19 de maio de 2018

Lindbergh: indústria da delação está sendo um grande comércio

Edilson Rodrigues/Agência Senado | Jefferson Rudy/Agência Senado
Em declaração ao 247, o senador Lindbergh Farias (RJ), líder do PT, diz que a denúncia contra o advogado Antonio Figueiredo Basto, que ele destaca ser "ligado ao PSDB", é "mais uma desmoralização"; "Nós temos que investigar essa indústria da delação, que na verdade está sendo um grande comércio. Eu espero que a gente consiga ir a frente para fazer uma investigação séria. Porque esse fato é gravíssimo", denunciou; a deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) declarou que a denúncia "é grave porque as pessoas estão sendo presas em cima de delação, sem provas, sem investigação".
247

18 de maio de 2018

Artigo 26 da Ficha Limpa vai garantir o registro de Lula disse Gleisi Presindenta do PT

Image result
“A Lei da Ficha Limpa  garante pelo artigo 26-C, que  Lula  pode ser candidato e levantar a inelegibilidade até a data de sua diplomação [pelo Tribunal Superior Eleitoral, caso seja eleito]”, disse Gleisi, atual presidente do PT, após visitar Lula acompanhada do ex-prefeito e ex-ministro Fernando Haddad.
“Portanto, ele pode concorrer, pode estar no processo eleitoral. Na eleição passada, 145 prefeitos concorreram assim e foram eleitos. E muitos ganharam a eleição, inclusive   no Paraná. Em Porecatu, o prefeito concorreu preso — e ganhou a eleição. No primeiro turno, teremos candidato, e será Lula”, cravou Gleisi.

17 de maio de 2018

Em visita ao ex-presidente Lula PT reafirma que ele será candidato

Câmara dos Deputados aprova MP que autoriza venda direta do óleo do pré-sal

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia durante aprovação de Medida Provisória sobre venda de petróleo do pré-sal.
Brasília

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (16), por 224 votos a 57, o texto-base da Medida Provisória 811/17, que permite à Pré-Sal Petróleo S/A (PPSA) a venda direta de óleo do pré-sal para empresas. A proposta segue para análise do Senado.
Com a proposta, a Pré-Sal Petróleo S/A pode comercializar a parte de óleo devida à União na exploração de campos da bacia do pré-sal com base no regime de partilha, vigente desde 2010. Antes da medida, só era permitida a contratação de agentes de comercialização para vender o petróleo.
A proposta foi aprovada após sucessivas tentativas de partidos da oposição em adiar a análise da medida. Em tentativa de votação ontem (15), o presidente da Casa, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), estendeu a votação até a madrugada desta quinta-feira para que fosse possível concluir a aprovação. No entanto, os deputados da oposição se mantiveram em obstrução, o que inviabilizou a votação por falta de quórum.

Caso da demissão do presidente do INSS expõe linha de montagem do mal na política brasileira

A demissão do presidente do INSS, Francisco Lopes, expõe a linha de montagem que transforma órgãos vitais da administração pública em antros de safadeza. Lopes foi ao olho da rua porque comprou programas de computador numa empresa que funcionava numa loja de bebidas. Esse negócio de bêbado foi orçado em R$ 8,8 milhões. Quem é Lopes? É um apadrinhado do líder do governo no Congresso, André Moura, um deputado do Partido Social Cristão que responde a oito processos —de improbidade até tentativa de homicídio.
O cristão André Moura é um fiel seguidor do irmão-presidiário Eduardo Cunha, que o impôs a Michel Temer. Moura e Cunha rezam pelo catecismo do centrão. Adotam o lema do “é dando que se recebe”, retirado da oração de São Francisco, para simbolizar a prática profana de exigir vantagens do governo em troca de apoio político no Congresso.

16 de maio de 2018

Dra. Ana Fernandes Juiza em Pau dos Ferros ministrou palestra no CRAS em Água Nova

 O combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, foi tema de uma palestra  realizada na manhã de hoje na sede do CRAS  em Água Nova. A Juíza de Direito de Pau dos Ferros, Dra. Ana Fernandes Vieira, a psicóloga Lheidyanny Holanda e a assistente social Adriana Carneiro,  conversaram  com crianças, adolescentes, pais  e professores das escolas estadual e municipal presentes ao evento. As equipes do CRAS e Conselho Tutelar foram os responsáveis pela realização do evento. 



Petroleiros condenam prisão política de Lula e aprovam indicativo de greve

Ricardo Stuckert/ Instituto Lula: 24/02/2015- Rio de Janeiro- RJ, Brasil- O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, acadêmicos, artistas e lideranças políticas, participam de ato em defesa da Petrobras, convocado pela CUT e pela Federação Única dos Petroleiros. Foto: Ricardo Stuckert/ In
"Assim como Lula e o povo brasileiro, a Petrobrás e suas subsidiárias sofrem o apetite desenfreado daqueles que não conhecem uma vida sem privilégios. Antes o pilar de uma economia de pleno emprego, de geração de tecnologia, de crescimento do óleo e gás, da indústria naval, da exploração e refino, a Petrobrás agora se vê reduzida a um grande escritório de exportação de óleo cru, e de geração de lucro, tecnologia e emprego para outros países. Com a destruição da indústria do petróleo, nosso PIB sobrevive do agronegócio, neto abastado das capitanias hereditárias", destaca a FUP no manifesto.
247

15 de maio de 2018

Morador de Brasília compra por R$ 2,2 milhões triplex atribuído a Lula


O imóvel pivô da condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Operação Lava Jato tem um novo dono. Nesta terça-feira (15/5), encerrou o leilão do triplex 164-A, no Condomínio Solaris, no Guarujá (SP). O apartamento, arrematado pelo valor mínimo estipulado no edital – R$ 2,2 milhões, agora tem como proprietário uma pessoa que se declarou moradora de Brasília. O lance vencedor foi o único a ser oficializado.

A página do leilão teve 55 mil visitantes. O nome de usuário utilizado pelo arrematante é Garujapar e consta em seu cadastro no site responsável pela concorrência que ele é de Brasília. Além do valor do triplex, o morador da capital federal vai arcar com uma dívida de R$ 47 mil de condomínio.

COMEÇA A SEXTA CAMPANHA DE LULA À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

Ricardo Stuckert
O Partido dos Trabalhadores vai lançar uma plataforma online de arrecadação de doações para a campanha de Luiz Inácio Lula da Silva; apenas o nome de Lula será apresentado num primeiro momento e os outros candidatos terão suas próprias plataformas de arrecadação, informou um integrante da Executiva Nacional do partido; a direção da legenda já aprovou uma resolução destinando a maior parte dos recursos dos fundos eleitoral e partidário para a campanha do ex-presidente; será a sexta campanha de Lula à presidência da república e a oitava do PT (das quais, venceu quatro).
247

14 de maio de 2018

Atenção candidatos para essa informação

Image result for atenção candidatos eleições 2018
A partir de terça-feira, os pré-candidatos das eleições de 2018 poderão iniciar a propaganda para financiamento coletivo de campanha, conhecido “crowdfunding” eleitoral. No entanto, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) estabeleceu que eles estão proibidos de pedir votos durante a divulgação dessa modalidade de arrecadação de recursos.
O tribunal decidiu a data após responder uma consulta feita pelo senador Paulo Paim (PT-RS). O parlamentar questionou o tribunal sobre como o financiamento coletivo poderia ser divulgado e a data a partir da qual seria permitida a propaganda.
De acordo com o TSE, a liberação e o repasse dos valores arrecadados aos pré-candidatos só poderão ocorrer se eles tiverem cumprido os requisitos definidos na norma: o requerimento do registro de candidatura, inscrição no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) e abertura de conta bancária específica para registro da movimentação financeira de campanha.
A possibilidade de os pré-candidatos iniciarem a campanha para o financiamento coletivo é uma das mudanças trazidas pela reforma eleitoral de 2015. Até a eleição de 2014, a legislação não admitia menção à futura candidatura antes de seu registro oficial e do início da propaganda eleitoral, com previsão de penas.
Para a professora da FGV Direito Rio, Silvana Batini, a alteração na lei, que inclui a figura da pré-campanha, passou a regular um cenário que já ocorria nas campanhas eleitorais no país.
“A gente sabe que o processo de escolha de um candidato é também um processo de muito debate e exposição. É muito comum os partidos testarem determinadas figuras, expô-las ao debate público. Algumas delas crescem, outras já são queimadas logo de cara”, disse a professora.
“Então, ignorar a realidade, que esse processo faz parte do processo eleitoral como um todo, era uma certa ingenuidade e até um tratamento meio hipócrita e mais do que isso, ele era ‘criminógeno’ porque como a lei proibia muito, e como esse processo era inevitável de acontecer, você tinha uma série de procedimentos que eram empurrados para a ilegalidade”, acrescentou.
Na avaliação de Silvana Batini, a legislação foi extremamente ampliada, porém não estipula o limites de gastos para a pré-campanha.
“O problema de fixar como critério único o pedido expresso de voto é que se deixa passar uma série de atividades de pré-campanha que custam caro e que não vão integrar a prestação de contas posterior do candidato e isso retira grande parte do poder de fiscalização”.
A professora alerta que os tribunais eleitorais devem impedir que pré-candidatos com mais recursos tenham vantagem em detrimento dos demais.
“Estamos em um momento muito grave, de enxergar o quanto o financiamento espúrio de campanha compromete a democracia, então é preciso encontrar um ponto de equilíbrio em que nem se coíba a pré-candidatura – que é uma realidade e precisa acontecer – mas ao mesmo tempo restrinja determinados atos, como caravanas pelo país todo, comícios com discursos”.

Comunicamos que estamos em manutenção

  Estamos melhorando a roupagem do Blog !  Em breve estaremos de volta . Agradecemos   compreensão !