicionamento ou agiu junto ao governo Federal para buscar recursos. Na véspera do Natal, em dois posts curtos no twitter, o senador Garibaldi afirmou que vai falar com o chefe de gabinete civil da presidência da República, mas não deu detalhes de quando e onde isso vai acontecer.
Pelo silêncio das últimas semanas, os deputados Antônio Jácome (Pode), Beto Rosado (PP), Felipe Maia (DEM), Rafael Motta (PSB), Rogério Marinho (PSDB) e Walter Alves (PMDB), além dos senadores Garibaldi Alves (PMDB) e José Agripino (DEM) abandonaram o governador Robinson Faria e os servidores na reta final de 2017. Coincidências à parte, os mesmos parlamentares que permanecem calados votaram a favor do impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff e apoiaram a condução de Michel Temer ao Palácio do Planalto.
Nem o espírito natalino foi suficiente para sensibilizar a bancada federal do Estado a estender a mão aos servidores públicos com salários atrasados há 23 meses consecutivos. Nas redes sociais da maioria dos parlamentares só há registro de festas e comemorações. Não há nenhuma menção sequer às dificuldades financeiras do Estado com impacto direto em aproximadamente 110 mil famílias que dependem do funcionalismo público potiguar.
saibamais

70% DOS BRASILEIROS REJEITAM AS PRIVATIZAÇÕES

Nova pesquisa Datafolha mostra que sete em cada dez brasileiros é contra a privatização de estatais; a maioria (67%) da população também vê mais prejuízos que benefícios na venda de companhias brasileiras para grupos estrangeiros; privatizações sofrem resistência até de eleitores de partidos e políticos em geral favoráveis à venda de estatais; entre quem aponta como partido de preferência o PSDB —que historicamente apoiou e promoveu desestatizações—, 55% se disseram contrários; a privatização da Petrobras é fortemente rechaçada: 70% se disseram contrários

25 de dezembro de 2017

BRASIL, UM PAÍS COM AS COISAS FORA DO LUGAR

"Nesta semana de Natal tivemos mais dois exemplos da subversão da ordem natural na vida institucional: um procurador da República, em nome da Lava Jato, atacou frontalmente o presidente da República com um discurso de forte tom palanqueiro. O presidente é ilegítimo mas editou um decreto de indulto natalino com base constitucional. Um juiz de primeira instância acusou um ministro do Supremo Gilmar Mendes de ter concedido um Habeas Corpus ao preso Garotinho motivado por uma 'mala grande'", escreve Tereza Cruvinel em sua coluna.
247

24 de dezembro de 2017

Então é Natal... O que você fez? Gritou "Fora Dilma, ficou pobre outra vez...

 Image result for cartão de Natal critica politica
Compartilhando sempre as boas idéias, copiando   aqui e ali noticias que merecem serem lidas.
         Aproveito para desejar  
          a todos,  sem distinção,                                               

                        Um Feliz Natal               

                                      Lee   Dantas

Comunicamos que estamos em manutenção

  Estamos melhorando a roupagem do Blog !  Em breve estaremos de volta . Agradecemos   compreensão !