3 de outubro de 2020

Moradores denunciam foco de queimadas em Água Nova

 

Na manha desse sábado(3), a secretária do Meio Ambiente de Água Nova   foi acionada por moradores que solicitavam providências  no combate a um fogo  que não foi ainda detectado sua  origem.

 A equipe da Secretaria do Meio Ambiente do município  esteve próximo ao local, fez o registro do foco do incêndio  que no primeiro momento parece ter sido provocado por  fogo  para  o plantio e está tentando identificar o proprietário da terra para  saber se o mesmo tem conhecimento da  origem do fogo.



Aproveitamos a oportunidade para pedir a população e  aos agricultores que não  coloquem fogo em galhos de podas,  lenha de brocas e nem nos lixos.



TSE fecha parceria com WhatsApp para combater notícias falsas

 


247 - O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) anunciou  uma parceria com as redes sociais para tentar combater a disseminação de notícias falsas durante o processo eleitoral deste ano. A reportagem é do jornal Folha de S. Paulo. 

No WhatsApp, um canal de comunicação específico será criado para denúncias de contas suspeitas de disparos de mensagens em massa. Essa prática de disseminação de conteúdo é vedada pela legislação eleitoral e pelos termos de serviço do app.

O TSE vai encaminhar todas as denúncias do canal de comunicação ao próprio WhatsApp, que irá fazer uma verificação e banimento das contas.

Campanha estimula potiguares a viajarem pelo RN

 



Sentir o clima ameno da região de Serra de São Bento, conhecer as inúmeras praias enfileiradas por mais de 400 quilômetros de litoral ou as belezas selvagens do sertão. Esse é o convite que faz aos potiguares a campanha “Visite o Rio Grande do Norte”. A ação faz parte do Plano de Retomada do Turismo e foi lançada pelo Governo do Rio Grande do Norte, por meio da Secretaria de Estado do Turismo (Setur) e da Empresa de Promoção Turística Potiguar (Emprotur), nesta sexta-feira (02), na sede da Governadoria, com a participação da governadora Fátima Bezerra.

Com o tema "Um mundo pra você aproveitar", um dos principais objetivos da ação é que o potiguar viaje para conhecer o seu próprio estado, estimulando o turismo pelo interior e movimentando a cadeira turística, uma das mais importantes para a economia do estado e que foi diretamente afetada pela pandemia.

“Quero parabenizar a Setur e Emprotur que tão bem atuam no planejamento da retomada do turismo. Suspendemos as atividades no momento certo e agora estamos retomando com cautela e planejamento, pelo bem de todos”, destacou a governadora Fátima Bezerra.

As diretrizes da campanha, que faz parte do plano de retomada do Turismo, são embasadas por pesquisas realizadas pelo setor de Inteligência da Emprotur que revelam a preferência pelo turismo doméstico e viagens de curta distância, com destinos baseados em atrativos naturais e seguros.

"Muitos operadores já destacam que o Rio Grande do Norte tem encabeçado a procura dos turistas nesta etapa do retorno das viagens. O que queremos com a campanha é comunicar nossas ações para resguardar a saúde do turista e os nossos atrativos", revela o presidente da Emprotur, Bruno Reis.

No perfil oficial de promoção turística do Estado, o @VisiteRioGrandedoNorte, serão publicados posts informativos sobre a campanha. Além disso, está previsto o lançamento de dois vídeos e um site exclusivo com a proposta de trazer o visitante para o estado. A intenção dos filmes é dar amparo visual às mensagens da campanha, utilizando linguagem bem-humorada, regionalista e que promova os destinos turísticos.

Uma das etapas da campanha é direcionada aos agentes de viagens e operadores de turismo, sempre buscando apontar os aspectos que destacam o Rio Grande do Norte como o melhor e mais seguro destino de viagem, enfatizando as estratégias colocadas em prática para proteger a segurança do turista e dos moradores. Para isso serão evidenciadas conquistas como o selo Safe Travels do WTTC, com o qual o RN foi pioneiro, e o selo local Turismo+Protegido, que realizou capacitações dos profissionais do turismo pelo Senac/Sebrae.

Entrega do Plano de Retomada do Turismo

Na ocasião, a governadora Fátima Bezerra recebeu oficialmente a versão final do Plano de Retomada do Turismo do Rio Grande do Norte, documento que reúne orientações básicas de segurança sanitária e ações integradas para garantir a saúde pública e organizar a retomada gradativa da atividade turística diante da pandemia. A entrega foi feita pelas entidades responsáveis pela elaboração do plano: a Setur e a Emprotur com apoio do trade turístico, prefeituras e entes como a Fecomércio RN, Senac RN, Sebrae RN, Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do RN (ABIH-RN) e Sindetur - Sindicato das Empresas de Turismo do RN. O documento foi finalizado nesta sexta-feira, 02, com orientações relativas ao setor de eventos.

“Queremos agradecer aos parceiros pela colaboração na elaboração do plano, que foi debatido com os cinco polos turísticos em um trabalho integrado para fomentar o turismo. Fizeram diferença os cursos de captação ofertados pelo Senac e Sebrae, dando mais segurança na retomada das atividades. Como resultado, fomos o primeiro Estado a receber o Selo Safe Travels, um reconhecimento mundial ao nosso turismo seguro”, destacou a titular da Setur.

Presidente da Fecomércio RN, Marcelo Queiroz confirmou as palavras da secretária Ana Costa: “Entendemos a importância desse trabalho feito em conjunto com o Governo e com os empresários. O benefício é de todos!”.

O documento integra o Plano de Retomada Gradual da Atividade Econômica do Estado do RN, elaborado pelas Federações do Comércio, das Indústrias, da Agricultura, dos Transportes, e Sebrae, com o apoio da FCDL RN, da Facern e da Associação Comercial do RN, que instituíram um grupo de trabalho com representantes de suas equipes técnicas, além de representantes das Secretarias de Tributação e Desenvolvimento Econômico do RN, da Agência de Fomento do RN e da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Ao longo de 18 meses, o Plano de Retomada do Turismo promoverá ações em sete vertentes: Protocolos de Saúde; Capacitação (treinamento e consultoria); Comunicação com a sociedade (empresas e turistas); Selo do turismo; Plano de promoção do destino; Cronograma; Alinhamentos com os governos.

Participaram do evento o vice-governador Antenor Roberto, os secretários estaduais Gustavo Coelho (Infraestrutura), Fernando Mineiro (Gestão de Projetos, Metas e Articulação Institucional), Crispiniano Neto (diretor-geral da FJA), Giovanna Paiva (coordenadora do Programa Nacional de Apoio à Modernização da Gestão e do Planejamento - Sead) e Fábio Henrique (diretor da FJA). Participaram online Pedro Lima (secretário adjunto da Seplan) e Getúlio Marques (secretário de Educação).

ASSECOM/RN

Elisa Elsie/ASSECOM/RN

2 de outubro de 2020

Com Covid-19, Trump é levado a hospital militar



 Informações dão conta de que o presidente dos EUA, Donald Trump, apresenta febre, congestão nasal e cansaço. Os indícios são de que o estado de saúde de Trump se agravou ao longo do dia.

247

Abrace essa Luta

 


Entidades de Defesa da Pessoa com Deficiência repudiam e denunciam o retrocesso para educação Inclusiva com a publicação do Decreto nº 10.502

 



Nota sobre a Política Nacional de Educação Especial


quinta-feira, 1 de outubro de 2020 às 20h38


A Comissão Nacional de Direitos da Pessoa com Deficiência do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (CDPCD/CFOAB) recebeu a manifestação de pessoas com deficiência, de suas entidades representativas e de diversos integrantes da sociedade civil, de que a nova Política Nacional de Educação Especial (PNEE), lançada pelo Governo Federal no dia 30/9/2020 e normatizada pelo Decreto nº 10.502, de 30/09/2020, apresenta graves retrocessos para a educação inclusiva.

Ocorre que a OAB e a Comissão dos Direitos da Pessoa com Deficiência junto ao Conselho Federal possuem o compromisso de respeito e defesa da Constituição Federal de 1988, bem como da Convenção da ONU sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência que foi recepcionada no ordenamento jurídico brasileiro com status de Emenda Constitucional.

É importante ressaltar que a discussão não versa sobre um direito de “escolha”, mas sim, em especial, acerca da garantia dos direitos da pessoa com deficiência no sistema educacional, da ampliação da acessibilidade e das adaptações para a permanência em qualquer instituição de ensino e do cumprimento de normas constitucionais e infraconstitucionais.

Deste modo, em 30/09/2020, a Comissão Nacional instaurou procedimento administrativo tendo por escopo a elaboração de estudo técnico-jurídico que possa vir a ser utilizado como fonte de subsídios necessários para que o Conselho Federal da entidade possa, oportunamente, deliberar sobre as medidas, inclusive judiciais, se for mesmo o caso, a serem tomadas no sentido de evitar qualquer retrocesso na efetivação dos direitos das pessoas com deficiência.


http://www.oab.org.br/noticia/58460/nota-sobre-a-politica-nacional-de-educacao-especial

1 de outubro de 2020

NOTA DE ESCLARECIMENTO

 



Com relação a mais nova Fake News criada por uma página anônima, que tem feito ataques infundados contra o prefeito e candidato à reeleição Ronaldo Souza, cumpre esclarecer:

Na manhã desta quinta-feira, a página “Água Nova Desmaquiada” publicou no Instagram mais uma notícia mentirosa, ao qual dizia que o prefeito Ronaldo Souza estaria passando por uma "saia justa na prestação de contas do fundeb”, anexando a imagem FALSA de um Percentual de Aplicação em MDE sobre a receita Líquida de Impostos, o que não representa o percentual verdadeiro do município de Água Nova.

A título de informação, vale frisar que a Constituição Federal determina uma aplicação mínima anual de recursos nas áreas de educação e saúde. Dessa forma, o cumprimento da aplicação do mínimo constitucional deverá ser comprovado no encerramento do exercício. Para a Educação deverão ser aplicados, no mínimo, 25% da RLI. Pois bem, o perfil Fake lançou que o município de Água Nova teria investido apenas 23,68% da RLI em educação, anexando a imagem, possivelmente, de outro município.

Como mostra a imagem extraída de relatório publicado na Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte – FEMURN, o município de Água Nova não só cumpriu o Limite Constitucional de 25%, como ultrapassou, aplicando 33,16%, como mostra a imagem abaixo.

A principal medida contra a desinformação é a divulgação da verdade de forma rápida e efetiva, ou seja, fazer a informação verdadeira chegar até as pessoas. Para isso, é preciso agir com rapidez e esclarecer os fatos ao público, denunciar a rede de mentiras e exigir investigação rigorosa pela Justiça Eleitoral para punir os autores e os financiadores das desinformações.



fonte:https://juniorlauopinativo.blogspot.com/

Governadora Fátima Bezerra anunciou adiantamento do 13º salário dos servidores




A governadora Fátima Bezerra anuncia o adiantamento de 40% do pagamento do 13º salário de 2020 de todos os servidores ativos e inativos do Estado. Os outros 60% serão quitados até dezembro deste ano. 

Além disso, a governadora determinou a prioridade à equipe econômica do #GovernodoRN de trazer uma proposta de pagamento das duas últimas folhas deixadas pela última gestão e programa iniciar o pagamento em atraso no início do próximo ano.

30 de setembro de 2020

Governo federal avisa que a partir de hoje mais de 5 milhões de pessoas não receberão mais auxílio emergencial

 Como o que é bom dura pouco, e quando a esmola é grande o pobre desconfia, quase metade dos brasileiros que não são cadastrados no Bolsa Família, mas que receberam auxílio emergencial, não vão mais receber.

São 5,7 milhões de brasileiros que não vão receber as novas parcelas de 300 reais do auxílio que começam a ser pagas nesta quarta-feira.

Detalhe: O governo federal só informou nesta terça-feira e o pagamento de mais uma parcela começa a ser paga nesta quarta-feira.

Previsão de confusão nas agências da Caixa a partir desta quarta-feira.

O governo justifica que cruzou dados e descobriu pessoas fora dos critérios iniciais e das regras mais restritas da nova fase.

Só que essas pessoas vinham recebendo.

Já entre os beneficiários do Bolsa Família, 3 milhões de pessoas também foram excluídos do auxílio sob justificativa que o Bolsa Família voltou a ser mais vantajoso.

O problema é que não combinaram com os russos.

O auxílio emergencial, como vinha sendo pago, rendeu índices altos de popularidade ao presidente Bolsonaro.

Mais de 4 milhões de famílias tiveram como única renda, em agosto, o auxílio emergencial, segundo estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, o Ipea.

Thaisa Galvão

29 de setembro de 2020

Secretraria de Meio Ambiente de Água Nova participará da Operação AMA

  

A Secretaria de Meio Ambiente  de Água Nova atendeu  o chamamento do IDEMA para participar do Programa AMA,  que tem como objetivo  planejar ações de educação ambiental  e   de promover ações que incentivem a prevenção às práticas de queimadas e aos focos de incêndios nos municípios potiguares.  As ações teve inicio na manhã dessa terça-feira (29).

 O Programa é dirigido pela Subcoordenadoria de Planejamento e Educação Ambiental (SPEA/IDEMA),  onde  a  SEMMA-Água Nova,  ira colaborar na divulgação do Programa, publicando todo o material publicitário nas redes sociais, também  divulgando em carro de som e  fixação desse mesmo material que será impresso e afixado em pontos públicos e privados, bem como  , divulgar o material em áudio, em nossa rádio comunitária Esperança FM. 

Esse é o primeiro momento de atuação SEMMA - Água Nova junto ao Programa nesse final de setembro.

Em Outubro, estaremos  dando continuidade de apoio ao Programa AMA  apresentando  sugestões e idéias que possam contribuir na conscientização mais rápida e  possível   de combate as queimadas e incêndios criminosos.

Fonte: https://meioambiente2019.blogspot.com/

Governo do Estado inicia recuperação da RN 177


Ontem( 28), o Governo do Estado deu inicio a recuperação da RN- 177, trecho Pau dos Ferros- Encanto-- São Miguel- Coronel João Pessoa- Venha Ver,incluindo a rua  Joel Praxedes no Bairro Riacho do Meio, em Pau dos Ferros.


Benaldo - GAC; Flaubert Sepran- Genilson - DER / PDF ;Paulo Pereira - gerente Central do cidadão PDF 
Fernando - Detran PDF




Cinco pontos para ficar atento hoje no debate entre Trump e Biden



 Durante o debate dessa  noite  Donald Trump e Joe Biden procurarão provar que o adversário não é apto para governar os Estados Unidos. O portal UOL retransmitirá o evento, em uma parceria com a CNN Brasil.

Assim, mais do que defender as próprias qualidades ou propostas, vão mirar em desconstruir o outro, o que deve tornar o duelo particularmente agressivo. Seguem os 5 pontos para você prestar atenção:

1. Com 77 anos, Biden é apenas 3 anos e 5 meses mais velho que Trump. Mesmo assim, o presidente se dedicará a provar que o rival “envelheceu mal”, não é rápido o suficiente nem articula bem as ideias.

Gago na infância, Biden de fato não tem a mesma fluência e domínio de cena de Trump, ex-apresentador do reality show “O Aprendiz”. 

2. Biden se aproveitará de revelações publicadas em livros e reportagens para tentar demonstrar que Trump não está à altura do cargo. Em particular a reportagem publicada nesse domingo pelo jornal The New York Times, que retrata o presidente como um empresário fracassado e sonegador de impostos.

Entre os livros mais recentes, que descrevem o presidente como alguém que coloca seus interesses pessoais e sua vaidade acima do país, estão: “The Room Where It Happened” (“A Sala Onde Aconteceu”), de John Bolton, ex-chefe do Conselho de Segurança Nacional; “Too Much And Never Enough” (“Demais e Nunca Suficiente”), de Mary Trump, sobrinha do presidente e psicóloga; e “Rage" (“Fúria”), do jornalista Bob Woodward.

3. Trump procurará provar que, apesar do perfil moderado de Biden, sua candidatura e eventual governo foram capturados pela “esquerda radical”, e usará como evidências disso suas propostas de "New Deal Verde", substituição das fontes de energia fósseis por renováveis e não-poluidoras, ao custo de US$ 2 trilhões; de reforçar a Lei de Assistência Acessível, ou Obamacare, que impõe regulações sobre os planos de saúde, como o atendimento de doenças preexistentes; aumento de impostos para grandes empresas e famílias de renda alta; obrigatoriedade do uso de máscaras e restrição da circulação das pessoas, onde for necessário para conter o coronavírus; o deslocamento de verbas da polícia para programas sociais e protestos violentos contra o racismo em algumas cidades administradas por democratas; e a própria escolha de Kamala Harris, que abraçou propostas da esquerda democrata, como sua vice.

O candidato democrata deve reiterar que é a favor dos protestos, não da violência, e que os distúrbios ocorrem “na América de Trump”, não na dele. 

4. Os dois disputarão o legado do alto crescimento e desemprego baixo, antes da pandemia. Trump dirá que a economia americana nunca tinha tido indicadores tão bons, incluindo para as minorias negra e hispânica, quanto no seu governo.

Biden lembrará que foi o governo de Barack Obama que colocou a economia americana nos trilhos, e que coube a ele, como vice, elaborar e colocar em prática o pacote de resgate de empresas e famílias da crise financeira em 2009. 

5. Biden argumentará que o déficit comercial dos Estados Unidos em relação à China nunca foi tão alto quanto sob o governo Trump, rebatendo as acusações do presidente de que ele seria complacente com a China.

O candidato democrata apresentou um plano que combina impostos mais altos para empresas americanas que produzem no exterior e incentivos para bens fabricados nos EUA, para atrair os empregos de volta. Trump, por sua vez, diz que ninguém foi tão duro quanto ele com a China, e que mudou o acordo comercial com o Canadá e o México, assinado no governo democrata de Bill Clinton, para torná-lo mais proveitoso para os EUA.

Biden provavelmente acusará Trump de ser complacente com o presidente russo, Vladimir Putin, e prometerá uma política externa assertiva.

CNN

28 de setembro de 2020

Parlamentares condenam tentativa de Bolsonaro de usar recursos do Fundeb em programa de renda

 

O governo do presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta segunda-feira 28 que pretende usar parte dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) para bancar o novo programa social que substituirá o Bolsa Família.

O anúncio foi feito pelo relator da proposta de emenda à Constituição (PEC) emergencial, senador Márcio Bittar (MDB-AC).

“A proposta é que até 5% do novo recurso do Fundeb sejam também utilizados para ajudar essas famílias que estarão no programa a manterem seus filhos na escola”, declarou o parlamentar em reunião no Palácio da Alvorada.


Comunicação do governo federal sobre queimadas é falsa

 

Daniel Carvalho
BRASÍLIA


Na tentativa de se esquivar das críticas à política ambiental diante dos focos de incêndio na Amazônia e no Pantanal, o governo de Jair Bolsonaro publicou neste sábado (26) uma comparação incabível e fez uma afirmação falsa, de que a área queimada no país é a menor dos últimos 18 anos.

“Mesmo com os focos de incêndio que acometem o Pantanal e outros biomas brasileiros, a área queimada em todo o território nacional é a menor dos últimos 18 anos. Dados do Inpe [Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais] revelam que 2007 foi o ano em que o Brasil mais sofreu com as queimadas”, publicou a Secom.

Antes vinculada à Presidência da República, mas agora sob guarda-chuva do Ministério das Comunicações, a Secom (Secretaria de Comunicação) comparou dados de oito meses deste ano com dados fechados de 12 meses dos anos anteriores.

A postagem feita no sábado foi reproduzida por autoridades como os ministros do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e das Comunicações, Fábio Faria, e pelo senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho mais velho de Jair Bolsonaro (sem partido). O presidente não havia compartilhado a publicação até o início da tarde deste domingo (27).

Os mesmos dados já haviam sido publicados na quinta-feira (24) por Fábio Faria.

“Nada mais didático para que tenhamos um retrato claro dos últimos anos. Os números do Inpe estão aí para que todos possam ver a verdade”, escreveu o ministro acrescentando a hashtag #AcreditenoBrasil.

Faria também publicou uma imagem com o total, por ano, de focos de incêndio. Nesta publicação, não há menção a 2020.

Procurada pela Folha, a Secom disse que “expôs os dados que estão à disposição, sem ocultar nada” e que “o que passa disso é ilação falaciosa do jornal”.

Os dados do Inpe são públicos, estão na internet, são gratuitos e de fácil compreensão.

De janeiro a agosto de 2020, houve registro de 121.318 km² em todo o Brasil. Este dado é utilizado na publicação da Secom. No entanto, para o 2019, a Secretaria de Comunicação usa como dado os 318.389 km² que queimaram durante todos os 12 meses do ano passado.

Se utilizasse o mesmo período de tempo que é possível para 2020 —de janeiro a agosto—, a área queimada, ainda assim, seria maior em 2019, primeiro ano da gestão de Bolsonaro, 131.327 km².

Porém, fazendo a comparação entre os mesmos períodos de 2003 a 2020, o governo teria que informar que 2020 teve mais área queimada que os anos de 2008, 2009, 2011, 2013, 2014, 2015, 2017 e 2018.

A Folha contestou a resposta inicial da Secom com estes dados, mas não houve manifestação até a publicação desta reportagem.

Se for feito um recorte dos dois biomas que mais têm sofrido com queimadas no momento, Pantanal e Amazônia, 2020 é um ano ainda mais complicado.

Até agosto, já foram queimados 18.646 km² no Pantanal este ano. Número que perde apenas para 2005, quando 20.219 km² foram queimados.

Na Amazônia, o Inpe registara 34.373 km² de área queimada entre janeiro e agosto deste ano. É menos que os 43.573 km² queimados no mesmo período de 2019, também no governo Bolsonaro. Mas é mais do que ficou em chamas nos anos de 2008, 2009, 2011, 2012, 2013, 2014, 2015, 2017 e 2018.

“Se a metade da energia que o governo gasta tentando criar uma realidade paralela fosse empregada no combate ao crime ambiental, o problema do desmatamento e das queimadas já estaria resolvido”, disse, por meio de sua assessoria, o secretário-executivo do Observatório do Clima, Marcio Astrini.

Para Cristiane Mazzetti, porta-voz da campanha da Amazônia do Greenpeace, ao fazer comparação entre dados de anos fechados com apenas oito meses de 2020, o governo demonstrar querer fazer uma guerra de narrativas em vez de enfrentar a gravidade das queimadas no país.

“Da Amazônia ao Pantanal, o patrimônio dos brasileiros segue sendo consumido rapidamente pelo fogo. É desonesto minimizar tamanha crise ambiental que resulta em impactos econômicos, sociais e ambientais”, afirmou Mazzetti.

O site do Inpe também permite fazer a comparação do total de focos ativos de queimadas detectados pelo satélite de referência em cada mês, no período de 1998 até 26/09/2020.

De janeiro até este sábado, eram 151.779 focos em todo o país, mais que os 143.734 registrados entre janeiro e setembro do ano passado.

Até sábado, o Pantanal já registrava um total de 16.667 focos ativos de queimadas, mais do que a soma dos 12 meses de 2019 (10.025).

Setembro de 2020, mesmo ainda não completo, também já tem o maior registro de queimadas na história do Pantanal, 6.514 focos de incêndio até o dia 26. O recorde total anterior era de agosto de 2005, com 5.993 focos de calor.

Há meses a situação já se mostrava crítica. O período mais úmido do Pantanal teve pouca chuva e 2020 teve o primeiro semestre com maior número de queimadas no bioma. Julho também teve o maior registro de fogo e agosto manteve elevado número de focos de calor, próximo ao recorde.

Na Amazônia, até sábado eram 73.459 focos de incêndio, ante 66.749 entre janeiro e setembro de 2019, ano que fechou com 89.176 focos de queimada registrados.

O bioma perdeu uma área equivalente a 270 mil km² entre os anos 2000 e 2018. No período, a maior floresta tropical do planeta viu desaparecer 8% de sua cobertura, substituída, principalmente, por áreas de pastagem, segundo números das Contas de Ecossistemas: Uso da Terra nos Biomas Brasileiros (2000-2018), do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), divulgados na quinta-feira.

27 de setembro de 2020

Coligação "Juntos de Novo" encabeçada por Ronaldo Sousa e Neném de Duba dão inicio a campanha nas redes sociais

 Começou hoje a campanha nas redes sociais e  Ronaldo Sousa e Neném de Duba saem na frente  mostrando um pouco da história de vida de cada um para o eleitor aguanovense.



Fátima Bezerra: "O RN vai crescer ainda mais

 

"Desde o início da pandemia nós priorizamos os cuidados com a saúde da população, mas em momento algum abandonamos o diálogo com o setor produtivo.”

Confira o artigo da Governadora na edição de hoje da @tribunadonorte: “O RN vai crescer ainda mais”. 

👉🏾 http://www.tribunadonorte.com.br/noticia/o-rn-vai-crescer-ainda-mais/490980

Comunicamos que estamos em manutenção

  Estamos melhorando a roupagem do Blog !  Em breve estaremos de volta . Agradecemos   compreensão !