10 de junho de 2017

A entrevista de Débora Fabri



BDF

Silêncio de Temer deve acelerar denúncia de Janot

A decisão tomada pela defesa de Michel Temer de ignorar as 82 questões formuladas pela Polícia Federal no inquérito que o investiga por corrupção, obstrução judicial e organização criminosa vai acelerar a denúncia do procurador-geral, Rodrigo Janot; isso significa que o Brasil terá, pela primeira vez em sua história, um ocupante da presidência da República denunciado por crimes tão graves; silêncio de Temer se deve ao receio da defesa de que ele voltasse a cair em contradições – como no caso do voo no jatinho da JBS, em que Temer chegou a ser desmentido pelo próprio piloto da aeronave; "embora todo investigado tenha o direito de permanecer em silêncio, essa escolha é politicamente desastrosa", diz o ex-ministro José Eduardo Cardozo; Temer havia dito que ministros denunciados seriam afastados, mas avisou que esse critério não vale para ele.

9 de junho de 2017

Temer decide não responder a PF


Prestes a ser denunciado por corrupção, obstrução judicial e também como chefe de organização criminosa, Michel Temer decidiu não responder as 82 questões do inquérito instaurado para apurar sua participação no esquema de propinas denunciado pela JBS; no escândalo, seu ex-assessor especial Rodrigo Rocha Loures foi preso recebendo uma mala com R$ 500 mil que, segundo os delatores da empresa, era destinada a Temer; em sua "resposta", Temer alegou que as questões formuladas pela PF extrapolam o objeto da ação; confira a lista das 82 perguntas que ele decidiu ignorar.
brasil247

Coisas que vazam no Facebook

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto
Direto do Facebbok de William Lima

Saiu resultado preliminar do concurso para soldado do Corpo de Bombeiros

Resultado de imagem para Saiu resultado preliminar do concurso para soldado do Corpo de Bombeiros

O Corpo de Bombeiros Militar do estado do Rio Grande do Norte (CBMRN) divulga gabarito preliminar de concurso no dia 22 de maio, pelo Idecan. O certame disponibiliza 70 vagas para Soldado e tem mais de 13 mil inscritos.
As exigências da função são de escolaridade média, estatura de 1,65m para homens e de 1,60m para mulheres, idade entre 19 e 30 anos e carteira de habilitação de categoria mínima B. Dentre as atividades do profissional estão: prevenção e extinção de incêndio, busca e salvamento, socorro de emergência, proteção balneária por guarda-vidas, prevenção de acidentes na orla marítima e fluvial, proteção e prevenção contra incêndio florestal, atividades de defesa civil e evitar danos materiais e humanos.
A remuneração do profissional, após a formação no curso, será de R$ 2.904,00.

A seleção brasileira vai a campo sem a Globo

Uma semana depois da prisão do ex-presidente do Barcelona Alexandre “Sandro” Rosell e das denúncias da Justiça da Espanha que indicam um histórico de lavagem de dinheiro na venda de jogos da Seleção Brasileira, a Confederação Brasileira de Futebol anunciou uma novidade na transmissão dos amistosos contra Argentina e Austrália, em 9 e 13 de junho, em Melbourne. As partidas serão exibidas pela estatal TV Brasil, pela TV Cultura, emissora pública de São Paulo, e pelo Facebook, rede social criada por Mark Zuckerberg, sem a tradicional participação da Rede Globo.

Não se trata apenas de um chega pra lá definitivo da CBF na Globo, detentora dos direitos de transmissão dos jogos da Seleção há mais de duas décadas. É uma nova forma de a confederação aumentar suas receitas em cima do sucesso do escrete de Tite, primeira seleção a se classificar para a Copa da Rússia no próximo ano.

Leia mais: alagoasterritoriolivre.com

8 de junho de 2017

Desempregado quer profissionalizar-se...

Até quando os mais de 207 milhões de brasileiros vão aceitar tamanho desrespeito, cinismo e agressão à nossa democracia?"


Deputado Silvio Costa (PTdoB-PE) afirma em artigo que "a maioria dos deputados da sua ainda sofrível base aliada diz, claramente, que Michel Temer só renunciará se o Poder Judiciário ou o Congresso Nacional encontrar uma fórmula para que ele continue com o foro privilegiado"; Costa diz também que "a maioria dos deputados da base, num nítido desrespeito ao Judiciário, diz que o jogo já está jogado [no TSE], ou seja, que Michel Temer será absolvido", mas que teme "uma possível denúncia do Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, que, segundo eles, poderá ocorrer na próxima semana"; "O governo Michel Temer acabou. Até quando os mais de 207 milhões de brasileiros vão aceitar tamanho desrespeito, cinismo e agressão à nossa democracia?", questiona o parlamentar.

Desembargador suspende condenação de Moro a Vaccari por falta de provas e esculacha sentença do juiz

 
Após suspensão do julgamento do recurso de João Vaccari Neto, no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), por pedido de vista do desembargador federal Victor Laus, nesta terça-feira (6), a defesa do ex-tesoureiro do PT está confiante na sua absolvição e vê elementos significativos na atual fase do caso, na corte sediada em Porto Alegre. “O importante e até simbólico nesse momento é que, pela primeira vez, um tribunal superior, ou pelo menos um desembargador, reconhece que houve condenação sem nenhuma prova, com base exclusiva em palavra de delator, o que não é possível pela lei brasileira”, diz o advogado de Vaccari, Luiz Flávio D’Urso. Vaccari encontra-se em prisão temporária em Curitiba desde 15 de abril de 2015.

Lula dispara e tem 58% dos votos de quem ganha até 2 salários mínimos


Ricardo Stuckert/ Instituto Lula: <p>Natal- RN- Brasil- 22/09/2016- Ex-presidente Lula, durante evento político em Natal. Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula</p>
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva continua imbatível e bateria todos os candidatos a presidente em 2018, mostra pesquisa CUT/Vox Populi; entre os que ganham até dois salários mínimos, Lula tem 58% das intenções de voto; votos em branco e nulos estão na vice-liderança; o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) que, inconformado por ter sido derrotado por Dilma Rousseff (PT-RS) nas eleições de 2014, liderou um golpe contra o Brasil e os brasileiros em parceria com o então vice-presidente Michel Temer (PMDB-SP), ambos denunciados por corrupção, está politicamente liquidado, aparece com 0% de intenção de voto.
 247

7 de junho de 2017

Vox Populi confirma: Aécio virou pó!

 


O cambaleante Aécio Neves ainda não foi preso – não faltam provas sobre os seus atos de corrupção, mas faltam convicções aos "justiceiros" do Ministério Público Federal –, mas já virou pó.

Tribuna do Norte publica a Lista de busca e apreensão na Operação Manus onde Henrique foi preso


A Tribuna do Norte publica hoje s lista dos locais onde a Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão na operação Manus, braço da lava-jato.
Eis:
No apartamento de Henrique a Polícia apreendeu celulares, computadores e os carros dele e da mulher.
Também apreendeu carros do cunhado de Henrique, Arturo Arruda.

thaisagalvão

A Polícia Federal quer saber de Michel quem é um tal “Edgar”.

 
 Está lá na pergunta número 47 das 82 enviadas a Michel:

“Vossa Excelência tem alguém chamado ‘Edgar’ no universo de pessoas com quem se relaciona com certa proximidade?”

Continua: “Se sim, identificar tal pessoa, mencionando a atividade profissional, eventual envolvimento na atividade partidária, descrevendo, ainda, a relação que com ela mantém”.

O advogado de Temer, Antônio Claudio Mariz de Oliveira, já avisou que seu cliente não vai responder a todas as questões.

Se não responder, é sinal de culpa. Se responder e mentir, está lascado. Mariz pediu mais tempo para ver se sai da sinuca de bico.

As especulações começaram. Edgar é Marcela, disse alguém no Twitter.

Ele vai aparecer mais cedo ou mais tarde, como outros paus mandados do círculo temerista.

Se Temer não contar, o homem da mala conta.

ATL

Relator sinaliza que irá pedir cassação de Temer

Na retomada do julgamento da ação de cassação do mandato de Michel Temer no TSE, o ministro Herman Benjamin sinalizou que votará pela perda do mandato de Temer; após as falas dos advogados do PSDB, da presidente eleita Dilma Rousseff, de Temer, e do Ministério Público Eleitoral, Herman Benjamin rejeitou e foi acompanhado pelo Plenário as quatro questões preliminares apresentadas pelas partes: impossibilidade de o TSE cassar diploma de presidente, perda do objeto em virtude da cassação de mandato pelo impeachment e inversão da ordem de testemunhas; julgamento foi suspenso e continuará nesta quarta-feira, 7, a partir das 9h.

6 de junho de 2017

Veja aqui as 82 perguntas que a PF mandou para TEMER responder


Veja algumas as perguntas que a Polícia Federal enviou ao presidente Michel Temer
Veja algumas as perguntas que a Polícia Federal enviou ao presidente Michel Temer
  1. Qual a relação de Vossa Excelência com Rodrigo da Rocha Loures?

  1. Desde quando o conhece? Já o teve como componente de sua equipe de trabalho? Quais os cargos ocupados por ele, diretamente vinculados ao de Vossa Excelência?

  1. Rodrigo da Rocha Loures é pessoa da estrita confiança de Vossa Excelência?

  1. Vossa Excelência confirma ter realizado contribuição financeira à campanha de Rodrigo da Rocha Loures à Câmara dos Deputados, nas eleições de 2014, no valor de R$ 200.650,30? Quais os motivos dessa doação?

  1. Vossa Excelência realizou contribuições a outros candidatos nessa mesma eleição? Se a resposta for afirmativa, discriminar beneficiários e valores.

  1. Vossa Excelência gravou um vídeo de apoio à candidatura de Rodrigo da Rocha Loures à Càmara dos Deputados, em 2014. Fez algo semelhante em prol de outro candidato? Quais?

  1. Rodrigo da Rocha Loures, mesmo após ter assumido vaga na Cêmara dos Deputados, manteve relação próxima com Vossa Excelência e com o Gabinete Presidencial?

  1. Vossa Excelência confirma ter estado com Joesley Batista, Presidente do Grupo J&F Investimentos S/A, em 7 de março de 2017 no Palácio do Jaburu, em Brasília, conforme referido por ele em depoimento de fls. 42/51 dos autos do Inquérito no 4483?

  1. Qual o objeto do encontro e quem o solicitou a Vossa Excelência?

  1. Rodrigo da Rocha Loures teve prévio conhecimento da realização desse encontro?

  1. Por qual motivo a reunião em questão não estava inserida nos compromissos oficiais de Vossa Excelência?

  1. Vossa Excelência tem por hábito receber empresários em horários noturnos e sem prévio registro em agenda oficial? Se sim, cite ao menos três empresários com quem manteve encontros em circunstâncias análogas ao de Joesley Batista, após ter assumido a Presidência da República.

  1. Vossa Excelência já havia encontrado Joesley Batista fora da agenda oficial? Quando, onde e qual o propósito do(s) encontro (s)?

  1. Em pronunciamento público acerca do ocorrido, Vossa Excelência mencionou que considerava Joesley Batista um ‘conhecido falastrão’. Qual o motivo, então, para tê-lo recebido em sua residência, em horário, prima facie, não usual, em compromisso extraoficial e sem que o empresário tivesse sido devidamente cadastrado quando ingressou às instalações do Palácio do Jaburu (segundo as declarações do próprio Joesley Batista)?

  1. Vossa Excelência aventou a possibilidade de realizar viagem a Nova York, no período de 13 a 17 de maio de 2017? Rodrigo da Rocha Loures chegou a comentar com Vossa Excelência sobre o interesse de Joesley Batista de encontrá-lo na sede da JBS, naquela cidade?

  1. Vossa Excelência sabe se o ex-ministro Geddel Vieira Lima mantinha encontros ou contatos com o empresário Joesley Batista, segundo referido por este às fls 42/51? Se sim, esclarecer a finalidade desses encontros?

  1. Vossa Excelência tem conhecimento se o ministro Eliseu Padilha mantinha encontros ou contatos com o empresário Joesley Batista segundo referido por este às fls 42/51? Se sim, esclarecer a finalidade desses encontros?

  1. No mesmo depoimento de fls. 42/51, Joesley Batista disse ter informado Vossa Excelência, no encontro, sobre a cessação de pagamentos de propina a Eduardo Cunha e da manutenção de mensalidades destinadas a Lúcio Bolonha Funaro, ao que Vossa Excelência teria sugerido o prosseguimento dessa prática. Em seguida, o empresário afirmou ‘que sempre recebeu sinais claros de que era importante manter financeiramente ambos e as famílias, inicialmente por Geddel Vieira Lima e depois por Michel Temer para que eles ficassem ‘calmos’ e não falassem em colaboração premiada’. Vossa Excelência confirma ter recebido de Joesley Batista, na conversa havida no Palácio do Jaburu, a informação de que ele estaria prestando suporte financeiro às famílias de Lúcio Funaro e de Eduardo Cunha, como forma de mantê-los em silêncio? Em caso de resposta negativa, esclareceu a Joesley Batista, na ocasião, que não tinha qualquer receio de eventual acordo de colaboração de Lúcio Funaro ou de Eduardo Cunha?

  1. Existe algum fato objetivo que envolva a pessoa de Vossa Excelência e seja passível de ser revelado por Lúcio Bolonha Funaro ou Eduardo Cunha, em eventual acordo de colaboração?

  1. Vossa Exceiência sabe de algum fato objetivo que envolva o ex-ministro Geddel Vieira Lima e que possa ser mencionado em acordo de colaboração premiada que eventualmente venha a ser firmado?

  1. Vossa Excelência conhece Lúcio Bolonha Funaro? Que tipo de relação mantém ou manteve com ele? Já realizou algum negócio jurídico com Lúcio Bolonha Funaro ou com empresas controladas por ele? Quais?

  1. Lúcio Bolonha Funaro já atuou na arrecadação de fundos a campanhas eleitorais promovidas por Vossa Excelência ou ao PMDB quando Vossa Excelência estava à frente da sigla? Se sim, especificar a(s) campanha (s)

  1. Joesley Batista também aduziu no depoimento de fls 4251 que Vossa Excelência se dispôs a ‘ajudar’ Eduardo Cunha no Supremo Tribunal Federal através de dois Ministros que lá atuam? Vossa Excelência confirma isso? Se sim, de que forma prestaria tal ajuda? Quais eram esses dois Ministros?

  1. Joesley Batista afirma, no depoimento de fls. 42/51, que Rodrigo da Rocha Loures foi indicado por Vossa Excelência, em substituição a Geddel Vieira Lima, como interlocutor ao Grupo J&F Investimentos S/A. Vossa Excelência confirma tê-lo indicado para tal função? Se sim, quais temas estavam compreendidos nessa interlocução?

  1. Vossa Excelência já indicou Rodrigo da Rocha Loures para atuar como interlocutor do Governo Federal em alguma questão?

  1. Vossa Excelência sabe se Rodrigo da Rocha Loures reuniu-se com Joesley Batista, após o encontro mantido entre Vossa Excelência e esse ampresário, no Palácio do Jaburu? Se sim, qual a finalidade do encontro?

  1. Rodrigo da Rocha Loures reportou a Vossa Excelência algum assunto tratado com Joesley Batista? Quais?

  1. Vossa Excelência esteve com Rodrigo da Rocha Loures após conversa mantida com Joesley Batista em 7 de março de 2017? Se sim, aponte, com a máxima precisão possível, quando e onde se deram tais encontros.

  1. Recorda-se de Joesley Batista, na conversa mantida com Vossa Excelência no Palácio do Jaburu, ter feito comentários acerca do comando do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) assim como da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e da Receita Federal do Brasil? Qual o interesse manifestado pelo empresário acerca desses órgãos?

  1. Vossa Excelência teve ciência, através de Rodrigo da Rocha Loures, do interesse do Grupo J & F Investimentos S/A em questão submetida ao CADE, envolvendo o setor de energia? Quais informações foram levadas a Vossa Excelência?

  1. Vossa Excelência determinou a Rodrigo da Rocha Loures que interviesse junto ao CADE no sentido de atender a interesses do Grupo J & F Investimentos S/A?

  1. Vossa Excelência tomou conhecimento (antes da divulgação jornalística) de encontros mantidos entre Rodrigo da Rocha Loures e Ricardo Saud, Diretor do Grupo J & F Investimentos S/A? Se sim soube do encontro antecipadamente? Qual a pauta dessas reunioes?

  1. Vossa Excelência compareceu à inauguração da Casa Japão, em São Paulo, em 30 de abril de 2017. Rodrigo da Rocha Loures viajou com Vossa Excelência no avião presidencial? Se sim, Rodrigo da Rocha Loures reportou a Vossa Excelência, durante a viagem, Grupo J & F Investimentos S/A. naquela mesma semana? Se sim, em que termos foi o relato?

34 Vossa Excelência soube que Ricardo Saud, em encontros realizados em 28 de abril de 2017, expôs a Rodrigo da Rocha Loures, em detalhes, um ‘esquema’ envolvendo o pagamento de vantagens indevidas decorrente da suposta intervenção do então parlamentar junto ao CADE, em prol dos interesses do Grupo J & F Investimentos SA?

  1. Em caso de resposta negativa, o que tem a dizer acerca desse episódio, mesmo que dele tenha tomado conhecimento somente por sua veiculação na imprensa?

  1. Rodrigo da Rocha Loures chegou a levar ao conhecimento de Vossa Excelência a disponibilidade do Grupo J & F Investimentos em fazer pagamentos semanais que girariam entre R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais) e Rs 1.000.000,00 (um milhão de reais), por conta da resolução da questão que estava em trâmite no CADE?

  1. Vossa Excelência soube, também por Rodrigo da Rocha Loures, que tais pagamentos semanais estavam garantidos até dezembro do corrente ano e, a depender da extensão do contrato firmado entre empresa do Grupo J & F e a Petrobras, poderiam se prolongar por até vinte e cinco anos?

  1. Caso não tenha tomado conhecimento, Vossa Excelência acredita que Rodrigo da Rocha Loures possa ter participado de tais tratativas com o Grupo J & F Investimentos S/A com o intuito de obter exclusivamente para si as quantias que na hipótese da mencionada dilação contratual, chegariam pelo menos à casa dos R$ 600.000.000,00 (seiscentos milhões de reais)?

  1. Vossa Excelência tomou conhecimento (antes da divulgação na imprensa) do recebimento, por Rodrigo da Rocha Loures, de R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais) do Grupo J & F Investimentos S/A, em São Paulo, em 28 de abril de 2017? O que tem a dizer sobre tal fato (ainda que tenha tomado conhecimento do mesmo pela imprensa)?

  1. Após a divulgação desses fatos pela imprensa, que demonstraram a participação inequívoca de Rodrigo da Rocha Loures em conduta aparentemente criminosa, Vossa Excelência manteve algum contato com ele, diretamente, seja por interpostas pessoas? Se sim, por qual meio e qual a finalidade do contato?

  1. Ricardo Saud, em depoimento prestado na Procuradoria-Geral da República, conforme vídeo já amplamente divulgado, afirmou que tratou com Rodrigo da Rocha Loures sobre os repasses semanais já mencionados, mas ressaltou, categoricamente, que o dinheiro era direcionado a Vossa Excelência. O que Vvossa Excelência tem a dizer a respeito?

  1. Vossa Excelência considera a hipótese de Rodrigo da Rocha Loures ter usado o nome de Vossa Excelência para obter valores espúrios do Grupo J & F Investimentos S/A?

  1. Vossa Excelência conhece Ricardo Saud? Qual a relação que mantém com ele?

44, Vossa Excelência já esteve com Ricardo Saud em alguma ocasião? Onde e qual o motivo do encontro?

  1. Já solicitou ou recebeu algum valor através de Ricardo Saud a pretexto de contribuição de campanha?

  1. Vossa Excelência, em campanhas eleitorais nas quais foi candidato, recebeu alguma contribuição financeira de empresas pertencentes ao Grupo J & F Investimentos S/A? Discriminar as campanhas, os valores, quem os solicitou e como foram encaminhados (se via diretórios ou diretamente)

  1. Vossa Excelência tem alguém chamado ‘EDGAR’ no universo de pessoas com quem se relaciona com certa proximidade? Se sim, identificar tal pessoa, mencionando a atividade profissional, eventual envolvimento na atividade partidária, descrevendo, ainda, a relação que com ela mantém.

48 Vossa Excelência conhece Antônio Celso Grecco, proprietário do Grupo Rodrimar, de Santos/SP? Qual relação mantém com ele?

  1. Vossa Excelência já recebeu alguma contribuição financeira para fins eleitorais de Antônio Celso Grecco, da empresa Rodrimar ou de alguma outra empresa a ela vinculada? Quando e qual o valor?

  1. Vossa Excelência recebeu alguma reivindicação dessa empresa, ou de outra igualmente atuante no segmento de portos, relacionada à questão do ‘pré-93’? Se sim, em que termos?

  1. Vossa Excelência tem conhecimento se Rodrigo da Rocha Loures recebeu alguma reivindicação da Rodrimar ou de outra empresa igualmente atuante no segmento de portos, relacionada a esse tema?

52 Rodrigo da Rocha Loures chegou a demonstrar a Vossa Excelência interesse pela questão do ‘pré-93’?

  1. Rodrigo da Rocha Loures tem alguma relação com empresas do setor portuário?

  1. Vossa Excelência tem relação de proximidade com empresários atuantes no segmento portuário, especialmente de Santos/SP?

  1. Vossa Excelência conhece Ricardo Mesquita vinculado à Rodrimar? Que relação mantém com tal pessoa?

  1. Rodrigo da Rocha Loures mencionou a Vossa Excelência o fato de ter encontrado Ricardo Mesquita no mesmo dia (e local) em que esteve reunido com Ricardo Saud? Se sim, qual o propósito do encontro com Ricardo Mesquita?

  1. Vossa Excelência conhece João Baptista Lima Filho, Coronel inativo da Polícia Militar de São Paulo? Qual relação mantém com ele?

  1. João Baptista Lima Filho já teve alguma atuação em campanha eleitoral promovida por Vossa Excelência? Qual a função desempenhada por ele?

  1. João Baptista Lima Filho já atuou na arrecadação de valores a eventual campanha política de Vossa Excelência ou ao PMDB de São Paulo?

  1. Joesley Batista afirmou que desde a assunção de Vossa Excelência como Presidente da República, vinha mantendo contatos com o ministro Geddel Vieira Lima. Vossa Excelência tinha conhecimento de encontros? A que se destinavam?

  1. O empresário referiu também que vinha ‘falando’ com o ministro Eliseu Padilha. Vossa Excelência tinha conhecimento desses contatos?

  1. Quando Joesley Batista perguntou como estava a relação de Vossa Excelência com o ex-deputado Eduardo Cunha, Vossa Excelência mencionou ‘o Eduardo resolveu me fustigar’, aludindo, em seguida, a questionamentos que ele havia proposto ao juiz Sérgio Moro em seu interrogatório realizado na 13.ª Vara Federal, em Curitiba/PR. Imediatamente, Joesley Batista referiu que havia ‘zerado as pendências’ (presumivelmente em relação a Eduardo Cunha) e que perdera o contato com Geddel, ‘o único companheiro dele’, não mais podendo encontrá-lo, ao que Vossa Excelência fez o comentário ‘é complicado’. A quais pendências se referiu Joesley Batista?

  1. Geddel Vieira Lima efetivamente mantinha relação próxima a Eduardo Cunha?

64 Vossa Excelência via algum inconveniente na realização de encontros entre Joesley Batista e Geddel Vieira Lima? Qual o motivo de ter classificado a situação exposta como ‘complicada’?

  1. Em seguida, Joesley Batista, em outros termos, mencionou que investigações envolvendo Eduardo Cunha e Geddel Vieira Lima haviam tangenciado o Grupo J & F Investimentos SIA, afirmando, com conotação de prevenção que estava de bem com Eduardo, ao que Vossa Excelência interveio com a colocação ‘tem que manter isso, viu?’, tendo o empresário complementado dizendo ‘todo mês’.

  1. Explique o contexto em que se deram essas colocações, esclarecendo, sobretudo, o sentido da orientação final de Vossa Excelência, nos termos ‘tem que manter isso’.

  1. Uma das interpretações possíveis a essa passagem do diálogo é de que Joesley Batista, ao afirmar que ‘estava de bem’, tenha se referido a pagamentos mensais que vinha efetuando a Eduardo Cunha com o propósito de não se ver implicado em eventuais revelações que pudessem partir do ex-parlamentar. Vossa Excelência sequer considerou essa hipótese?

  1. Vossa Excelência tem conhecimento de alguma ilegalidade cometida por Eduardo Cunha? Quais?

  1. Avançando no diálogo, Joesley Batista, ao mencionar a sua condição de investigado, afirmou ‘aqui, eu dei conta, de um lado, do juiz dar uma segurada do outro lado, um juiz substituto, ao que Vossa Excelência complementou: ‘que tá segurando, os dois’, o que foi confirmado por Joesley, ‘os dois’. Logo em seguida, o empresário adicionou a informação ‘consegui um procurador dentro da força-tarefa que tá me dando informação’. Adiante, o empresário complementa que estava agindo (sem explicar como) para trocar um Procurador da República que estava ‘atrás dele’, fazendo menção, ao que o contexto indica, à atuação de um membro do Ministério Público Federal em alguma investigação. Vossa Excelência, inclusive, se certifica indagando ‘o que tá em cima de você?’, o que é confirmado pelo empresário. Vossa Excelência percebeu alguma ilicitude nas informações que lhe estavam sendo transmitidas por Joesley Batista?

  1. Ao fazer o breve comentário ‘segurando os dois’ Vossa Excelência aparenta compreender a alusão do empresário à suposta intervenção nas investigações instauradas em seu desfavor (de Joesley Batista). O que tem a dizer sobre isso? Caso tenha feito interpretação diversa, a exponha.

  1. Se, no entanto, Vossa Excelência confirma ter entendido, naquele momento, o imediato sentido que emana das expressões usadas pelo empresário, explique o porquê de não ter advertido Joesley Batista quanto à gravidade daquela revelação e, também, por qual razão não levou ao conhecimento de autoridades a ilícita ingerência na prestação jurisdicional e na atuação do Ministério Público que lhe fora narrada por Joesley Batista?

  1. Mais à frente, em contexto diverso, Joesley Batista aparentemente procurou estabelecer (ou restabelecer) um canal de contato com Vossa Excelência: ‘queria falar como é que é, pra falar contigo, qual melhor maneira? Porque eu vinha falando através do Geddel, eu não vou lhe incomodar, evidentemente’, Vossa Excelência confirma ter mencionado Rodrigo da Rocha Loures nesse momento?

  1. Qual a função que ele deveria efetivamente exercer?

  1. Joesley Batista já conhecia Rodrigo da Rocha Loures?

  1. No tocante às menções feitas pelo empresário à nomeação de presidente do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) Vossa Excelência assegurou que tal nomeação já havia ocorrido. Vossa Excelência sugeriu a Joesley Batista que procurasse o novo Presidente do CADE para ter uma ‘conversa franca’ com ele? Qual o exato significado dessa orientação?

  1. Vossa Excelência, naquele momento, tinha conhecimendo de algum interesse específico de Joesley Batista no âmbito do CADE?

  1. Joesley Batista mencionou também que o Presidente da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) estava por ser ‘trocado’ e que se tratava de ‘lugar fundamental’. Vossa Excelencia, então, orientou o empresário para que falasse com ‘ele’. A quem Vossa Excelência se referiu?

  1. Qual a legitimidade de Joesley Batista para interceder (ou tentar, ao menos) na nomeação do novo presidente da CVM?

  1. Em seguida, Joesley Batista referiu a importância de um ‘alinhamento’ com o Ministro Henrique Meirelles, ao que Vossa Excelência manifestou concordância. Qual o sentido da expressão ‘alinhamento’?

  1. Vossa Excelência autorizou que Joesley Batista apresentasse pontos de interesse ao Ministro Henrique Meirellesw? Quais? Vossa Excelência tem conhecimento se isso realmente ocorreu?

  1. Joesley Batista também mencionou determinada operação do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) que tinha dado certo, sendo que Vossa Excelência manifestou ter conhecimento do tema, mencionando, inclusive, que havia falado com ‘ela’ a respeito. Qual operação referida pelo empresário?

  1. A pessoa aludida por Vossa Excelência no contexto é Maria Silvia Bastos Marques, ex-presidente do BNDES? O que solicitou a ela?

A Imagem do Dia: Henrique sendo preso pela PF

Resultado de imagem para foto do ex ministro henrique alves preso hoje 06

PF liberou video da coletiva sobre a prisão de Henrique


O Traidor da Presidenta Dilma EX Ministro Henrique Alves foi PRESO



Primeiro nome do PMDB a trair a presidente legítima Dilma Rousseff, o ex-ministro Henrique Eduardo Alves, um dos principais aliados de Michel Temer, é o alvo de hoje de mais um desdobramento da operação Lava Jato; a Polícia Federal prendeu o peemedebista por indícios de corrupção; batizada de Manus, a operação investiga corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro na construção da Arena das Dunas, estádio da Copa do Mundo em Natal, no Rio Grande do Norte; sobrepreço identificado chega a R$ 77 milhões.

247

5 de junho de 2017

Ex-deputado só conseguiu delação após acusar Lula

Ricardo Stuckert
Advogado Cristiano Zanin Martins, que defende o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no âmbito da Lava Jato, afirmou, em nota, que "o ex-deputado Pedro Corrêa, cassado por quebra de decoro parlamentar em 2006, deixou hoje claro ao Juízo da 13ª Vara Criminal Federal de Curitiba ter refeito anexos de seu depoimento à Força Tarefa do Ministério Público Federal, visando fechar sua delação premiada, com o objetivo de apenas completar informações a respeito do ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva"; ex-deputado do PP, que já foi condenado a mais de 20 anos de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, prestou depoimento ao juiz Sérgio Moro nesta segunda-feira (5); segundo Zanin, Corrêa teria sido informado por membros do Ministério Público Federal, em setembro do ano passado, de que faltavam "elementos para embasar denuncia contra Lula, ocasião em que disse querer colaborar".

brasil247

Globo dá ultimato ao TSE: julgue já!

Editorial de O Globo, hoje, dá ordens ao Tribunal Superior Eleitoral para que casse logo a chapa Dilma-Temer e, com isso, ajude a destituir o atual ocupante do Planalto.

Descarta todas as teses de defesa e aponta para um resultado único, de natureza política, mais que jurídica:

 
“Não há nenhuma dúvida de que esse julgamento nada tem a ver com as acusações que agora pesam contra o presidente Michel Temer. Trata-se de julgar pecados anteriores. Mas, sabemos todos, na construção de suas convicções, os juízes podem e devem levar em conta as condutas impróprias continuadas dos implicados.”

Na jurisprudência global, julga-se fora dos autos ou traz-se a eles, como verdades absolutas, declarações unilaterais e delações de toda ordem: a espontâneas e as negociadas como chave de cadeia depois – para usar a expressão de Gilmar Mendes – “as alongadas prisões de Curitiba”.

Depois de exposto o seu diktat, concede aos juízes, pro-forma, o direito de decidirem.

"Este jornal não tem dúvida de que todos os ministros do TSE, julgando a favor ou contra, agirão segundo as suas convicções, tendo em mente as leis, a nossa democracia. E cumprindo o dever que a nação lhes outorgou."

Seja com Dilma, seja com Temer, é a vontade do Império que deve prevalecer.

A Globo não é uma concessão pública do Brasil.

A república brasileira, sim, é uma concessão da Globo.

ATL

Temer faz ofensiva contra Janot após prisão de seu homem da mala

A prisão do homem da mala de Michel Temer, o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), mexeu com o peemedebista, que deu aval para sua equipe de defesa desferir ataques públicos contra o Ministério Público Federal neste domingo (4); o objetivo é tentar blindar Temer do efeito político que a prisão de Rocha Loures pode ter em seu julgamento no TSE (Tribunal Superior Eleitoral); planejado há alguns dias nos bastidores e tornado público após a prisão de Loures, o discurso da defesa de Temer é o de que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, atua com intenções políticas e tenta "constranger" a Justiça Eleitoral à cassação de Temer; julgamento será retomado nesta terça (6).

247

Segundo grande ato de artistas por Diretas reuniu 100 mil em São Paulo



 
A manifestação na capital paulista ocorreu no Largo da Batata, zona oeste; entre os músicos que se apresentaram estava o cantor Criolo / Coletivo Diretas Já
Por “Diretas Já”, jovens, crianças e idosos fizeram parte do público de mais de 100 mil pessoas que acompanharam a série de shows pela democracia neste domingo (4), em São Paulo (SP). Por quase oito horas, dezenas de artistas subiram ao palco para passar mensagens em defesa da democracia, pelo “Fora, Temer” e por eleições diretas. A manifestação na capital paulista ocorre uma semana após um grande ato de mesmo tipo no Rio de Janeiro (RJ), que contou com 150 mil pessoas.
Entre eles, o rapper Emicida, que, enquanto cantava suas músicas, mandou o recado: “A base desse sistema somos nós, vamos nos mover para acabar com esse sistema. (…) Não só aqui onde a bala é de borracha, mas também na beirada, onde a bala é de verdade; é importante se mover. (…) União e consciência, sempre”.
No palco montado no Largo da Batata, zona oeste da capital paulista, se apresentaram blocos de carnaval – como o Acadêmicos do Baixo Augusta e o Arrastão dos Blocos – e cantores dos mais variados estilos. Chico César, Maria Gadu, Paulo Miklos, Edgard Scandurra, Pitty, Otto e Criolo foram alguns deles.
O momento político em que vivemos e a necessidade de profundas transformações foi a mensagem que o ator, compositor e dramaturgo Gera Camilo passou para a reportagem, durante o evento. 
“Esse momento é um momento incrível nas nossas vidas, porque não é só um momento de luta por direitos, mas de transformação, de revigorar as nossas posições. É uma grande revolução. É muito importante que a gente vote, a democracia é fundamental. É a partir desta democracia e do direito ao voto que a gente vai fazer a reforma política, mexer com esse sistema machista, homofóbico, misógino”, apontou.
Já a cantora Tulipa Ruiz ressaltou que a luta nas ruas e de forma organizada pode fazer a diferença para a batalha por eleições diretas. “É completamente fundamental nossa organização da classe artística e nas ruas também, enquanto cidadãos a favor dos nossos direitos. Todo mundo está aqui hoje porque ninguém quer retrocessos. Então, não aos retrocessos, por Diretas Já”, defendeu.
O “governo golpista e ilegítimo” de Michel Temer foi denunciado também pela cantora da banda As Baianas e a Cozinha Mineira, Raquel Virgínia: “Esse ato é para a gente recuperar o nosso status democrático e não deixar que os golpistas mantenham seu projeto dentro do nosso país, da nossa República”.
O sambista Péricles, que também se apresentou na manifestação, destacou a participação política da população. “Eu acredito na mudança, eu acredito que a gente tem que se ligar neste tipo de coisa. Acabou esse tempo da gente ficar alheio à política, ao que acontece; e a gente tem que tomar uma diretriz da existência da nossa própria vida”, avaliou.
O encerramento dos shows ficou por conta de Mano Brown, que à reportagem refletiu sobre o papel da música no debate político: “O artista tem acesso ao povo, em momentos diferentes do que o político. Muitas vezes o artista comunica muito mais do que o próprio político, através das suas músicas. A classe artística há muito tempo está envolvida com as questões políticas”.
Movimentos e partidos

O ato político cultural também contou com a presença de representantes de movimentos populares e partidos políticos, como os deputados federais Paulo Teixeira (PT-SP), Ivan Valente (PSOL-SP) e Luiza Erundina (Rede-SP).
Na opinião do coordenador nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) Guilherme Boulos, "para barrar as reformas é só com [eleições] diretas. Além de necessária e legítima, as diretas já são possíveis. Não acreditamos neste Congresso, mas acreditamos no nosso poder, na nossa capacidade de mobilização”.
Por sua vez, a presidenta da União Nacional dos Estudantes (UNE), Carina Vitral, "a luta pelas Diretas tem que ser de todos, dos movimentos sociais, dos artistas, dos partidos. A luta é grande, mas vamos derrotar o Temer e conquistar as eleições diretas”.

Outras cidades

O ato político e cultural por Diretas Já deste domingo em São Paulo ocorre uma semana após uma manifestação de mesmo caráter no Rio de Janeiro, há uma semana. Novos protestos estão marcados para Recife (PE) e Porto Alegre (RS), no próximo dia 11, além de outras capitais nas próximas semanas.
*A reportagem participou de uma articulação de mídias alternativas e populares pelas Diretas Já, que enviou as entrevistas, áudios e fotos desta matéria.

 Vivian Fernandes

Comunicamos que estamos em manutenção

  Estamos melhorando a roupagem do Blog !  Em breve estaremos de volta . Agradecemos   compreensão !