6 de novembro de 2021

Venda de ativos da Petrobrás já supera R$ 239 bi em 6 anos. “E mais privatizações não vão baixar os preços!”, alerta economista

 A venda de ativos da Petrobrás, entre janeiro de 2015 e outubro de 2021, já soma R$ 239,9 bilhões.

Houve um aumento de 3,6% no montante, em relação ao valor acumulado no trimestre passado.

Os dados são do Privatômetro do Observatório Social da Petrobrás (OSP) e foram atualizados nesta semana, após a companhia divulgar, em 28 de outubro, o seu balanço financeiro do último trimestre.

Os números do Privatômetro consideram a variação da taxa de câmbio, para a conversão da moeda, e a inflação do período.

Neste terceiro trimestre do ano, a atual direção da Petrobrás se desfez de mais quatro ativos, totalizando R$ 1,729 bilhão.

A principal negociação do período foi a venda da Refinaria Isaac Sabbá (Reman), em Manaus, no Amazonas, ao Grupo Atem, por R$ 1,06 bilhão (foto abaixo).

Também foi vendida a totalidade da participação acionária de 93,7% da estatal na empresa Breitener Energética S.A., no estado do Amazonas, para a Breitener Holding Participações S.A., subsidiária integral da Ceiba Energy LP, por R$ 328 milhões.

Os outros dois negócios incluíram a cessão da participação de 10% da estatal no Campo de Lapa, no pré-sal da Bacia de Santos, para a Total Energies, por R$ 282 milhões.

E a venda da fatia de 40% da companhia na empresa GNL Gemini Comercialização e Logística de Gás Ltda (GásLocal) para a White Martins Gases Industriais Ltda, por R$ 59 milhões.

Na distribuição do percentual por país, segundo o Privatômetro, 80% dos ativos vendidos no trimestre foram adquiridos por empresas brasileiras, 16% ficaram para a França e 3% com os Estados Unidos.

“Analisando os totais desde 2015, percebemos que não houve alterações substanciais no último trimestre. Os países que se mantêm na lista dos top 5 maiores compradores dos ativos vendidos pela Petrobrás são o Canadá, em primeiro lugar, seguido pela França, Brasil, Noruega e os Estados Unidos”, afirma o economista Eric Gil Dantas, do Instituto Brasileiro de Estudos Políticos e Sociais (Ibeps) e do OSP.

Segmentos

Em termos setoriais, o Privatômetro mostra que, neste terceiro trimestre, foram negociados 61% de ativos do segmento Refino, 22% de Distribuição e Revenda e 17% de Exploração e Produção.

No total, os setores com mais ativos da Petrobrás privatizados foram os de Exploração e Produção (38%), Transporte (30%), principalmente por conta da NTS e da TAG, Distribuição/Revenda (23%), sendo a BR um dos ativos mais valiosos negociados pela estatal até agora, e Refino (6%).

“Privatizar as refinarias é o principal objetivo de curto prazo da direção da Petrobrás. Esse programa seguirá como um problema, já que, em meio à crise do preço dos combustíveis, a estatal entregará parte do parque de refino à iniciativa privada e essas empresas não farão os investimentos necessários para a ampliação da capacidade instalada. E pior, atuarão como monopólios privados regionais, possibilitando ainda mais a subida de preços e mantendo nas alturas o nível de importações”, destaca Dantas.

Raio-X das privatizações

Privatômetro é uma ferramenta criada pelo OSP para informar a população sobre os ativos da Petrobrás que estão sendo vendidos, os valores que essas transações envolvem e a consequências dessas negociações para o país. É um instrumento que funciona como um raio-X das privatizações da estatal.

Na página, instalada no site do Observatório, são sistematizadas as vendas de ativos da Petrobrás desde 2015, período que seria o início do plano de desinvestimento da estatal, até os dias atuais.

Também podem ser acessados gráficos com a distribuição percentual da venda de ativos por segmento e nacionalidade das empresas compradoras, além da planilha completa de desinvestimentos.

Os dados disponibilizados no Privatômetro são atualizados trimestralmente, após a divulgação dos resultados financeiros pela Petrobrás.

 

5 de novembro de 2021

Preço da gasolina atinge o maior valor em um século no Brasil, como resultado do golpe de 2016

 

Derrubada da ex-presidente Dilma Rousseff teve como principal consequência econômica a mudança na política de preços da Petrobrás para que a renda do petróleo fosse desviada dos brasileiros para os acionistas privados da estatal – o que hoje provoca fome, miséria e inflação no Brasil.

4 de novembro de 2021

Câmara aprova em primeiro turno PEC do calote nos Precatórios para viabilizar Auxílio Brasil em ano eleitoral



 A Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira (4), o texto-base do relator Hugo Motta (Republicanos-PB) para a PEC dos Precatórios (Proposta de Emenda à Constituição 23/21, do Poder Executivo), que limita o valor de despesas anuais com precatórios, corrige seus valores exclusivamente pela Taxa Selic e muda a forma de calcular o teto de gastos.

O placar foi de 312 votos a favor da proposta, 144 contrários e 57 deputados não votaram. Eram necessários 308 votos para que a PEC fosse aprovada em primeiro turno. A oposição se dividiu na votação. O PDT trocou de lado e apoiou a PEC, enquanto 10 deputados do PSB votaram a favor, apesar da orientação contrária do partido. 

O plenário ainda precisa analisar os destaques, que são tentativas de mudança em pontos do texto. Segundo o presidente da Câmara, Arthur Lira, deve haver uma reunião na manhã desta quinta para decidir sobre o tema. A PEC também passará por votação em segundo turno na Câmara e em seguida vai para o Senado, onde precisa do apoio de pelo menos 49 senadores em dois turnos.

De acordo com o texto aprovado, os precatórios para o pagamento de dívidas da União relativas ao antigo Fundef deverão ser pagos com prioridade em três anos: 40% no primeiro ano e 30% em cada um dos dois anos seguintes. Essa prioridade não valerá apenas contra os pagamentos para idosos, pessoas com deficiência e portadores de doença grave, destaca reportagem da Agência Câmara.

Precatórios são dívidas do governo com sentença judicial definitiva, podendo ser em relação a questões tributárias, salariais ou qualquer outra causa em que o poder público seja o derrotado.

2 de novembro de 2021

Dia de Finados em Água Nova

 










A Prefeitura Municipal de Água Nova, através das secretarias Municipais de Obras, Infraestrutura e Meio Ambiente, preparou e organizou o Cemitério Público “Francisco  Ferreira de Lima” para esse  dia de finados. As pessoas começaram chegar bem cedo   e puderam encontrar um ambiente limpo, cuidado, digno daqueles que ali estão sepultados e de seus parentes que realizam a visita.

TSE aperta o cerco para impedir fraudes e fake news de Bolsonaro na campanha eleitoral de 2022

 




247 - O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) apertou o cerco contra o bolsonarismo e tomou decisões nos últimos dias que visam evitar a disseminação de fake news e preparar o tribunal para as eleições de 2022.

O TSE reconheceu que a chapa Bolsonaro-Mourão cometeu crimes eleitorais em 2018, mas não cassou a chapa alegando "falta de provas". Para firmar a nova jurisprudência, o corte eleitoral decidiu cassar o deputado estadual bolsonarista Fernando Francischini (PSL-PR) por ter acusado falsamente a existência de fraude nas urnas eletrônicas, Na ocasião ele disse que as urnas foram adulteradas para prejudicar Jair Bolsonaro.

1 de novembro de 2021

A partir de hoje 1º de novembro whatsApp nao funcionará em celulares antigos




O WhatsApp deixou de ser compatível nesta segunda-feira (1º) com o Android 4.0.4 e versões mais antigas (veja abaixo como identificar sua versão). Para seguir com o aplicativo, os usuários precisam atualizar o celular ou transferir a conta para um aparelho com uma versão mais recente do sistema operacional do Google.
O alerta sobre o fim do suporte para celulares antigos aparece no site do aplicativo. “A partir do dia 1º de novembro de 2021, o WhatsApp não será mais compatível com aparelhos Android com o sistema operacional 4.0.4 e versões anteriores”, diz o aviso.

Com a decisão, o WhatsApp funcionará apenas nos seguintes sistemas:


-Celulares com Android 4.1 e mais recentes
-iPhones com iOS 10 e mais recentes
-Alguns modelos com KaiOS 2.5.1 e mais recentes

Procurado pelo g1, o WhatsApp disse que a maneira como as pessoas usam os dispositivos muda constantemente e, por isso, revisa modelos de hardware e software antigos para retirar o suporte para sistemas com menos usuários.
“É uma prática padrão para empresas de tecnologia não manter o suporte para modelos de hardware e software mais antigos e cada vez menores, por tempo indeterminado, a fim de usar esses recursos para oferecer suporte a sistemas operacionais novos e em crescimento”, disse o WhatsApp.

O Android 4.0.4, conhecido como Ice Cream Sandwich, foi lançado pelo Google em dezembro de 2011. Ele foi sucedido pelo Android 4.1 (Jelly Bean), liberado em julho de 2012. Hoje, a versão mais recente é o Android 12.
O g1 perguntou ao Google qual a porcentagem de usuários que estão com o Android 4.0.4, mas a empresa não revela esses dados.
O site do WhatsApp não trata de mudanças no iOS, mas a recomendação é usar a versão mais recente do sistema da Apple.

Como saber a versão do Android


Por conta de mudanças feitas pelas fabricantes, os passos para descobrir a versão do Android podem ser diferentes em cada celular. Confira como encontrar a informação em celulares de duas marcas:


Samsung
Abra as “Configurações”;
Clique em “Sobre o telefone”;
Clique em “Informações do software”;
Busque por “Versão Android”.


Motorola
Abra as “Configurações”;
Clique em “Sistema”;
Clique em “Sobre o dispositivo”;
Busque por “Versão do Android”.

FONTE: thaisagalvao

31 de outubro de 2021

Bolsonaro acaba com o Programa Bolsa Família

 

A Caixa Econômica Federal pagou para 1,4 milhão de famílias, nesta última sexta-feira (29), a última parcela do Bolsa Família, extinto pelo presidente Jair Bolsonaro, após 18 anos de vigência. Criado em 2003 pelo governo petista, com a junção de vários benefícios sociais, programa já foi considerado uma referência internacional. Será sucedido pelo Auxílio Brasil.


O novo programa de transferência de renda foi criado por medida provisória (MP), que ainda não foi aprovada pelo Congresso Nacional, mas tem força de lei. A MP traz apenas as linhas gerais do Auxílio Brasil, sem abordar recursos orçamentários.

Para pavimentar o caminho das eleições, Bolsonaro quer pagar benefício mínimo de R$ 400 para todas as famílias, mas enfrenta dificuldades no Congresso para aprovar a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que adia o pagamento de precatórios, sentenças judiciais contra a União transitadas em julgado, e abre no orçamento para ampliação de gastos em 2022.

A Caixa também credita a última parcela do Auxílio Emergencial para os trabalhadores que estão fora do Bolsa Família nesse domingo. O cronograma de pagamento termina em 19 de novembro, com a autorização para os saques. O benefício varia entre R$ 150, R$ 250 e R$ 375. O Ministério da Cidadania informou que o Auxílio Emergencial acabará e não será renovado 
.
Midia Ninja

Comunicamos que estamos em manutenção

  Estamos melhorando a roupagem do Blog !  Em breve estaremos de volta . Agradecemos   compreensão !