14 de janeiro de 2023

Ex Ministro Anderson Torres chega a Brasilia e vai ser preso por ordem de Morais



O Avião da Gool ,  que saiu de Miami, acaba de posar no aeroporto de Brasília trazendo o ex Ministro Anderson Torres, que será preso por ordem de Alexandre de Morais. Será realizado ainda dentro do aeroporto o exame de corpo de delito , em seguida será conduzido pela polícia Federal para prestar depoimento.

13 de janeiro de 2023

Feliz sexta-feira 13

 




Prefeito Ronaldo Souza Conquista para o servidor Público de Água Nova RN.

 

A gestão municipal de Água Nova, através do Prefeito Ronaldo Souza, com  esforços administrativos , conseguiu vencer a burocracia para individualização do FGTS dos servidores municipais das competências: 01/1982 a 06/1982; 01/1989 a 09/1989; e 01/1990 a 06/1990.

Tal conquista, inédita do município, se deu com meses de trabalho das secretarias de Administração e Finanças, sob as orientações do prefeito municipal.

Dezenas de servidores, ou seus familiares e herdeiros serão beneficiados com a conquista conseguida.

Além de preso, Anderson Torres deve ser expulso dos quadros da Polícia Federal

 

O ex-ministro Anderson Torres, que facilitou os ataques terroristas em Brasília e guardava em casa um plano para um golpe de estado, deverá ser preso e expulso da Polícia Federal.

"Delegados da cúpula da Polícia Federal dão como certo que, além de preso, Anderson Torres será expulso da corporação, por conta da omissão diante dos atos golpistas do domingo (8/1) em Brasília. Ex-ministro da Justiça do governo Bolsonaro e ex-secretário da Segurança Pública do Distrito Federal, Anderson Torres é delegado de carreira da PF desde 2003; ou seja, há 20 anos", informa o jornalista Igor Gadelha, no Metrópoles.
247

12 de janeiro de 2023

Depois de afastar o próprio dono e responder na justiça por disseminar fake news, Jovem Pan tira do ar mais 3 comentaristas extremistas

comentaristas da jovem pan


 Olhe o legado do "presidente" Jair Bolsonaro para os amigos que se rasgaram pelo seu governo...

A Jovem Pan responde a inquérito aberto pelo Ministério Público Federal, por possível prática de disseminação de fake news e por estimular atos antidemocráticos.

Segundo o MPF, após levantamento nos últimos meses, a Jovem Pan vinha veiculando "sistematicamente fake news e discursos que atentam contra a ordem institucional, em um período que coincide com a escalada de movimentos golpistas e violentos em todo o país”.

A emissora quer sobreviver ao legado de Bolsonaro e para isso já anunciou que se desligará do modelo extrema direita que marcou o grupo de comunicação nos 4 anos da gestão Bolsonaro. E para isso o empresário conhecido por Tuta, afastou do comando o grupo o próprio filho, o Tutinha.

Que vergonha.

Tutinha não tinha limites para agradar Bolsonaro. Foi afastado pelo pai diante do que foi apurado pela justiça.

E se até o dono, ou filho do dono, foi afastado, imagina os que eram apenas contratados.

Nesta quarta-feira mais 3 comentaristas extremistas pegaram o beco por ordem do dono da casa: Rodrigo Constantino, Paulo Figueiredo e Zoe Martínez.

Afastamento por tempo indeterminado.
 


Se a moda pega, o que vai ter de veículo de comunicação, que opera em regime de concessão pública pelo Brasil afora, respondendo a inquérito.

A Jovem Pan 'deu cria' pelo país.

FONTE: thaisagalvao.com.br

11 de janeiro de 2023

Bolsonaro volta a cometer crime ao compartilhar vídeo que nega vitória de Lula e ataca TSE e STF



  Jair Bolsonaro compartilhou em sua conta oficial no Facebook, na noite desta terça-feira (10), um vídeo que questiona a vitória eleitoral do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e faz ataques ao Tribunal Superior Eleitoral e ao Supremo Tribunal Federal (STF), informa O Globo.

A postagem que desacredita o sistema eleitoral brasileiro acontece dois dias depois dos atos terroristas praticados por bolsonaristas em Brasília, quando os partidários do ex-ocupante do Palácio do Planalto invadiram e depredaram o Palácio do Planalto, o Congresso Nacional e a sede do próprio STF.

A mensagem ficou disponível no perfil de Bolsonaro por cerca de duas horas, mas acabou excluída já depois da repercussão sobre o post. 

O conteúdo compartilhado trazia uma entrevista em que o procurador bolsonarista do Mato Grosso do Sul Felipe Gimenez afirma que Lula foi "escolhido pelo serviço eleitoral e pelos ministros do Supremo Tribunal Federal e do Tribunal Superior Eleitoral”. O vídeo era acompanhado de uma legenda onde se lia: "Lula não foi eleito pelo povo, ele foi escolhido e eleito pelo STF e TSE".


10 de janeiro de 2023

"Eles querem golpe, e golpe não vai ter", disse Lula, diante de governadores

 


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, governadores e ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) caminharam juntos do Planalto até a sede do Supremo na noite desta segunda-feira para vistoriar os estragos das invasões a prédios públicos em Brasília, num gesto para simbolizar união na defesa da democracia, enquanto as autoridades ampliaram as prisões de acusados pelos ataques.

"Eles querem golpe, e golpe não vai ter", disse Lula, diante de governadores e representantes de 27 Estados e do Distrito Federal, ministros do Supremo, presidentes da Câmara e do Senado em exercício e do procurador-geral da República.

Mais de 1.500 apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro foram detidos na capital federal desde as invasões e depredações do Planalto e dos prédios do Congresso e do STF por grupos de bolsonaristas radicais que pediam um golpe militar contra o presidente.

Lula, que acusou Bolsonaro de incentivar os ataques, prometeu levar os responsáveis pelo episódio à Justiça.

"Não vamos dar tregua até descobrirmos os responsáveis. Mais cedo ou mais tarde nos vamos descobrir quem está financiado. Tem gente que financiou e tem gente que apoiou", afirmou o presidente depois da caminhada até o STF -- o mais danificado dos prédios atacados pelos bolsonaristas.

Durante a reunião, Lula subiu o tom e criticou a falta de resposta das Forças Armadas aos acampamentos de bolsonaristas que por dois meses estiveram nas portas de quartéis pelo país pedindo uma ilegal intervenção dos militares contra a sua eleição, sem um posicionamento contrário da cúpula militar.

"As pessoas estão livremente reivindicando o golpe na frente dos quartéis, e não foi feito nada por nenhum quartel, nenhum general se moveu para dizer que não pode acontecer isso, é proibido pedir isso", afirmou.

Na manhã desta segunda, um acampamento bolsonarista localizado em frente ao quartel-general do Exército em Brasília foi desmontando após determinação emitida na noite de domingo pelo ministro do STF Alexandre de Moraes, e cerca de 1.200 manifestantes que estavam no local foram levados de ônibus para uma instalação da Polícia Federal, após cerca de 300 prisões no domingo. A Polícia Militar do DF e o Exército participaram da desmontagem.

De acordo com autoridades, apoiadores de Bolsonaro partiram desse acampamento antes de invadir, danificar e saquear os edifícios-sede dos Três Poderes, no pior ataque às instituições democráticas desde o retorno do Brasil à democracia na década de 1980.

No encontro com Lula no fim do dia, o governador do Pará, Helder Barbalho (MDB) informou que todos os Estados tiveram ações contra os acampamentos nesta segunda, desmobilizando em várias cidades estruturas que estavam instaladas com maior ou menor grau de organização desde a derrota eleitoral de Bolsonaro para Lula, em outubro.

Enquanto isso, Bolsonaro, na Flórida desde 30 de dezembro, foi internado em um hospital de Orlando com uma nova obstrução parcial do intestino. Seu médico disse que o problema não era grave e provavelmente não precisaria de cirurgia --ele publicou uma foto no Twitter.

O ex-presidente, de 67 anos tem um histórico de hospitalizações por problemas intestinais desde que levou uma facada no abdome durante a campanha eleitoral de 2018. Ele já passou por seis cirurgias desde então, quatro delas diretamente ligadas à facada.

Em entrevista à CNN Brasil, Bolsonaro disse que pretendia ficar nos EUA até o fim do mês, mas que vai antecipar a volta devido ao problema de saúde.

Além dos percalços na saúde, o dia para Bolsonaro e seus aliados foi de analisar os impactos das invasões em Brasília para seu futuro político. O ex-presidente, que disse que os ataques "fogem à regra", mas que seguiu chamando os atos que pedem golpe de democráticos, enfrenta diversas investigações no STF e o círculo próximo a ele teme que os ataques tenham aumentado a possibilidade de ele ser alvo de uma ordem de prisão temporária.

O senador Renan Calheiros (MDB-AL) disse à Reuters que pedirá ao ministro do STF Alexandre de Moraes, que comanda os inquéritos contra Bolsonaro, para apurar a eventual participação do ex-presidente nos ataques.

Decano do STF, o ministro Gilmar Mendes disse que Bolsonaro tem responsabilidade política por não ter desestimulado atos de violência que resultaram nas invasões.

Os mercados financeiros mantiveram-se estáveis nesta segunda após uma queda inicial, com o índice de ações de referência da Bovespa com alta discreta de 0,15% e o dólar com alta modesta de 0,4% ante o real. Alguns analistas disseram que a violência de domingo pode fortalecer Lula politicamente.

247

8 de janeiro de 2023

Morreu nesse domingo Roberto Dinamite maior ídolo do Vasco da Gama

 

O atacante Roberto Dinamite, maior ídolo da história do Vasco, faleceu na manhã deste domingo (8), aos 68 anos, no hospital da Unimed, no Rio de Janeiro, em decorrência de complicações provocadas por um câncer de intestino.

 Carlos Roberto Gama de Oliveira, nascido no dia  13 de abril de 1954, em Duque de Caxias, no Rio, recebeu o apelido de Roberto Dinamite em novembro de 1971, após marcar o primeiro gol em uma partida contra o Internacional. O Vasco ganhou a partida por 2 x 0. “Garoto-dinamite explodiu”, estampou o do Jornal dos Sports em sua manchete no dia seguinte ao jogo disputado no Maracanã. Segundo o Globo Esporte, o atacante marcou 708 gols em 1.110 jogos pelo Vasco. “O primeiro dos 190 gols marcados no Campeonato Brasileiro, marca que até hoje ninguém alcançou. Este foi também apenas o primeiro dos muitos capítulos marcantes do ídolo com a camisa cruz-maltina. Com o Vasco, Roberto conquistou um Campeonato Brasileiro (1974) e cinco Campeonatos Cariocas (1977, 1982, 1987, 1988 e 1992)”.

Em outubro de 2021, um programa de financiamento coletivo arrecadou, em menos de seis horas, R$ 190 mil para a construção de uma estátua em São Januário em homenagem ao ídolo. O monumento foi inaugurado em 28 de abril deste ano. 

Charge dominical

 


Comunicamos que estamos em manutenção

  Estamos melhorando a roupagem do Blog !  Em breve estaremos de volta . Agradecemos   compreensão !