30 de maio de 2020


Em post enigmático, Bolsonaro anuncia crise institucional

 Bolsonaro reclama da imprensa e se irrita com pergunta sobre ...
Jair Bolsonaro foi ao Twitter na noite deste sábado, 30, para insinuar que as instituições tramam a sua derrubada do poder. 
Em uma sequência de tweets intitulada "Tudo aponta para uma crise", Bolsonaro menciou publicações na imprensa sobre denúncias envolvendo seu governo e decisões judiciais nos âmbitos do Supremo Tribunal Federal, relativa aos ataques do deputado Eduardo Bolsoanro, e do Tribunal Superior Eleitoral, com a movimentação do processo que pede a cassação da chapa Bolsonaro-Mourão. 
Leia a sequência de Jair Bolsonaro:



Lideranças divulgam manifesto pela democracia


Um grupo de políticos, cientistas, artistas, intelectuais, organizações, empresas e pessoas de diferentes setores da sociedade se uniu em "defesa da vida, da liberdade e da democracia". O movimento Estamos Juntos já tem mais de 6 mil assinaturas da esquerda à direita também inclui jornais e exige que autoridades e lideranças políticas resistam a posturas que de alguma forma colocam em risco a democracia. A divulgação acontece em um contexto no qual Jair Bolsonaro estimulou atos que pediram o fechamento do Supremo Tribunal Federal e do Congresso Nacional. Seus aliados também ameaçaram a Corte, após ministro Alexandre de Moraes autorizar uma ação da Polícia Federal contra fake news tendo bolsonaristas como alvos
De acordo com o manifesto, "como aconteceu no movimento Diretas Já, é hora de deixar de lado velhas disputas em busca do bem comum". 
"Esquerda, centro e direita unidos para defender a lei, a ordem, a política, a ética, as famílias, o voto, a ciência, a verdade, o respeito e a valorização da diversidade, a liberdade de imprensa, a importância da arte, a preservação do meio ambiente e a responsabilidade na economia", diz.  
O movimento pede a união dos setores democráticos da sociedade, apesar das ideias diferentes. "Queremos combater o ódio e a apatia com afeto, informação, união e esperança. Vamos juntos sonhar e fazer um Brasil que nos traga de volta a alegria e o orgulho de ser brasileiro". 
Escritor e colunista, Antonio Prata, um dos organizadores do movimento, afirmou que ideia do manifesto é aglutinar pessoas de diferentes setores da sociedade em defesa das instituições e contra um golpe à democracia.
"Temos Freixo, Fernando Henrique Cardoso, Boulos e Armínio Fraga no mesmo movimento. A intenção é barrar a ideia de um golpe. Eduardo Bolsonaro disse que não é uma questão de se, mas de quando. Bolsonaro passou a vida defendendo a ditadura e um golpe. Precisamos voltar a discordar dentro do rinque que é a democracia", disse. Os relatos foram publicados no jornal O Globo


Governadora Fátima sanciona reajuste do piso salarial dos professores

A própria Governadora falou ontem ( 29) em suas redes sociais da sanção da lei que assegura o reajuste do Piso salarial dos Professores.

Inquérito das fake news deve chegar ao chefe do esquema: Carlos Bolsonaro

Alexandre de Moraes e Carlos Bolsonaro

247 – "O avanço da investigação sigilosa do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre ameaças, ofensas e fake news disparadas contra integrantes da Corte e seus familiares deve chegar ao núcleo próximo do presidente Jair Bolsonaro", segundo aponta reportagem de Rafael Moraes Moura, publicada no jornal Estado de S. Paulo.

"Com previsão de ser concluído em 15 de julho, mas a possibilidade concreta de ser novamente prorrogado, o inquérito já fechou o cerco sobre o 'gabinete do ódio', grupo de assessores do Palácio do Planalto comandado pelo vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho do chefe do Executivo. A existência desse núcleo foi revelada em reportagem do Estadão de setembro do ano passado", aponta ainda o jornalista.
A investigação é conduzida no Supremo pelo delegado federal Igor Romário de Paula, que integrou a Lava Jato em Curitiba, e é tido como um aliado do ex-ministro Sérgio Moro.

29 de maio de 2020

Secretaria de Finanças comunica: Salários dos servidores municipais de Água Nova já estão em contas

A imagem pode conter: texto
A Prefeitura Municipal de Água Nova, por meio da sua Secretaria Municipal de Finanças, depositou nas contas de todos os servidores públicos municipais, nesta sexta-feira (29/05/2020), o pagamento da folha de todos os servidores do município, do mês em curso.
Além disso, também foi depositado o décimo terceiro de 2020 a todos os funcionários efetivos que aniversariam em Maio.
Esse é um compromisso da Gestão "Construindo um Novo Tempo", em prol dos água-novenses, firmado e cumprido pela nova administração de Água Nova.
Mantendo assim, todo o funcionalismo rigorosamente em dia no mês trabalhado, como também, todas as contas públicos da prefeitura Municipal pelo Décimo Sétimo mês consecutivo.

Óbitos por Covid-19 no RN sobem para 267; outros 60 estão em investigação

Rio Grande do Norte tem até o momento 267 óbitos por Covid-19, dos quais 7 foram registrados nas últimas 24h. São 6.463 casos confirmados da infecção, 14.905 supeitos e 12.552 descartados. Há 60 mortes em investigação. Os dados foram divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) em coletiva de imprensa realizada nesta sexta-feira (29).
No estado, há 530 pessoas internadas por causa da doença, das quais 259 estão em leitos críticos, e as demais, em leitos clínicos. O número de pacientes à espera de regulação (internação) é de 90. Desse total, 4 são prioridade "1"; já os classificados como prioridade "2" são 26. Os demais (60), são prioridades "3" e "4", as mais leves.
Veja matéria completa em - https://agorarn.com.br/

Vazou: Carlos Bolsonaro já é alvo de busca em nova operação de PF

Nova operação contra fake pode ser determinada por Alexandre de Moraes e atingir em cheio Carlos Bolsonaro. Segundo informa Monica Bergamo, na Folha, o ministro prefere esperar pelo resultado das buscas feitas nesta semana para encorpar o material que já tem ..

antropofagista.

Ação do STF contra gabinete do ódio derruba ação de robôs bolsonaristas

A consultoria AP Exata apontou uma queda de 40,8% na atuação de robôs pró-Jair Bolsonaro no Twitter em relação a picos atingidos no passado e 10% na comparação com a média histórica em meio às investigações da Polícia Federal autorizadas pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes contra um esquema de fake news. A informação é da coluna de Mônica Bergamo.
De acordo com levantamento da consultoria, as publicações dos chamados perfis de interferência caíram de uma média de 14% para 10% no Twitter. Elas já chegaram a ter pico de 17%.A AP Exata avalia que, se os perfis de interferência forem desmobilizados, os bolsonaristas passarão a ter menos força para impor suas narrativas nas redes sociais. 
Dentre os alvos dos mandados de busca e apreensão cumpridos pela PF estão os empresários bolsonaristas Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan e Edgard Corona, fundador da Smart Fit. A corporação também investiga oito deputados bolsonaristas, dentre eles Carla Zambelli. O ex-deputado federal Roberto Jefferson é outro investigado. 
247

28 de maio de 2020

"Acabou, porra" e manda PF desobedecer o STF apelou Bolsonaro

Jair Bolsonaro e fachada do STF

Jair Bolsonaro criticou a operação da PF desta quarta-feira (27) contra aliados acusados de envolvimento na distribuição de fake news. Segundo ele, “ordens absurdas” não devem ser cumpridas pela corporação. A crise acirrou!

Bolsonaro sanciona com vetos projeto de socorro financeiro de R$ 60 bilhões a estados e municípios

Projeto destina R$ 60 bilhões para auxílio aos estados e ...

O presidente Jair Bolsonaro sancionou com vetos o projeto que prevê ajuda financeira de R$ 60 bilhões a estados e municípios.
O texto foi publicado na edição desta quinta-feira (28) do Diário Oficial da União.
Bolsonaro acolheu os vetos sugeridos pela equipe econômica do governo. Ele vetou um trecho que abria exceções em relação ao congelamento dos salários de servidores – com isso, não haverá reajustes para servidores até o final do ano que vem – e outro que permitia a estados e municípios suspender o pagamento das dívidas com bancos e organismos internacionais.
O projeto foi aprovado pelo Congresso Nacional para ajudar estados e municípios a enfrentarem os efeitos causados pela perda de arrecadação durante a pandemia do coronavírus e reforçar ações de assistência social.
A proposta foi aprovada em 6 de maio, e sancionada cerca de três semanas depois.
O texto enviado pelo Poder Legislativo prevê que a União vai transferir diretamente a estados e municípios R$ 60 bilhões, divididos em quatro parcelas mensais.
O repasse direto, em quatro parcelas, será dividido da seguinte forma:
R$ 50 bilhões em compensação pela queda de arrecadação (R$ 30 bilhões para estados e DF; R$ 20 bilhões para municípios);
R$ 10 bilhões para ações de saúde e assistência social (R$ 7 bilhões para estados e DF; R$ 3 bilhões para municípios).

Servidores
Depois da aprovação do projeto, Bolsonaro informou que iria vetar o trecho que abria chance para reajuste salarial de servidores estaduais e municipais até dezembro de 2021.
Vetos presidenciais a trechos de projetos aprovados pelo Congresso Nacional precisam ser analisados pelos parlamentares. Se deputados e senadores decidirem derrubar a decisão, o trecho da lei é restabelecido. Não há prazo para a análise.

 Thaisa Galvão  Blog a  Tromba  -Do G1 – Por  Nilson Klava, Pedro Henrique Gomes e Guilherme Mazui

Bolsonaro diz que integrantes do gabinete do ódio são cidadãos de bem e ameaça reagir

Alexandre de Moraes e Jair Bolsonaro

 Em post no twitter, ele reagiu à ação do STF contra a central de disseminação de fake news e discurso de ódio comandada por sua família e disse que não aceitará passivamente.
247

27 de maio de 2020

Bolsonaro teme que Carlos seja o próximo alvo do inquérito das fake news


Após a operação da Polícia Federal que atingiu importantes aliados, Bolsonaro relatou a aliados o temor de que seu filho Carlos Bolsonaro seja o próximo alvo de uma operação do inquérito do STF. Para a PF, Carlos é o chefe do esquema de disseminação de fake news do Planalto.

247

Hoje é ultimo dia para inscrição do ENEM

Enem vestibular

Se encerra às 23h59 desta quarta-feira (27) o período de inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020. O término do prazo foi prorrogado na última sexta-feira (22), que era a data-limite original. 
As inscrições começaram no dia 11 de maio e podem ser feitas por meio da página do Enem na internet. A taxa de participação, no valor de R$ 85, deverá ser paga por aqueles que não pediram isenção até 28 de maio. 
O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) já afirmou que as datas de realização das provas "serão adiadas de 30 a 60 dias em relação ao que foi previsto nos editais" por conta dos impactos da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

PF cumpre mandados de busca e apreensão em inquérito do Supremo sobre fake news

Alexandre de Moraes e fachada do STF


247 - A Polícia Federal (PF) cumpre, na manhã desta quarta-feira (27), mandados de busca e apreensão no inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre fake news. Agentes da corporação cumprem 29 mandados de busca e apreensão no âmbito do procedimento, presidido pelo ministro Alexandre de Moraes. As ordens judiciais estão sendo cumpridas no Distrito Federal, em São Paulo, no Rio de Janeiro, no Paraná,  em Santa Catarina e no Mato Grosso.
O presidente da Corte, ministro Dias Toffoli, abriu o inquérito em março de 2019, com o objetivo de apurar ofensas e ameaças que "atingem a honorabilidade e a segurança do Supremo Tribunal Federal, de seus membros e familiares".

26 de maio de 2020

Depois de operação da PF, Flávio Bolsonaro promete "tsunami" para cima de Witzel

Flávio Bolsonaro ainda chamou o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, alvo de investigação da Polícia Federal, de "traidor" e mostrou ter conhecimento dos supostos desvios de verba cometidos pelo governador.
247

Secretaria de saúde de Água Nova realiza vacinação contra gripe.

A imagem pode conter: 3 pessoas, atividades ao ar livre
manhã desta terça-feira, 26, a Estratégia de Saúde da Família "Maria de Fátima Silva do Nascimento" deu continuação a vacinação contra gripe. A fim de evitar aglomerações no setor fechado, a equipe realizou a vacinação na quadra poliesportiva.

Nesse momento, foram vacinados a população adscritas nas microareas 1 e 4, tendo como agentes comunitárias de saúde (ACS), Jussara e Rosineide.
A vacina contra gripe nesta etapa está aberta para pessoas com doenças crônicas.A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas comendo, bebida, criança, atividades ao ar livre e close-up
A imagem pode conter: 1 pessoa, close-up

Agentes da Polícia Federal de Brasília estão na residência oficial de Witzel desde o início da manhã

da Polícia Federal estão no Palácio Laranjeiras, residência oficial do governador do estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, na Zona Sul da cidade, na manhã desta terça-feira (26). Não há informações sobre possível cumprimento de mandado no local. A ação é comandada pela corporação de Brasília. 
Witzel e a esposa, Helena, são alvos da operação, autorizada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) -- responsável por ordenar ações contra governadores.
A ação é comandada por agentes da Polícia Federal de Brasília. Quinze equipes estão em vários endereços, entre eles no Leblon, na Zona Sul, e na Rua Professor Valadares, no bairro do Grajaú, Zona Norte, onde morava o governador antes de assumir o mandato.
A Operação Placebo apura suspeitas de desvios ligados ao Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde para a construção de hospitais de campanha para enfrentamento do Covid-19.
Segundo as investigações, foi identificado um esquema de corrupção envolvendo uma organização social contratada para a instalação de hospitais de campanha e servidores da cúpula da gestão do sistema de saúde do Estado do Rio de Janeiro.
Witzel tem sido um dos principais alvos dos ataques de Jair Bolsonaro, pois o governador do Rio é potencial candidato a presidente da República em 2022. 

25 de maio de 2020

PF apreende câmera que registrou reunião ministerial de Bolsonaro

PF apreende câmera que registrou reunião ministerial de Bolsonaro ...
A Polícia Federal apreendeu na tarde desta segunda-feira, 25, a câmera que filmou a reunião ministerial de Jair Bolsonaro de 22 de abril
Segundo o site O Antagonista, a apreensão foi realizada na Secretaria de Comunicação do Palácio do Planalto por seis agentes da Polícia Federal descaracterizados.
"Fontes da PF informaram a O Antagonista que a câmera foi disponibilizada pela Presidência da República após ofício do ministro Celso de Mello", diz o site ligado ao ex-juiz e ex-ministro da Justiça Sérgio Moro.

Comunicamos que estamos em manutenção

  Estamos melhorando a roupagem do Blog !  Em breve estaremos de volta . Agradecemos   compreensão !